Ao ouvir bebê chorar, cachorro busca para mãe o que ela precisa para consolá-lo

Um irmão mais velho ou uma segunda mamãe?

Ao ouvir bebê chorar, cachorro busca para mãe o que ela precisa para consolá-lo
Ao ouvir bebê chorar, cachorro busca para mãe o que ela precisa para consolá-lo

Ainda que estejamos em uma época tão avança em relações a tudo, ainda existem muitas ideias que são pré-concebidas acerca de histórias e realidades que são vividas por outras pessoas.

Isso acontece bastante sobre as raças de cachorros, onde a maioria das pessoas acham que um doguinho deve agir como regra da mesma forma que outros da sua espécie.

E era exatamente o que acontecia com o Remus, cachorro da raça pit bull que foi adotado por Liz Graffagnino Taft e o seu marido, depois que ele foi resgatado.

Remus era um dos doguinhos criados para ser colocado em brigas. E quando o seu antigo dono foi preso, ele foi colocado em um abrigo até ser adotado pelo casal.

Liz contou mais: “Ele foi usado para brigas de cães e levado para o abrigo quando seu dono foi para a prisão. Ele foi adotado duas vezes e voltou duas vezes para aquele abrigo por ser ‘muito pegajoso’ antes de nós o pegarmos.”

Acostumado em ser o queridinho de todos há seis anos em casa, uma novidade estava a acontecer. Liz agora era mãe e estaria apresentando ao Remus a mais nova bebê da casa.

 

E qual seria a reação que o cachorro da casa teria ao conhecê-lo? Já que ele nunca teve contato com crianças antes, tudo era uma grande novidade.

Mas a novidade mesmo, foi como o Remus passou a agir depois que se acostumou com os chorinhos de um recém-nascido em casa. Que cachorro mais esperto!

Depois de muitas mudanças há anos, estavam em mais uma etapa de socialização entre o Remus e outras novas companhias!

Ele virou uma verdadeira “mamãe”

Sabe quando dizem que as mães possuem instintos que só elas sentem? Parece que o Remus se tornou uma verdadeira mamaezona em relação ao bebê!

Quando teve o primeiro contato com a bebê, seus donos tiveram bastante cuidado apenas com o fato dele ser um cachorro de porte bem grande.

Mas tudo aconteceu de forma bem simples: “Então ele a encontrou através do portão e apenas a lambeu através dele e estava surpreendentemente calmo. Ele soube imediatamente que precisava ter cuidado com ela.”

O mais engraçado de tudo foi que, todas as vezes que a bebê começava a chorar, Remus procura uma forma de fazer com que ela se sinta melhor.

Entendendo o poder que o travesseiro da bebê tinha, se ela chorasse e ele estivesse longe, o cachorro simplesmente ia lá buscar para a mamãe colocá-la nele: “Ele parece ter associado aquele travesseiro com o fato de ela não estar mais chorando”.

Sabe qual é a verdade? O Remus entendeu que o seu papel agora é novo e sabe exatamente o que fazer para ajudar a cuidar da bebê. E claro, queremos um Remus aqui em casa também!

Fonte: The Dodo

publicidade