Empresário que foi vendedor ambulante faz ação contra a fome

Que inspirador!

Empresário que foi vendedor ambulante faz ação contra a fome
Empresário que foi vendedor ambulante faz ação contra a fome
publicidade

Ademário Santos Silva, de 50 anos, é um empresário que atua com uma rede de supermercados com mais de 100 pontos no estado de São Paulo.

Ele criou um projeto muito especial que se chama “Fast Food Para Todos”, onde todas as quartas ele faz uma ação sociais para pessoas que passam fome e distribui alimentos.

Dessa vez, Ademário chegou a ir no bairro do Pina, na cidade do Recife, em Pernambuco, conheceu algumas pessoas que moram em palafitas e montou um momento mais que especial ali.

publicidade

Te interessa?

Além de conseguir distribuir lanches para cerca de 200 pessoas, o impacto que sentiu naquele momento chegou a tocar o seu coração e lhe fez lembrar de todas as lutas que passou quando era pequeno.

“Tinha uma menininha que estava há dois dias sem comer. Só quem já passou sabe o que é a fome”, disse ele ao conhecer uma garotinha durante um cinema que também improvisou para as crianças.

Ademário chega a se lembrar bem de todas as dificuldades que sofreu e de tudo o que fez para matar a fome que sentia. Ele, que é baiano, chegou a vender amendoins nas praias para “arranjar” o que comer.

E disse mais: “Eu ia pegar coisa vencida do mercado para não morrer de fome. Pegava resto de comida e fruta. Ia até para o abatedouro pegar tripa de galinha”.

publicidade
Empresário que foi vendedor ambulante faz ação contra a fome
Empresário que foi vendedor ambulante faz ação contra a fome

Uma inspiração para muita gente

Ao falar sobre o momento que teve com os moradores de palafitas do Pina, revelou ainda que passará a se organizar para fazer ações assim ao mesmo uma vez ao mês, como contou:

“Foi muito impactante. Da comunidade, quando você olha ao redor, tem prédios bonitos, um shopping. E, ao mesmo tempo, tem uma criança sem comer há dois dias. A gente fica triste como ser humano. Espero em breve estar de volta, impactar e mobilizar pessoas”.

publicidade

Para o empresário, descrever o que é sentir fome não é uma coisa fácil, principalmente quando a incerteza sempre está presente na vida de todos.

O que ele deseja ainda, é que pessoas que tenham condições possam encontrar formas de fazer o mesmo, pois dessa forma, o número de pessoas abençoadas seria bem mair:

“Se cada pessoa fizer um pouquinho, a gente consegue diminuir a fome. E a fome de crianças. A gente pode mudar essa realidade. A sociedade, a periferia, tem que se unir cada vez mais para se fortalecer, diminuir a desigualdade e a fome”.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Fonte: G1

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar