Salvem os oceanos! Hábitos simples podem ajudar na preservação do meio ambiente

Nossos oceanos pedem ajuda. Você vai atender?

publicidade

Embora o conceito de sustentabilidade já seja conhecido há algum tempo e a preocupação com o meio ambiente não seja lá uma coisa muito nova, podemos dizer que apenas recentemente este assunto recebeu a atenção merecida.

Tanto da grande mídia quanto da população.

Por isso, há muito que fazer. É difícil correr atrás do prejuízo após tantos anos de descaso com os recursos naturais, mas não é impossível!

publicidade

Um dos assuntos mais deixados de lado, talvez por não fazer parte diretamente da vida de uma grande parte da população, é o cuidado com os oceanos.

A quantidade de lixo jogado nas águas, principalmente plástico, que é super resistente. A sobrepesca, que coloca em perigo de extinção diversas espécies. O aquecimento das águas, que altera as propriedades do ambiente e prejudica todo o sistema.

E mais, eleva os níveis dos mares e obriga o deslocamento de pessoas que moram em ilhas e regiões costeiras. Tudo isso é reflexo de um estilo de vida altamente predatório e que precisa ser revisto.

Veja alguns fatos preocupantes sobre o assunto.

publicidade

1 – Nós jogamos oito toneladas de lixo nos oceanos todos os anos

2 – O nível do mar deve aumentar pelo menos 1 metro apenas neste século

3 – A superfície do oceano registrou aumento de 0.1°C no século passado

4 – 60% das zonas pesqueiras do mundo estão se esgotando por causa da sobrepesca

5 – Mais de 90% dos predadores marinhos já foram retirados de seu habitat natural

6 – Em 2005, metade dos recifes de corais do Caribe foram danificados por causa do branqueamento, um processo causado pela poluição e que estressa estas formações

7 – Mais de 30% das emissões de dióxido de carbono (CO2) vão parar nos oceanos

fish-AmandaMeyer-USFishandWildlifeService650

Foto: Amanda Meyer/U.S. Fishand Wildlife Service/Creative Commons

Temos que lembrar que tudo está ligado. Todas as nossas ações geram reações. Então o lógico seria promovermos ações que nos ajude a recuperar o equilíbrio perdido. Aqui vão algumas dicas básicas, que podem ser incorporadas no seu dia-a-dia, para que você deixe de ser parte do problema e comece a fazer parte da solução.

1 – Corte o uso de plástico para o mínimo necessário (já ouviu falar na ilha de lixo do Pacífico?)

2 – Dê preferência para a cultura orgânica, que respeite o uso do solo e da água

3 – Não desperdice água

4 – Plante árvores (isso ajuda na captura do CO2, um dos grandes vilões das mudanças climáticas)

5 – Coma tipos variados de peixes, a sobrepesca de uma espécie desequilibra a cadeia alimentar e pode ter consequências negativas para o mercado de trabalho do setor

6 – Compre eletrodomésticos mais eficientes no consumo de energia

7 – Reveja seus itinerários e tente não ser tão dependente do carro

8 – Se informe sobre os processos de produção e escolha produtos de marcas que incentivem práticas mais sustentáveis

9 – Sabia que você pode calcular sua pegada ecológica? Saiba qual o impacto da sua rotina no meio ambiente.

Se informe. Além de diretos, também temos deveres. E um deles é fazer o possível para deixar um mundo melhor para as futuras gerações. Seus filhos e netos vão agradecer.

Fonte: mashable.com.

publicidade