Categorias
Geral

O pai esperava que ele não gostasse da criança. Daí veja só o que ele fez

O pai da criança achava que o cachorro seria um problemão…

Ninguém é tão emblemático em fidelidade quanto um cão familiar. Ao se olhar para ele em meio aos nossos familiares não conseguimos ver uma lealdade tão patente quanto a que vemos num cão.

Essa história vem circulando nas redes sociais há tempos. O marido estava preocupado com o pit bull da família. Tinha receio que ele pudesse intimidar a filha recém-nascida.

Foi enfático em dizer à esposa que não estava disposto a tolerar um só problema que viesse a acontecer do cachorro sobre o bebê: “Zack vai embora a qualquer sinal que ameace o bem-estar de nossa filha” — decretou.

Reversão de Expectativas

Como num passe de mágica, o que se verificou foi exatamente o contrário. O cão era indiscutivelmente o melhor amigo do homem, mesmo os temíveis pit bulls.

Minha esposa e eu tínhamos dois cachorros antes de nos casarmos. O dela era um mestiço pitt bull com labrador cujo nome era Zack, e ele me odiava. Talvez por isso mesmo eu tenha me adiantado e dito:

Zack se vai daqui ao menor sinal contra nossa filha!

Zack deitado ao melhor estilo de um mestiço pit bull com labrador

Cão protetor

Trouxemos nossa filha para casa. Ela veio sentada numa cadeira de bebê, e o que vimos foi dois cães com as caudas balançando e narizes e línguas a mil. A ponto de eu ter de afastar Zack porque ele não queria parar mais de lamber nossa doce criança.

Zack tornou-se o maior protetor de minha filha. Se ela estivesse deitada sobre uma coberta no tapete, ele vinha e se deitava aos pés dela.

O mais evidente é que Zack amava a nossa filha com muita intensidade. Até depois de ela ficar um pouco mais velha, ele continuava a sua aura de anjo protetor.

Ele a acompanhava até a cama e ficava ali com ela. Sabia, acho que intuitivamente, quando era hora de esperá-la na escada, ali mesmo nos primeiros degraus, para quando chegasse a hora de ela deitar-se subir com ela até o quarto.

Zack deitado com um olhar de que não esconde sua inclinação por esperar

Reversão de Expectativas 2

Zack foi envenenado. Quando não entendemos muito como as coisas acontecem, elas acontecem e nos deixam sem palavras.

Alguns meninos da vizinhança atraíram-no e deu no que deu. Foram os piores dias de nossas vidas. Tivemos de presenciar a cena de minha filha dando adeus ao fiel protetor, seu amigo que a esperava na escada para acompanhá-la todas as noites ao seu quarto.

Às oito daquela noite, minha filha caminhou até as escadas para ir para a cama. Naquele instante nos vimos os três sozinhos e conscientes do que de fato tinha acontecido. Nos próximos cinco anos, minha filha não teria Zack para acompanhá-la pelas escadas até o quarto.

Ela olhou para a sua mãe e depois para mim com um olhar de pavor e pânico. Era como se tivesse engolido naquele momento a terrível perda de Zack.

Zack sempre teve um jeitinho meigo apesar de não gostar muito do marido de sua dona

Reversão de Expectativas 3

Não acabou ainda. Naquele momento foi que meu cachorro, Sam, que também amava minha filha, embora não tão caprichosamente quanto Zack por assim dizer, levantou-se e caminhou até ela. Deu-lhe uma leve cutucada com a cabeça e em seguida se colocou às escadas, olhando para cima, como num convite para ela subir.

Eles foram juntos até o quarto e eu vi minha filha segurando-o apertadamente pelo pescoço.

Pelos próximos seis anos foi essa a rotina das noites em casa: Sam seguindo com nossa filha até cama. Até o momento de sua morte também.

Mas uma coisa é certa: o que não morre mesmo é a fidelidade canina. Ah! Esta está vivinha da silva sempre!

Fonte: higherperspective.com.

Por Felipe Moreno

Escrevo faz tempo e tenho já vários livros publicados. Também gosto de escrever roteiros audiovisuais e tenho vários escritos para cinema, teatro e televisão. Foi lá que comeceia usar o pseudônimo Felipe Moreno, pois o meu sobrenome original não facilitava a pronúncia da maioria das pessoas. Gosto muito da WEB e de tecnologia, e acabei criando uma marca própria - Letras Criativas - que já tem uns 10 anos de WEB. Adoro esportes e, obviamente, de ler. Um escritor que não lê simplesmente não consegue evoluir na atividade. Estou feliz em poder contribuir com o site Awebic, que mostra grande vigor na WEB nos dias de hoje.

Deixe uma resposta