13 fatos anárquicos sobre V de Vingança

O filme sobre o anarquista de Guy Fawkes é recheado de fatos curiosos.

publicidade

Baseado no clássico romance distópico de Alan Moore e David Lloyd, V de Vingança, de James McTeigue, estrelou Hugo Weaving como V, um anarquista de Guy Fawkes que usava uma máscara e pretendia destruir o Parlamento britânico em uma Inglaterra totalitária do futuro.

Ao longo do caminho ele salva Evey, interpretada por Natalie Portman, e a atrai para seus planos revolucionários.

Aqui estão alguns fatos sobre o filme.

publicidade

Contém spoilers.

1. O romance foi inspirado por Margaret Tatcher.

v de vingança margaret thatcher
Foto: Hulton Archive / Getty Images.

“Nossa atitude em relação ao governo ultraconservador de Margaret Thatcher foi uma das forças motrizes por trás do estado fascista da polícia britânica que criamos em V de Vingança“, explicou o ilustrador David Lloyd sobre a história original dele e de Moore para V de Vingança, que foi escrita no início dos anos 80. “A destruição deste sistema foi a principal razão de existência de V”.

2. A roteirista de Road House teve sua primeira oportunidade de adaptar uma história.

Hilary Henkin (Road House, O Sangue de Romeo) escreveu uma adaptação inicial do romance, que foi apontado como um dos melhores roteiros não produzidos de Hollywood em um artigo de 1993 do Los Angeles Times. Seu roteiro foi descrito como uma “saga selvagem e exagerada” e um cruzamento entre Os Miseráveis e Laranja Mecânica. Em 1998, Henkin foi indicada ao Oscar por Mera Coincidência (1997).

publicidade

3. As irmãs Wachowskis escreveram um roteiro para V de Vingança antes de trabalharem na trilogia de Matrix.

Lana e Lilly Wachowski adquiriram os direitos de V de Vingança em meados dos anos 90, e logo escreveram seu próprio roteiro. Depois de dirigir os três filmes de Matrix, as Wachowskis não estavam interessadas em voltar a dirigir imediatamente, mas fizeram alterações no roteiro de V de Vingança, incluindo avançar a história no tempo e deixar Evey mais velha.

4. V de Vingança marcou a estreia de James McTeigue como diretor.

James McTeigue foi o primeiro assistente de direção nos filmes Matrix e também no Star Wars Episódio II: Ataque dos Clones (2002), e foi escolhido pelas Wachowskis para assumir o comando.

“Grande parte do processo de filmagem é sobre confiança, e no momento em que [Lana e Lilly] disseram: ‘Queremos que você o dirija’, elas estavam confiando que eu desse a visão que precisava ser dada, então elas me deixaram fazer tudo sozinho”, disse McTeigue. “Elas estavam lá se eu precisasse delas, e às vezes eu dizia: ‘Ei, o que vocês acham disso?’ e elas davam suas opiniões e eu poderia aceitá-las ou não”.

5. Alan Moore recusou assistir V de Vingança — ou de ter seu nome nos créditos.

v de vingança natalie portman
Foto: Warner Bros.

Alan Moore havia lido o roteiro de V de Vingança e o considerou “lixo”. Moore acreditava que a DC Comics e a indústria cinematográfica o haviam roubado conscientemente.

publicidade

Por outro lado, David Lloyd elogiou o filme momentos depois de vê-lo pela primeira vez, considerando uma “representação fantástica” do trabalho que eles fizeram, segundo McTeigue.

6. James Purefoy foi contratado para interpretar V — depois demitido três semanas após o início das filmagens.

James Purefoy (Coração de Cavaleiro, Resident Evil) foi originalmente escolhido como V, mas supostamente não foi uma “presença suficientemente dinâmica” para os cineastas. Purefoy negou os boatos de que sua saída do filme tinha algo a ver com ele estar desconfortável usando uma máscara o tempo todo e jurou que “eram genuínas diferenças criativas”.

Ele foi substituído por Hugo Weaving (As aventuras de Priscilla, Rainha do deserto, Matrix), que quebrou o gelo com Natalie Portman durante uma “refeição tailandesa muito agradável”.

7. Natalie Portman e James McTeigue fizeram a lição de casa para V de Vingança.

McTeigue estudou A Batalha de Argel (1966), de Gillo Pontecorvo, sobre a revolução da Argélia contra os franceses.

Portman assistiu ao documentário Tempo de Protesto (2002), sobre os radicais americanos do final dos anos 1960/70, e leu a autobiografia do ex-primeiro-ministro israelense Menachem Begin, que foi marcado por sua prisão pelos soviéticos, bem como Faith and Treason de Antonia Fraser, um livro sobre a Conspiração da Pólvora de 1605.

8. A maior parte de V de Vingança foi filmada na Alemanha.

v de vingança alemanha
Foto: Warner Bros.

O produtor Joel Silver afirmou que transferir a maior parte da produção da V de Vingança para a Alemanha era economicamente vantajoso para o estúdio. A “Galeria das Sombras” de V foi filmada no Estúdio Babelsberg, no subúrbio de Potsdam, em Berlim, local de Nosferatu (1922) e Metrópolis (1927).

O falecido John Hurt, que interpretou o chanceler Adam Sutler, achou “estranho” interpretar um personagem do tipo Adolf Hitler no meio de Berlim — às vezes em locais onde o próprio Hitler fazia discursos.

9. V de Vingança recebeu uma permissão sem precedentes para fechar a Downing Street.

Foram necessários nove meses de negociação com 14 departamentos do governo para que os cineastas obtivessem permissão para filmar em Whitehall, a famosa rua de Londres que vai da Trafalgar Square aos prédios do Parlamento. As cenas foram filmadas em três noites seguidas entre meia-noite e cinco horas da manhã.

10. A cena em que Natalia Portman raspa a cabeça teve que ser filmada em um take.

McTeigue utilizou três câmeras para a cena. “Só tínhamos uma chance, e essa foi a coisa mais estressante da experiência”, disse Portman. Ela também afirmou que sua cabeça raspada a tornava mais reconhecível para os espectadores.

11. Adrian Biddle, diretor de fotografia de V de Vingança, morreu antes da estreia do filme.

O diretor de fotografia indicado ao Oscar Adrian Biddle (A Princesa Prometida, Thelma e Louise) faleceu em 7 de dezembro de 2005, aos 53 anos, após um ataque cardíaco.

V de Vingança, lançado nos EUA em 17 de março de 2006, foi seu último filme.

12. Foram necessárias 200 horas para montar os dominós de V de Vingança.

Quatro montadores profissionais de dominó prepararam os 22.000 dominós na Holanda antes dos dois dias de filmagem.

13. A estreia de V de Vingança deveria ter sido na Noite de Guy Fawkes.

O plano original de V de Vingança era lançar o filme em 5 de novembro, para a Noite de Guy Fawkes, e os primeiros trailers diziam “lembre-se, lembre-se do dia 5 de novembro”. Mas o filme atrasou a pós-produção e saiu no fim de semana do dia de São Patrício.

V de Vingança conquistou o primeiro lugar nas bilheterias durante seu fim de semana de estreia, onde faturou mais de US$ 25,6 milhões somente nos primeiros dias.

Via: Mental Floss.

Seria V de Vingança um filme cult?