Novos contos Machado de Assis
Novos contos Machado de Assis

Contos inéditos de Machado de Assis ressurgem em plena quarentena

Em plena quarentena, uma antologia sobre Machado de Assis é uma notícia para animar qualquer leitor de clássicos!

publicidade

A vida dos leitores nesse isolamento social não está se seguindo nada fácil. Com as portas as livrarias fechadas, obter uma nova leitura está se resumindo apenas ao consumo de compras online. 

Mas para quem curte uma literatura brasileira clássica, ainda que em período de quarentena, chegou a se deparar com uma boa notícia sobre alguns contos que são raros, escritos pelo ícone Machado de Assis. 

Sendo um dos maiores nomes entre os clássicos escritores, Machado marcou uma era em um antes e depois do seu surgimento. Com obras sendo vendidas e refeitas internacionalmente, alguns estudiosos decidiram fazer algo mais para engrandecer seu nome e sua história. 

publicidade

Ao criar uma antologia com vários pontos de vistas vindo de professores que dedicaram seus estudos pela vida e obras do autor, ao discutir o modernismo e a era em que Machado surgiu, alguns contos que eram considerados raros e até mesmo inéditos por terem sido esquecidos ressurgiram.

A antologia que está sendo publicada pela editora Filocalia, será agrupado vários contos em que o escritor abordava temas que chegavam a ser mais raros e, consequentemente, se tornavam obras mais caras. 

Novos contos Machado de Assis
Novos contos Machado de Assis

São contos sobre música, política, filosofia, escravidão, entre 11 dos 30 que serão reunidos na antologia, eles nunca foram coletados pelo autor. Castro Rocha, responsável por essa produção, reúne as obras de forma cronológica e com divisões temáticas.

O professor reúne ainda, outras histórias relacionadas a música e literatura, onde fazem com que Machado de Assis seja imergido no mundo ainda mais lírico.

publicidade

Em sua segunda parte, assuntos mais sérios relacionados a escravidão e política, haverá uma produção mais específica, abordando ainda, assuntos como o preconceito.

A obra se tornou então, motivo de alegria para todos aqueles que sabem o valor que tem os clássicos criados por um dos maiores escritores da história do Brasil, mesmo vindo em um período tão delicado como o que estamos passando, com a quarentena causada pelo coronavírus.

Fonte: Estadão

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments