in , ,

Nada de roupas, brinquedos e eletrônicos: casal passa um ano sem fazer compras e os filhos nem notam

Muitas vezes, bens materiais significam estar de bem com a vida ou mesmo são o motivo da busca da felicidade para muitas pessoas: ter e comprar coisas que em outros tempos não se tinha ou que sempre se quis ter.

Mas quando são o único objetivo, podem atrapalhar a qualidade de vida.

O casal Scotty e Gabby Dannemiller do Tennesse, EUA, percebeu que suas vidas estavam sendo absorvidas pelo trabalho corporativo e pela agitação do dia a dia. Eles e os filhos se tornaram focados demais no que possuíam e podiam comprar.

E nisso, as experiências que poderiam ter em família ficaram de lado. Então a decisão foi radical: durante um ano, sua lista de compras seria zero. Nada de roupas novas, eletrônicos ou brinquedos.

Parece absurdo? O resultado foi incrível!

Mais não é o melhor

A ideia veio em 2013, quando os Dannemillers sentiram que estavam se desviando do caminho da simplicidade, fé e serviço que tinham definido no início de seu casamento: objetivos que na época os levaram a desistir dos empregos e ir para uma longa missão na Guatemala em 2003.

Adicionar APP Awebic

Eles perceberam que todas as coisas que compraram, resultaram em uma grande sensação de mal-estar. “De repente nos vimos pegos pelo ‘mais é melhor‘”, disse Scott, explicando que ao voltarem da missão, sentiram que precisavam dar mais propósito às suas vidas.

Voltando aos valores

Depois de conversarem, concordaram que não comprar nada por um ano faria diferença na qualidade de vida e ainda os ajudaria a resgatar os valores de uma vida simples que prezavam tanto. E no dia 1° de janeiro de 2013, começaram:

Taianne Rodrigues

Written by Taianne Rodrigues

*Anne* na maioria das redes sociais, catlover, jornalista. Escrevo por paixão e por trabalho. Ah! E nas horas vagas também! Sempre tenho algo a dizer e me chamam de miss perguntinha, nem sei porque... rs. Já falei que estou escrevendo um livro? Budista: acredito na Revolução Humana (interior) e potencial humano transformador de todos nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ele estava de luto pela perda do amigo, até um “velho” enviar esta mensagem

Juiz gaúcho toca em banda com jovens condenados por ele mesmo. Entenda o motivo e surpreenda-se