19 fatos assustadores sobre a gripe ao longo da história

Controle populacional?

publicidade

Como muitos sabem, a gripe é um vírus em constante evolução e, por causa disso, não há cura.

Em uma de suas várias mutações, entre os anos de 1917 e 1918, a doença se espalhou de forma mortífera pelo mundo, tendo sido conhecida como Gripe Espanhola, que matou mais de 50 milhões de pessoas: um saldo mais assustador do que a da Primeira Guerra Mundial.

Mutação semelhante foi detectada em uma gripe mais recente, a H1N1 – a Gripe Suína.

publicidade

Os números assustadores de vítimas que sucumbem até hoje pelo vírus da gripe nos fazem refletir não apenas sobre a saúde mundial, mas também sobre como os efeitos das epidemias modifica campos energéticos e até mesmo o sistema capitalista.

Para esclarecer melhor essa quase improvável Teoria da Conspiração, leia estes 19 fatos assustadores sobre a gripe e tire suas próprias conclusões.

1. Os americanos tiveram de reduzir bilhões de dólares em custos sociais para focar nos casos de gripe.

Gripe_01

2. Anualmente, a gripe mata cerca de 500 mil pessoas no mundo inteiro.

Gripe_02

publicidade

3. Estima-se que entre cerca de 3 a 5 milhões de pessoas são afetadas por casos graves da gripe todos os anos.

Gripe_03

4. Durante a gripe espanhola, o Arizona aprovou uma lei que tornou ilegal as pessoas apertarem as mãos.

Gripe_04

5. Cientistas acreditam que as pandemias de gripe ocorrem duas ou três vezes em cada século.

Gripe_05

6. A Gripe Suína tem sido relativamente “mansa”, mas as últimas pandemias de gripe começaram de forma suave antes de se tornaram incrivelmente letais.

Gripe_06

7. A taxa de mortalidade de SARS foi de 9,6%, matando 744 pessoas, fora os 8.000 casos conhecidos.

Gripe_07

publicidade

SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave).

8. A Gripe Espanhola matou mais americanos em um ano do que aqueles que morreram em batalha durante a Primeira e Segunda Guerras Mundiais, a Guerra da Coreia e a Guerra do Vietnã.

Gripe_08

9. O mesmo surto matou mais pessoas em 24 semanas do que a AIDS em 24 anos.

Gripe_09

10. Jovens saudáveis são mais suscetíveis à gripe pois seu sistema imunológico reage de forma exagerada para combater o vírus.

Gripe_10

Não é aterrorizante?

11. Na Universidade de Michigan, os alunos poderiam ser suspensos por não usar máscaras durante a Gripe Espanhola.

Gripe_11

12. Os vírus sofrem mais mutações em um dia do que os seres humanos em milhões de anos.

Gripe_12

13. A epidemia de Hong Kong (1968-1969) matou mais de 1 milhão de pessoas.

Gripe_13

14. Os vírus são entre 20 e 100 vezes menores do que as bactérias e só podem ser vistos através de um microscópio.

Gripe_14

15. As máscaras não são o suficiente para conter a propagação da gripe.

Gripe_15

Elas formam uma vedação em torno do rosto capaz de bloquear apenas as grandes gotas, não pequenos vírus.

16. As viagens aéreas potencializaram dramaticamente a transmissão do vírus da gripe.

Gripe_16

Mantenha a janela do seu quarto aberta! Previna gripe, pneumonia e tuberculose.

17. A maioria das mortes relacionadas à gripe são por causa de pneumonia bacteriana, uma complicação da doença.

Gripe_17

18. A grande variedade de sintomas da Gripe Suína torna incrivelmente difícil de distingui-la de um caso regular da gripe.

Gripe_18

Esses sintomas incluem febre, tosse, dor de garganta, coriza, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios, náuseas e fadiga.

19. Os porcos são, aparentemente, criadouros perfeitos de novas mutações da gripe.

Gripe_19

Isso porque eles podem infectar três espécies diferentes: porcos, aves e humanos.

Eu não sei você, mas depois de ler mais sobre a gripe, eu realmente acredito que exista um motivo mais “profundo” para que essas epidemias aconteçam.

Seria somente uma infelicidade do destino? Um descuido da Organização Mundial de Saúde? Um extermínio necessário? Um desequilíbrio energético mundial? Uma injustiça universal?

Divida sua opinião e leve esses questionamentos para mais pessoas, compartilhando este texto. 🙂

Fontes: viralnova.com, stanford.edu, bbc.com, tuasaude.com.