Restaurante no Rio Grande do Sul se torna o primeiro adaptado para crianças com autismo no Brasil

Vinícius e Kelli também são pais de uma criança autista e sabem das dificuldades do dia a dia

Imagem: reprodução/Espetinho do Vini
publicidade

Quando a gente fala em inclusão, é muito importante que ela esteja em todos os lugares, não só na escola e no esporte, por exemplo. Olha só que legal o que o casal Vinícius e Kelli Longaray fizeram: eles criaram um espaço adaptado para crianças com autismo no restaurante da família, tornando-se pioneiros no Brasil com essa iniciativa.

O estabelecimento chama Espetinho do Vini e fica em Guaíba (RS). As novidades incluem fones infantis que abafam o som, mesas para os pais ficarem perto dos filhos na área kids, cadeiras especiais, proteções de vidro e um cardápio que é montado conforme o paladar de cada criança. A adaptação custou R$ 20 mil, um valor muito bem investido

Muitos lugares podem usar esse caso como exemplo para pensar se os seus espaços e serviços são realmente inclusivos (imagem: reprodução/Espetinho do Vini)
publicidade

“Tem criança que só come arroz com farofa. Eu monto como o pai pedir e cobro a preço de custo”, disse Vinícius, segundo o site Só Notícia Boa. Um prato só com arroz e feijão sai por apenas R$ 5,80.

Te interessa?

Vinícius e Kelli têm um filho autista chamado Enzo e já tinham feito algumas adaptações no espaço para que o menino ficasse mais confortável. No entanto, quando receberam uma cliente que também era mãe de uma criança com autismo, viram a necessidade de fazer mais mudanças no restaurante.

publicidade

“Ela nos pediu para fechar o portão, porque a criança era muito hiperativa, e ela não poderia comer tranquila. Nós fechamos, sem nem questionar, porque entendemos o que ela estava passando”, explicou Vinícius, que é dono do Espetinho do Vini há 5 anos. Antes disso, ele trabalhou como garçom, atendente e supervisor para outras empresas do ramo de alimentação.

Era uma vez um trailer…

Inicialmente, o Espetinho do Vini funcionava como um trailer que percorria diferentes pontos da cidade. Com a chegada da pandemia, o negócio ganhou endereço fixo, em frente à residência da família e se transformou em uma nova estrutura.

A resposta do público foi a melhor possível. Na internet, muitas pessoas ficaram sabendo da iniciativa do casal e não economizaram elogios. O Vinícius fez até um vídeo mostrando o espaço.

publicidade

“Me dá até vontade de chorar de emoção, por saber que existem lugares que respeitam os nossos pequenos ou grandes autistas. Que sirva de exemplo e outros estabelecimentos sigam! Quanto amor!”, disse uma internauta.

Muitos lugares podem usar esse caso como exemplo para pensar se os seus espaços e serviços são realmente inclusivos e adaptados para pessoas com autismo. Isso vale para repartições públicas, locais de lazer, esporte, cultura e entretenimento. Que se torne uma tendência e se espalhe por todo o Brasil!

Ao Vinícius e à Kelli, nosso desejo de muito sucesso no negócio e parabéns pela ação incrível.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Fonte: Só Notícia Boa

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar