Unsplash / @fifthlane

A evolução do hambúrguer

publicidade Apesar de ter uma origem controversa, o lanche faz sucesso no mundo todo. Venha conhecer a evolução do hambúrguer! Todos os anos no dia 28 de maio, comemoramos o Dia Mundial do Hambúrguer. Para comemorar esta data, preparamos um post que conta um pouquinho da história desta delícia, começando por onde surgiu e terminando […]

publicidade

Apesar de ter uma origem controversa, o lanche faz sucesso no mundo todo. Venha conhecer a evolução do hambúrguer!

Unsplash / @fifthlane

Todos os anos no dia 28 de maio, comemoramos o Dia Mundial do Hambúrguer. Para comemorar esta data, preparamos um post que conta um pouquinho da história desta delícia, começando por onde surgiu e terminando na grande evolução do lanche mais famoso do mundo.

Vamos conhecer?

publicidade

A origem controversa

Unsplash / @mashkov

Existem algumas histórias que dizem que o lanche foi criado em Hamburgo, na Alemanha em meados do século XVII- e até por isso teria ganhado o nome de “hambúrguer”.

No entanto, para alguns historiadores, o lanche começou a ser feito muito antes disso. Segundo eles, os hambúrgueres teriam sido inventados na Mongólia. Como na época ainda não existia a carne moída, cavaleiros colocavam a carne debaixo da sela para amaciá-la.

Enquanto isso, outros profissionais que estudam sobre o assunto dizem que o primeiro hambúrguer foi inventado nos Estados Unidos, por imigrantes alemães que embarcaram no porto de Hamburgo rumo ao país. Nesta versão também é possível associar o nome à criação.

Para finalizar, há também relatos de um inglês chamado de Jhon Montagu, o quarto conde na cidade de Sandwich na Inglaterra, foi o primeiro inventor do lanche. Conforme narra o livro Hambúrguer: uma história global, em 1762 o conde teria experimentado um pão recheado de carne moída durante uma de suas partidas de cartas.

publicidade

O que podemos afirmar, é que o lanche conseguiu se consolidar aqui no Brasil em 1952, inicialmente no Rio de Janeiro, para então conquistar o país bem aos pouquinhos, se tornando um dos lanches mais consumidos no país hoje em dia.

A evolução do hambúrguer

Unsplash / @pablomerchanm

A ideia de colocar recheios no pão é na verdade bem antiga e está presente em várias culturas diferentes. E com a popularização do hambúrguer veio também a variedade de recheios- principalmente com o surgimento de grandes redes de fast food. Comer um lanche, embora nem sempre fosse a melhor escolha nutritiva, era bem mais rápido e prático. Então, a partir da fórmula básica de pão e carne moída, começaram a surgir variações diferentes e também diversos apelidos que surgiam de acordo com o recheio dele.

A concorrência cada vez maior, também impulsionou as lanchonetes a criar diferenciais para seus clientes. Foram incluídos alface, tomate, picles, bacon, queijos e diversos outros ingredientes para agradar até mesmo os paladares mais exigentes.

Mas em especial nas últimas décadas, o refinamento do paladar dos consumidores aumentou bastante- e tem andado junto com a valorização e o reposicionamento da gastronomia. Atualmente as pessoas buscam receitas mais saudáveis e equilibradas, com ingredientes selecionados e combinações com estilo gourmet.

Unsplash / @freetousesoundscom

Acompanhando as exigências de mercado, foram criados outros tipos de hambúrgueres dos mais variados tipos, incluindo receitas para vegetarianos, veganos, intolerantes a alguns ingredientes e também opções doces.

publicidade

Embora muitas pessoas ainda apreciem o famoso “podrão”, que é um lanche mais simples, tradicional e gorduroso, o público com um gosto mais exigente não importa de pagar um pouco mais pelos ingredientes mais nobres.

A evolução do hambúrguer também impactou os locais em que eles são servidos. Um lugar bem estruturado, higienizado e com uma decoração bacana consegue valorizar ainda mais o valor do lanche, já que o cliente acaba pagando pelo ambiente também.

Fazer este post deu até vontade de comer um hambúrguer!

Fonte: r7

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments