in

3 formas simples de ensinar a mentalidade de crescimento para seus filhos

Pesquisas sugerem que acreditar na capacidade humana de mudar está ligado a menos depressão, melhor saúde e maior realização.

Essa é a “mentalidade de crescimento”, uma ideia pioneira da pesquisadora de Stanford, Carol Dweck.

É o oposto de uma “mentalidade fixa”, a ideia de que as pessoas nascem inteligentes ou não, gentis ou não, fortes ou não – e as pessoas simplesmente não mudam tanto assim.

De acordo com essa pesquisa, quando praticamos uma mentalidade de crescimento, os obstáculos que enfrentamos parecem mais superáveis. É crucial para nós percebermos que não estamos desamparados; podemos crescer e nos adaptar.

Tão importante quanto nos vermos como capazes de crescer, no entanto, é a crença de que alguém que está nos desafiando também pode mudar.

Essa perspectiva libera parte da pressão que podemos sentir e nos ajuda a pensar mais em termos de desafios do que ameaças.

Porém, não devemos apenas acreditar na capacidade de outras pessoas mudarem para benefício próprio. Nós somos os mais beneficiados quando vemos possibilidades nos outros.

Adicionar APP Awebic

Por exemplo, um estudo recente descobriu que os adolescentes que aprenderam sobre a mentalidade de crescimento em relação ao bullying – ouvindo que os agressores podiam mudar e que ninguém estava preso como agressor ou vítima – eram mais resistentes ao estresse social.

Mesmo quando eles foram ignorados ou se sentiram tímidos, por exemplo, eles não ficaram sobrecarregados ou fisicamente estressados. Sete meses depois, eles estavam até obtendo notas melhores.

Essa é uma ideia bastante fácil de sugerir, e talvez você já acredite nela. Mas se você é pai ou educador, o desafio está em ajudar as crianças a verem as vantagens e as formas que podem ser aplicadas às suas vidas e relacionamentos.

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O porco no seu prato é muito mais inteligente do que você pode imaginar

40 anos com meditação me mostrou que quase todo mundo não a entende