Mulher entra em água suja e resgata 9 filhotinhos que estavam se afogando

Heroína!

Mulher entra em água suja e resgata 9 filhotinhos que estavam se afogando
Mulher entra em água suja e resgata 9 filhotinhos que estavam se afogando

Na cidade de Itanhaém, litoral Paulista, enquanto passava próximo a ponte indo ao trabalho, uma mulher ouve choro de filhotes se afogando e pula no rio sujo para salvá-los. 

Embora seja um crime prescrito em lei, o abandono de animais continua a acontecer por todo o Brasil. Não bastasse a maldade que é deixar para trás um animal indefeso, a forma como tem sido feito espanta cada vez mais. 

Em um dia chuvoso um casal seguia sua rotina normalmente e se dirigia para o trabalho. Seguindo o percurso de sempre, enquanto passavam próximo a um córrego, ouviram o choro de cães filhotinhos. 

Te interessa?

Ana Matavelli, de 50 anos, que de pronto foi procurar e entender o que estava acontecendo. Ao se aproximar da margem do rio, observou diversos filhotinhos dentro da água lutando contra o frio e a correnteza.

Filhotes resgatados. Imagem: Reprodução/A Tribuna

Sua ação foi imediata. Pulou o muro que separava o canal da rua, arregaçou as calças e entrou nas águas sujas e frias para salvar os cachorrinhos. No total foram nove animais salvos.

Dos nove, quatro estavam lutando para sobreviver dentro do rio, enquanto os outros estavam entre a densa vegetação que margeia o local. 

A heroína que não levou em consideração o risco de contrair uma doença relata o quão desesperadora foi a cena de ver os animaizinhos se afogando.

Uma delas até perdeu o sentido, foi feita massagem cardíaca. Ela soltou bastante água suja e voltou. Colocamos o nome de Vitória.”, conta a comerciante.

Em um vídeo publicado no YouTube, é possível ver a ação da comerciante em meio às águas sujas. Enquanto segura um cachorrinho nos braços, com olhar atento procura por outros que podem estar por ali em risco.

Veja o vídeo: 

Elas não conseguiram identificar quem foi o responsável pelo abandono, mas contam que quem fez agiu de forma fria e esperava que os animais morressem de afogamento. 

Um recomeço

O casal levou todos os nove cãezinhos para casa, cuidou de cada especialmente e está administrando medicações para deixá-los em condições de serem adotados. 

A pequena Vitória, cadelinha que mais sofreu, quase morrendo, foi a primeira a ser adotada. A expectativa agora é que os demais sejam acolhidos em um lar onde recebam amor e a realidade do abandono passe bem distante. 

A ação da Ana merece toda a nossa admiração e enche nosso peito de esperança. Nos lembra que embora haja muita maldade no mundo, ainda há pessoas boas dispostas a fazer o bem, mesmo que isso signifique colocar sua vida em risco. 

As boas ações em sua maioria são feitas por pessoas como essa comerciante: anônimas. Que não estão em busca de crédito ou fama por ser uma benfeitora, mas só desejam ajudar bichos ou pessoas. 

A adoção de animais deve ser feita de forma responsável. É obrigação, inclusive prevista em lei, cuidar dos animais aos quais tomamos a guarda. Eles não são meros objetos que podemos rejeitá-los e abandoná-los quando não quisermos mais.   

Fonte: Tribuna de Jundiaí

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar