7 excelentes séries que já foram finalizadas

Você já ficou horas olhando o catálogo da Netflix sem saber o que assistir? Diante da imensidão de títulos é cada vez mais difícil encontrar uma opção. Inclusive, isso fica ainda mais complicado quando se tratam de séries ainda ativas, afinal, temos de aguardar a atualização dos episódios. Pensando nisso, listamos algumas séries já finalizadas que você pode assistir de forma despreocupada. Confira nossas sugestões logo abaixo.

publicidade

Em um mundo onde serviços de streaming vêm ganhando cada vez mais espaço, somos bombardeados por uma onda constante de conteúdos. Além dos diversos filmes e séries popularizados pela mídia tradicional, plataformas como Netflix e Amazon Prime vêm investindo no desenvolvimento de produções originais. Aliás, até mesmo o Tinder, investiu em uma pegada Black Mirror e criou uma série interativa. Como resultado disso, vem se tornando difícil escolher o que assistir e, se optar por um seriado, acompanhar a atualização dos episódios. Logo, pensando nisso, resolvemos indicar algumas excelentes séries que já foram finalizadas. Assim, será possível assistir tudo de uma vez e colocar um ponto final quando terminar.

7 – Game of Thrones

HBO

Se você assistiu Game of Thrones, deve estar se perguntando o que a série da HBO está fazendo aqui. Afinal, apesar de ter sido finalizada, a incoerência nas duas últimas temporadas da produção fazem com que a mesma esteja longe de ser classificada como excelente. Contudo, fazendo uma retrospectiva, não demoramos a perceber que as seis temporadas anteriores fazem jus ao adjetivo e, por isso, não poderíamos deixar as tramas de Westeros de fora dessa lista. No decorrer de oito anos, pudemos acompanhar jogos políticos, guerras colossais e intrigas familiares que transcenderam gerações.

O enredo de Game of Thrones, definitivamente só poderia ter saído da cabeça de um gênio e é assim que George R. R. Martin é descrito por muitos. O autor da série literária As Crônicas de Gelo e Fogo foi o responsável por criar todo o universo original de Game of Thrones e seus livros serviram de inspiração para cinco das oito temporadas da série. Ao passo que Martin demorou a lançar os dois últimos livros da saga, David Benioff e D. B. Weiss tiveram de contar com a própria imaginação para dar vida a narrativa, já que a HBO não queria ficar com seu carro-chefe fora de programação por muito tempo. Como resultado disso, tivemos uma conclusão apressada e beirando o amadorismo. Contudo, assim como dissemos anteriormente, isso não desmerece as levas de episódios anteriores. Inclusive, alguns deles estão entre os mais bem avaliados na história da televisão. Sendo assim, essa continua sendo uma sugestão válida.

publicidade

6 – Bates Motel

A&E

Assim como Game of Thrones é uma adaptação de As Crônicas de Gelo e fogo, Bates Motel é baseado no clássico cinematográfico, Psicose. No entanto, contrariando a produção da HBO, essa última manteve uma constância em todas suas cinco temporadas e conseguiu um desfecho satisfatório para os fãs. Servindo como uma espécie de prelúdio contemporâneo para o filme Psicose de Alfred Hitchcock, Bates Motel é uma referência do gênero terror psicológico. Surpreendentemente, sua quinta e última temporada é também a mais bem avaliada da série. Logo, não há riscos de decepção nesse caso. Além disso, é importante ressaltar que Carlton Cuse, criador da série, citou Twin Peaks como uma inspiração fundamental para seu projeto. Por fim, visto que Bates Motel é considerada uma das séries mais fascinantes da última década, seria um equívoco deixar de mencioná-la.

5 – The Good Place

Netflix

Embora aborde uma temática clichê, The Good Place acerta ao abraçar os estereótipos presentes no assunto “morte” e apresentá-lo de uma forma completamente autêntica. Em suma, a narrativa apresenta Eleanor Shellstrop, uma mulher que acabou de descobrir que morreu mas que esse não é o fim da linha pois existe vida após a morte. Graças à um feliz engano, Eleanor vai parar no chamado “lugar bom”. Contudo, posteriormente nossa protagonista se dá conta de que a administração do lugar a confundiu com alguém do mesmo nome e que ela pode acabar indo para o “lugar ruim”. Como resultado disso, vemos Eleanor passando por uma série de situações e dilemas envolvendo esse segredo ao longo da série. De acordo com a crítica publicada pelo Omelete, a última temporada da produção filosófica emocionou e se solidificou como uma das “melhores e mais intrigantes comédias de todos os tempos”.

4 – Sense8

Netflix

Criada pelas Irmãs Wachowskis, conhecidas por seu trabalho com a trilogia Matrix, Sense8 consegue mesclar ficção científica e drama de uma forma extraordinária. Embora essa produção conte com diversos elementos dignos de elogios, como todo o visual e sonoplastia, nada é tão exuberante quanto seu roteiro. Enquanto The Good Place se destaca por conseguir apresentar um clichê de forma autêntica, Sense8 apresenta ao público um conceito jamais visto em outro lugar.

Em suma, o enredo gira em torno de oito personagens principais que, eventualmente passam a partilhar uma conexão sensorial onde conseguem se comunicar uns com os outros de forma telepática. Posteriormente acabamos descobrindo que esse cluster – nome dado à esse grupo na série – é composto por pessoas da espécie Homo sensorium. Logo, essa mutação que os separa do Homo sapiens permite que eles se comuniquem, sintam e se apoderam do conhecimento, linguagem e habilidades uns dos outros. Além do inigualável conceito, o trunfo de Sense8 é a diversidade. Cada um dos outros protagonistas é de um lugar diferente do mundo e tem vivências particulares. Por fim, o mais interessante é que a série foi cancelada após sua segunda temporada, porém, os fãs fizeram tanto barulho que a Netflix concedeu à narrativa uma conclusão através de um episódio especial de duas horas. Essa é uma recomendação excelente para aqueles que estão fugindo do óbvio e querem sair da zona de conforto.

publicidade

3 – Hannibal

NBC

Apesar de seu status estar definido como “temporariamente cancelada”, não é como se Hannibal precisasse de continuidade. A série estrelada por Hugh Dancy e Mads Mikkelsen apresenta uma excelente atmosfera de suspense criminal. Aliás, o enredo gira em torno de Will Graham, um talentoso professor e agente especial do FBI buscando capturar serial killers. Eventualmente, um de seus casos exige que ele contate o Dr. Hannibal Lecter, um brilhante psiquiatra. Contudo, mal sabe Will que ele foi direto pra toca do lobo.

Enquanto nosso protagonista tenta prender letais criminosos, Lecter se mostra um serial killer canibal que faz diversos experimentos gastronômicos com suas vítimas. Surpreendentemente, Will acaba despertando o interesse de Hannibal e ambos desenvolvem uma relação de amor e ódio. De acordo com a crítica especializada, os diálogos entre ambos podem ser descritos como “geniais, peculiares e complexos”. Além disso, até mesmo seu desfecho em aberto foi assertivo. Visto que a série manteve um tom misterioso durante toda sua exibição, nada mais justo do que finalizar com um grande e literal cliffhanger.

2 – Avatar: A Lenda de Aang

Nickelodeon

Já listamos aqui séries de drama, terror, comédia e ficção científica. Logo, nada mais justo que aproveitar essa seleção para citar uma incrível animação. Embora o gênero animado seja muito subestimado, Avatar: A Lenda de Aang subverte o jogo. Ao passo que estamos acompanhando a ascensão de animações para adultos, enquanto os programas infantis tendem a ficar cada vez mais restrito a esse público, Avatar consegue transcender gerações. Surpreendentemente, embora sua transmissão original contemple o período de tempo entre fevereiro de 2005 e julho de 2008, a série continua fazendo sucesso com o público e sendo considerada uma das melhores produções já feitas.

Possuindo um total de três temporadas, A Lenda de Aang aborda a história de um mundo dividido em quatro nações: Terra, Fogo, Água e Ar. Nesse cenário, a cada geração uma pessoa capaz de dominar esses quatro elementos é escolhida para manter a paz no mundo, esse indivíduo recebe o título de Avatar. Essa série foi aclamada criticamente e é considerada “necessária para se assistir”. Dito isso, fica aqui e recomendação e ainda ressaltamos que a Netflix está desenvolvendo uma versão live-action dessa narrativa que deve estrear nos próximos anos.

1 – Orphan Black

Netflix

Também conhecida como “a série onde uma única mulher interpreta todos os personagens”, Orphan Black se trata de uma ficção científica que aborda temas relacionados à bioética e tem como principal enfoque, a clonagem. No decorrer da narrativa, vemos Sarah Manning, uma mulher que tem sua vida mudada após presenciar um suicídio no metrô. Acontece que, como viemos a descobrir posteriormente, a vítima se tratava de uma clone dela. Aliás, ao longo da série somos apresentados à diversos outros clones que, embora partilhem da mesma aparência, possuem personalidades completamente diferentes. É genial acompanhar a performance de Tatiana Maslany como cada um dos 12 clones. Inclusive, essa impecável atuação rendeu à atriz um Emmy em 2016.

publicidade

Segundo o consenso crítico disponibilizado no Rotten Tomatoes, “Orphan Black é um passeio pela ficção científica selvagem, que traz uma sensibilidade dramática [ao enredo] que pode se transformar em novos suspenses num piscar de olhos”. Com um total de cinco temporadas e 50 episódios, Orphan Black possui uma médica de 93% de aprovação no RT. E então, tá esperando o que pra conferir?

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments