Este queijo só pode ser feito em uma pequena vila sueca e ninguém sabe o motivo

As pessoas gostam tanto do seu sabor complexo e textura cremosa que o usam em tudo, quando elas conseguem pôr as mãos nele.

publicidade

O queijo Västerbottensost é conhecido como o “Imperador dos Queijos” na Suécia.

As pessoas gostam tanto do seu sabor complexo e textura cremosa que o usam em tudo, quando elas conseguem pôr as mãos nele. Afinal, o autêntico Västerbottensost é produzido apenas em uma pequena fábrica na vila de Burträsk. As pessoas tentaram produzi-lo em outro lugar várias vezes, mas simplesmente não é o mesmo.

O segredo do por que o queijo Västerbottensost só pode ser produzido em Burträsk foi considerado um dos mistérios mais intrigantes da Suécia.

publicidade

Ao longo dos anos, as pessoas tentaram expandir a produção deste famoso queijo em várias partes do país, mas sem sucesso. Eles tentaram fabricar em Falkenberg, um município no sul da Suécia, em Bollnäs, um assentamento no centro da Suécia e até na cidade de Umeå, perto da vila de Burträsk.

Mas o queijo resultante simplesmente não tinha o sabor do original. A mesma receita e protocolo de produção foram respeitados à risca, mas o queijo Västerbottensost feito em Burträsk sempre tinha um sabor melhor.

Sabe-se que particularidades do solo ou do clima de uma região influenciam o sabor ou a qualidade geral de certos alimentos ou bebidas, mas no caso de Västerbottensost, estamos falando de uma pequena vila ou, de acordo com algumas pessoas, de uma pequena fábrica de laticínios.

publicidade

Embora ninguém saiba exatamente por que o Västerbottensost não pode ser produzido em outro lugar, as teorias são abundantes. Alguns acreditam que é devido a um meteorito que atingiu a área há muito tempo, criando um lago perto de Burträsk e enriquecendo o solo com cálcio, que agora afeta o leite e o queijo.

Outros acreditam que o sabor único do queijo Västerbottensost é dado pelas prateleiras em abeto que são amadurecidas por 14 meses, ou pela flora única da fábrica de laticínios.

Apesar de usar técnicas de análise forense de DNA para decifrar a ligação entre a Västerbottensost e a fábrica de laticínios de Burträsk, os especialistas em queijo não conseguiram oferecer uma explicação irrefutável.

Quando a fábrica local se expandiu, grandes buracos entre o prédio antigo e o novo foram deixados descobertos para que o ar pudesse fluir livremente, caso a flora da fábrica fosse realmente o segredo do queijo.

publicidade

O Västerbottensost é um queijo de maturação lenta, que requer pelo menos 14 meses nas prateleiras da fábrica de laticínios em Burträsk.

Seu sabor complexo e textura cremosa o tornam muito popular na Suécia, mas como sempre é escasso (cerca de 4.000 toneladas são produzidas por ano), seu preço é aproximadamente o dobro de outros queijos envelhecidos.

Via: Oddity Central.