voluntarios-contra-o-coronavirus
De geração em geração, ajudando a quem mais precisando!

Mulher que foi voluntária na 2ª Guerra, trabalha para combater o Covid-19

São pessoas como essas que transformam gerações à serem mais humanas!

publicidade

Ao longo dos séculos, várias histórias carregam nomes de pessoas que fizeram a diferença nos momentos mais difíceis. Com diversas gerações marcadas por guerras, catástrofes naturais, pandemias e muitos outros períodos aflitos, de onde menos esperavam, surgiram novos heróis.

Já estando bem próxima de chegar a marca dos 95 anos, Maria Blandina Medeiros Neder é o nome de uma mulher que marcou presença na vida de várias pessoas, em momentos onde a esperança já tinha acabado.

Dona Maria chegou a trabalhar durante a Segunda Guerra Mundial como voluntária, junto a outros que se dispuseram ajudar quem estava fora do país por causa do combate. Chegou a revelar que, tricotou diversas luvas e cachecóis para entregar a 25 mil brasileiros que faziam parte da Força Expedicionária Brasileira (FEB).

publicidade

mulher-que-ajudou-na-segunda-guerra-ajuda-contra-o-coronavirus

“Na época em que fui voluntária para mostrar a importância de ajudar, mesmo que seja de longe. Eles estavam no outro lado do mundo, mas precisavam saber quem tinha pessoas aqui no Brasil esperando por eles. Essa foi minha forma de ajudar“, declarou.

E mais uma vez, vivendo todos nós em um período super delicado por causa do coronavírus, decidiu que não passaria por esse momento sem fazer nada. Reconhecendo que havia certa carência de equipamentos para proteção dos Profissionais de Saúde que atuam de forma direta,encontrou uma brecha para ajudar.

Se reuniu com outro voluntário da região do Rio de Janeiro, e esse grupo de amigos começou a produzir de casa vários protetores faciais, roupas e máscaras de TNT, para proteger os heróis que estavam dando o máximo de si nesse momento.

publicidade

Dona Blandina começou a reunir vários amigos para começar com esse projeto e hoje já conta com cerca de 70 voluntários para confeccionar esses utensílios que estão sendo essenciais no dia a dia.

Chamados de “Ajuda da Casa RJ”, o pequeno grupo já vem fazendo grande diferença na vida de muitos. Mais de 80 instituições de saúde e 21 municipais de saúde localizadas na região do Rio de Janeiro foram contempladas com essas obras.

Já produzindo mais de 30 mil protetores faciais e outras 12 mil máscaras feitas com TNT, esse pequeno grupo de voluntários que conta com ajuda de Dona Blandina, estará melhorando a vida os maiores guerreiros desse momento e inspirando a outros para fazerem o mesmo.

Fonte: G1

publicidade