Por que alguns países são pobres e outros são ricos?

Aviso: a resposta do vídeo pode não agradar alguns.

publicidade

O vídeo “Por que alguns países são pobres e outros ricos” (2014) do canal da organização de educação emocional The School of Life, com sede em Londres, promete responder a essa pergunta e é bem provável que divida opiniões.

Os comentários do vídeo foram desativados e a explicação é por causa do número de pessoas dizendo que os criadores esqueceram de mencionar o colonialismo.

“Nós estamos muito cientes do colonialismo, mas não nesta ocasião, demos a este fator um papel central.”

publicidade

Segundo os criadores do vídeo, existem basicamente três fatores para determinar se um país será rico ou pobre: instituições, cultura e geografia.

No fator instituições: em termos gerais, países ricos têm boas instituições, enquanto que nos países pobres são muito ruins.

E ainda, a correlação entre a pobreza e a corrupção é direta. Os países mais ricos do mundo são também os menos corruptos, enquanto que o cenário é o oposto nos países mais pobres.

De acordo com o vídeo, países corruptos não conseguem recolher impostos suficientes para obter boas instituições e fugir da armadilha da pobreza.

Eles também mencionam o pensamento de clã: nos países pobres, o melhor candidato de um grupo anônimo é ignorado para beneficiar alguém da “tribo”. O conhecido nepotismo.

publicidade

O fator cultura leva em consideração a mente, a perspectiva e as crenças das pessoas e os criadores fazem uma generalização entre riqueza e religião: quanto menos as pessoas acreditam, mais chances de serem ricas.

Enquanto que inversamente, as nações mais pobres do mundo são extremamente religiosas e isso afeta como compreendem a realidade.

E no fator geografia, a afirmação de que os países mais pobres estão localizados em sua maioria nas regiões tropicais e por causa disso, os problemas começam com a agricultura, além de solos ruins e o clima tropical que ainda pode não ser vantajoso.

publicidade

E abordam que historicamente, um fator determinante para uma sociedade se tornar rica era suas posses de animais domesticados. O que no caso do África tropical, os animais foram devastados pelo flagelo da mosca tsé-tsé.

E isso teve profundo efeito na capacidade da África tropical de desenvolver tecnologia, aumentar a produtividade agrícola e acumular riqueza. Sem contar a vulnerabilidade à doenças.

100% dos países de baixa renda são afetados por pelo menos cinco doenças tropicais simultaneamente.

Outro aspecto geográfico abordado é o transporte e que países mais pobres são, em geral, mal conectados.

E os recursos naturais? Embora os países pobres tenham abundantes recursos naturais, as instituições ruins tornam os países pobres ainda mais pobres.

Recursos manuseados por instituições corruptas não geram riqueza interna e corrompe todos os níveis da sociedade.

Você pode habilitar a legenda para assistir ao vídeo:

Veja o vídeo no YouTube.

É claro que esse assunto toca em pontos sensíveis em muitos aspectos e por não ser possível ver os comentários e as curtidas e descurtidas no vídeo, é difícil saber se a reação foi negativa ou positiva em relação a abordagem e se algo mais foi comentado a respeito.

Esse vídeo, porém, abre espaço para vários questionamentos importantes e o site do grupo Anonymous, que considera a explicação bem superficial, levanta alguns.

Como por exemplo:

  • Que o vídeo culpa o pensamento de clã em vez de talvez “os poderosos proprietários de terras” ou os “governos malignos”.
  • Que mesmo em países desenvolvidos, o tratamento preferencial de um amigo ou familiar pode ser observado em menor ou maior grau e, portanto, nepotismo é um sintoma de um sistema corrupto, mas não a causa da raiz de tudo.
  • Também questiona o fato de que em vez de a religião ser vista como a forma que as pessoas suportam suas vidas horríveis, é colocada na posição de impedi-las de melhorar a si mesmas.
  • E também, que em vez de culpar a religião e a cultura, deveria culpar os países ricos que dependem dos recursos naturais e mão de obra barata dos países pobres para que suas corporações tenham lucros.

Fonte: anonhq.com.

Você concorda com esse vídeo? Compartilhe com os seus amigos!