10 maneiras de se tornar mais feliz em 30 segundos - ou menos!

10 maneiras de se tornar mais feliz em 30 segundos – ou menos!

Desde sua postura até sua respiração, passando pelas imagens em seu notebook.

publicidade

Sentindo-se pra baixo? Está deprimido(a)? Após essa leitura, esses sentimentos não ficarão por muito tempo!

Este post oferece dez maneiras fáceis de se sentir mais feliz em 30 segundos ou menos – e todas as técnicas são baseadas na melhor pesquisa disponível. Mas primeiro, o que é felicidade?

De todas as definições de felicidade, minha favorita é do psicólogo Tal Ben-Shahar, que a define como:

publicidade

“A experiência geral de prazer e significado”.

Eu gosto que nem “prazer” nem “significado” descrevem a felicidade separadamente.

Você precisa de significado para lhe dar um senso de propósito na vida, e você precisa de prazer para lhe dar uma sensação de alegria ou bem-estar no momento presente.

Como encontrar a felicidade?

Se você quer ser mais feliz, apenas acrescente prazer ou significado à sua vida (supondo que seus prazeres ou propósitos não prejudiquem você ou outra pessoa).

Você descobrirá que não apenas será mais feliz no momento, mas também aumentará sua capacidade de ser mais feliz no futuro.

publicidade

Os estimuladores de felicidade aumentarão sua sensação imediata de prazer ou o sentido do significado de sua vida, ou ambos – em um piscar de olhos.

10 maneiras de se tornar mais feliz em 30 segundos ou menos

Você não precisa de outra pessoa para ajudá-lo e pode praticar as técnicas em praticamente qualquer lugar — no trabalho, em casa, fora de casa, em seu carro. Apenas sua mente disposta é necessária.

Confira como se tornar feliz em 30 segundos ou menos a seguir.

1. Respire fundo uma vez

Apenas uma respiração profunda pode diminuir o seu instinto de “lutar ou fugir” e ativar seu modo de “descansar e restaurar”.

publicidade

Não pense que isso é uma daquelas indicações clichês que as pessoas passam a lhe ordenar e não funcionam. Porque de fato funciona mesmo!

Você precisa então, começar a valorizar este hábito e entender o quão importante ele pode ser em dados momentos. Tem mais 15 segundos? Faça outra respiração profunda. Você vai se sentir ainda mais contente.

2. Encontre motivos para ser grato

Você tomou um bom café da manhã, tem um emprego ou gostou de ler o jornal hoje de manhã. Absorva esse sentimento de gratidão por alguns instantes.

Permanecer em uma experiência positiva ajuda a incorporá-la em seu cérebro. Passear todos os dias, praticar gratidão por coisas pequenas que passam no dia a dia.

Sabe aqueles momentos ao qual você tanto espera? Ele pode dividir espaço com um simples café da manhã!

3. Tire um tempo para apreciar algo que não aconteceu durante o dia

E quem disse que a vida é feita apenas com coisas que acontecem? Reconheça que muitas outras quando não acontecem, também podem ser motivos de gratidão.

Ninguém em sua família ficou doente, você não teve problemas com o carro e não brigou com ninguém. Lembre-se de manter as coisas em perspectiva.

4. Sorria. Sorria mesmo!

E não estamos falando que esta reação só afetará você. Você pode não saber porque nunca alguém lhe disse. Mas com certeza, você já conseguiu melhorar o dia de alguém apenas com um sorriso.

Outra coisa importante! Pessoas sorridentes passam a ser mais alegres. E consequentemente, pessoas alegres são mais bem-vindas e rodeada por outras pessoas que possuem o mesmo sentimento.

Não existe algo mais que pessoas que se mostram ser entediados. Não seja esse tipo de pessoa!

5. Coloque um rótulo nos seus sentimentos negativos

Bravo. Desamparado. Triste. Ansioso. Apenas rotular suas emoções pode aliviar seu sofrimento. Esse é o primeiro passo para entender que elas devem cair fora!

Atribuir um rótulo muda a atividade da parte emocional do seu cérebro para a parte do pensamento, fazendo você se machucar menos e se sentir mais no controle.

10 maneiras de se tornar mais feliz em 30 segundos ou menos

6. Sente-se direito

A má postura pode causar estados emocionais negativos. Estudos mostram que as pessoas desleixadas experimentam mais mau humor, baixa autoestima e pouca confiança do que aqueles com postura ereta.

Sentar-se direito pode causar estados emocionais positivos – uma sensação de confiança, assertividade e um humor mais feliz.

Boa postura também ajuda o seu bem-estar físico e previne muitos tipos de problemas no pescoço, ombros e costas.Então, para levantar o seu humor, puxe o seu corpo para cima. Você vai se sentir mais feliz!

7. Dê valor aos prazeres da vida!

Autor e blogueiro do Psychology Today, Rick Hanson, escreve sobre os benefícios para a felicidade e a saúde de “aceitar o bem” em seu livro inovador, O Cérebro e a Felicidade: Como treinar sua mente para atrair serenidade, amor e autoconfiança.

Ele recomenda apreciar as pequenas coisas, observando:

“A maioria das oportunidades para uma boa experiência chega com pouco alarde. Você terminou um e-mail, o telefone funciona, você tem um amigo”.

Para obter os melhores resultados, leve objetos, pensamentos e pessoas agradáveis ​​ao primeiro plano de sua consciência. Permaneça por cinco segundos ou mais em uma boa experiência para permitir que você a absorva.

Nesse ponto também podemos encaixar a questão da gratidão ser estabelecido pelas pequenas coisas. Seu nível de felicidade aumentará constantemente!

8. Aprecie a si mesmo

Não podemos negar que existem pessoas mais desagradáveis ​​e agradáveis ​​de estar. Isso é porque elas não se esforçam para ser uma boa companhia para os outros.

Mas você pode sim ser uma boa companhia para outro. E principalmente a si mesmo. Esqueça essa história de que o solidão é algo ruim, porque não é.

Passe um momento de apreciar você mesmo. Leia um bom livro, faça um chá, saia para fazer compras e tomar um café. Se apreciar pode te dar um prazer incrível!

9. Veja o lado positivo das coisas

Se você tiver um contratempo, pode encontrar uma maneira rápida de transformá-lo em limonada? Comece pensando no contratempo como um desafio e não como um fracasso.

Isso deve levar cinco segundos ou menos. Nos 25 restantes, comece a pensar em como avançar. Ser uma pessoa pessimista pode trazer atrasos e consequências indeléveis para seu psicológico.

Passe um dia sempre o lado bom da vida e amenize as ruínas que podem nos acontecer!

10. Tenha fotografias por perto

Uma foto de sua família, suas viagens ou um ditado favorito pode ser restaurador e promover momentos de felicidade.

Fazer uma “micro pausa” e apreciar uma foto de uma cena natural pode promover a boa saúde, diminuindo o estresse e a pressão sanguínea – assim como a felicidade.

Para não se acostumar com uma foto específica, altere periodicamente e valorize tudo o que já viveu!

Por que praticar hábitos de felicidade?

Os benefícios podem parecer óbvios; afinal, sentir-se feliz é bom!

Mas o valor dos hábitos de felicidade é ainda mais profundo. Em O Cérebro e a Felicidade, Rick Hanson salienta que a negatividade está incorporada em nossos cérebros.

Estamos predispostos a prestar mais atenção a coisas ruins do que coisas boas. Esse viés de negatividade nos ajudou a sobreviver, nos tornando conscientes de possíveis ameaças, problemas e fatores de estresse em nosso ambiente.

No entanto, se somos governados apenas pela nossa negatividade, perdemos oportunidades de prazer, alegria, bons relacionamentos e humor.

Atividades de felicidade ajudam a equilibrar o preconceito de negatividade, para que possamos ver e experimentar os aspectos positivos da vida.

Comece a treinar!

Experimentar e absorver momentos de felicidade tem benefícios cerebrais de longo prazo. Isso fará toda a diferença em sua vida!

Experiências e pensamentos felizes podem criar novos circuitos neurais em seu cérebro. Essas estruturas neurais fornecem forças internas, como resiliência, gratidão, entusiasmo e felicidade.

Então, tente estes pequenos passos.

Você descobrirá não apenas que seu Quociente de Felicidade se eleva a cada micro momento de felicidade, mas também que ser feliz se torna mais fácil à medida que você pratica.

Importante: Se você sofre de problemas de saúde mental como depressão ou está passando por um evento de vida catastrófico, essas atividades podem não ajudar o suficiente. Considere conversar com um terapeuta.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Psychology Today, escrito por Meg Selig.

Gostou do conteúdo? Então comente e compartilhe-o com seus amigos!

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments