Eles nos amam: estudos revelam como os cães veem seus donos

Quem nunca considerou seu amigo canino como da família que jogue a primeira pedra.

Na maioria dos lares brasileiros, os cães são os bichinhos de estimação mais amados e tratados como parte da família. Você vai se identificar: eles são brincalhões, divertidos, leais e estão sempre pedindo atenção e mordendo alguma coisa e mesmo assim é como uma prova de amor.

E chamar o seu amigo canino de filho ou considerá-lo parte da família é mais do que natural, não é? E se fosse possível saber o que eles pensam sobre os donos? Na verdade, é sim. Cientistas fizeram estudos em que revelam como os cães realmente veem seus parceiros humanos!

Será que os cães nos veem com tanto amor e carinho assim? De repente nos imaginam latindo de volta quando chamamos para comer ou brincar? Estudos científicos têm a resposta. Confira:

O olfato é o sentido do amor!

Emory University, nos Estados Unidos, realizou o estudo com ressonância magnética no cérebro de alguns cães  e descobriu que eles não só amam seus donos, como os veem como sua família. O olfato é o sentido mais importante do cachorro e foi um dos meios para medir esse reconhecimento imediato no cérebro.

O resultado: os cães conseguem diferenciar os diversos cheiros e reconhecer seu dono e outros animais familiares. Eles ficam felizes com o cheiro do dono mesmo quando ele não está presente e a região no cérebro ligada à recompensa “acende“. E veja quanto amor,  eles priorizam o nosso cheiro acima de qualquer outro!

Gothatamic  1 Oct  2011:  in New York City. Photo by Zoran Milich for LIFE.com

Nosso ouvido não é penico!

Outro estudo da Universidade Eotvos Lorand de Budapeste, mostrou como o cérebro dos pets reagiu a sons de diferentes humanos e animais, como vozes, grunhidos e suspiros. Antes dessa pesquisa, não se sabia como os barulhos afetavam os cérebros caninos. Entre várias surpresas, os cientistas perceberam que as reações canina e humana à vozes emocionalmente carregadas são muito semelhantes.

Sons felizes, em particular, causam iluminação da área do córtex nas duas espécies e é esta sem dúvida a comunicação comum entre humanos e seus cachorros. Não é a toa que os animais sentem as nossas mudanças de humor com facilidade!

SONY DSC

“Nós não precisamos de neuroimagem para ver como a comunicação funciona (entre pessoas e cachorros), mas sem ela, não entendíamos por que funciona. Agora estamos começando a compreender”, disse Atila Andics, o autor da pesquisa ao site Mic.

E para quem sempre acreditou nisso, a pesquisa comprova que a interação dos cães com os humanos é a mesma que de bebês com seus pais. Da mesma forma que crianças, quando estão assustados ou preocupados, eles correm para os seus donos em busca de abrigo e proteção. Diferente de outros animais como gatos e cavalos.

f6f4e1c987b37db8989586a1676962ff

E veja que emocionante: procurar os olhos do dono e olhá-lo diretamente é um comportamento dos cães apenas com os humanos, o que não acontece com seus pais biológicos caninos.

“Ligação com os seus donos é muito mais importante para o cachorro do que com quaisquer animais domésticos”, afirma Andic.

E o inverso? Já parou para pensar como o cérebro humano reage ao amor por seus bichinhos de estimação?

O Hospital Geral de Massachusetts publicou um estudo que mediu a atividade cerebral das pessoas em resposta a fotos de cachorros e crianças. As participantes eram mulheres que tinham animais e bebês de no mínimo dois anos. As áreas do cérebro que reagiram foram as ligadas à emoção, recompensa, interação social, afiliação e processamento visual. Ou seja, ambas as fotos deixaram as pessoas muito felizes.

PDog Fashion Show on February 10, 2012 in New York City.  (Photograph by Michael Nagle)

Qual a conclusão? O fato é que amamos os nossos animais de estimação e eles nos amam também. E em geral, nos comunicamos muito bem com os nossos amigos caninos!  Seja como bebês, filhos ou amigos, eles são mesmo especiais e merecem toda a nossa atenção. Toca a patinha aqui, amigo!

Compartilhe essa história com os seus amigos! Os caninos também!

Fonte: mic.com.

publicidade