Após deslizamento de barreira, pedreiro salva filha ‘cavando com as unhas’

Esperamos que as autoridades locais lhe prestem serviços o quanto antes!

Após deslizamento de barreira, pedreiro salva filha 'cavando com as unhas'
Após deslizamento de barreira, pedreiro salva filha 'cavando com as unhas'

Depois de passar por um período de chuvas fortes nos últimos dias, muitos moradores da capital de Pernambuco, no Recife, chegou a ficarem bastante preocupados.

Na madrugada dessa segunda-feira, o pedreiro José Cláudio Batista, que mora na comunidade de Jardim Monteverde, na Zona Sul do Recife, chegou a passar por um momento muito triste com a sua família.

Como havia muita água acumulada na região, uma barreira chegou a deslizar sobre a sua casa e a casa de um vizinho. De acordo com o pedreiro, esse era o lar que viviam há cerca de 15 anos com sua esposa e filhos.

Te interessa?

O estrago chegou a ser bem grande na casa do seu José, que se encontrou em pleno desespero quando viu tudo o que construiu destruído e derrubado pelo barro que desceu junto com a água.

Mas a tensão mesmo veio quando ele procurou sua filha, uma adolescente de 14 anos que não estava nem mesmo falando com a família naquele momento.

Quando seu José questionou ao filho onde ela estava, acabou ouvindo a última coisa que queria: “Foi um momento de desespero. Quando ouvi o tremor, meu filho pediu ajuda, aí me levantei nas carreiras e quando vi não conseguia achar a minha filha”. 

Cheio de tensão ao se deparar com o que viu, seu garoto lhe disse que a adolescente estava debaixo de toda a terra e barro que se misturavam com tijolos de sua casa.

“E eu comecei a procurar ela, andei no barro procurando minha filha. Eu só pedia ‘cadê minha filha, eu quero minha filha, Jesus’. Eu só via tijolo e muito barro, ela nem se quer respirava”.

Após deslizamento de barreira, pedreiro salva filha 'cavando com as unhas'

Depois de muitos esforços, ele lhe encontrou e lhe salvou

Jamais poderíamos medir a tensão que essa família chegou a sentir quando viu o seu lar soterrado pela barreira. E quando não encontraram a adolescente então? Não podemos medir tamanho desespero!

Seu José em nenhum momento parou de procurar sua garota. De acordo com ele, não parou de cavar e usava as unhas para afastar o barro até encontrá-la:

“Comecei a cavar com as minhas unhas, pedi ajuda ao vizinho, a gente cavou e encontrei o pé dela […] tirei o resto do barro, do tijolo e do concreto, ai consegui puxar minha filha”.

De acordo com as informações do JC, a garota chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento, a UPA, apresentando escoriações na cabeça e em uma perna.

Desesperado, o pai de família com certeza sentiu um enorme alívio por ter salvado sua filha. Mas ao lado de sua família, se encontram perdidos sem saber onde poderão se abrigar.

Torcemos fortemente para que tudo dê certo para eles e que as autoridades locais lhe prestem assistência, pois sabemos como essa situação não é nenhum pouco fácil de se lidar.

Fonte: JC PE

Veja mais ›
Fechar