Goleiro do PSG acolhe refugiados ucranianos em sua própria casa

30 refugiados estão na casa de Navas

Goleiro do PSG acolhe refugiados ucranianos em sua própria casa
Goleiro do PSG acolhe refugiados ucranianos em sua própria casa
publicidade

Mais de um mês depois dos primeiros ataques, a situação na Ucrânia continua gravíssima. Além da incalculável perda de vidas humanas, o número de refugiados ucranianos também é grande: mais de 3,5 milhões, aproximadamente.

Pessoas obrigadas a deixar sua própria casa, sua terra, seu lar. Felizmente, muita gente tem dado exemplo e ajudado. O goleiro costarriquenho Keylor Navas, do Paris Saint-Germain (PSG), principal clube francês, é um deles.

Junto com sua esposa, Andrea Salas, ele está dando abrigo a 30 refugiados em sua própria residência, na capital francesa. Foram colocadas camas em um cômodo que a família usava como sala de cinema. A diversão dos filmes deu lugar à solidariedade e proteção.

publicidade

Te interessa?

PSG goalkeeper Keylor Navas welcomes 30 Ukrainian refugees into his Paris mansion | Daily Mail Online
Goleiro Navas deu um grande exemplo de solidariedade (imagem: Reuters/Daily Mail)

Segundo o R7 e o jornal Sport, os refugiados foram resgatados em uma missão humanitária organizada por uma associação de ciganos.

O grupo se mobilizou para ir até Cracóvia, na Polônia, levar alimentos e transportar parte das pessoas para Barcelona, na Espanha. Quando ficaram sabendo da iniciativa, Navas e a esposa decidiram oferecer sua casa como abrigo temporário.

Mãos que doam nunca estarão vazias. Podemos ajudar essas crianças, algumas com a mãe, outras não, jovens sozinhos, apenas com suas roupas, que foi a única coisa que conseguiram levar. Nós podemos fornecer qualquer alimento não perecível, roupas, itens de higiene, etc.“, disse Andrea há algumas semanas, quando foi divulgar uma campanha solidária. O casal, no entanto, não se pronunciou publicamente sobre o abrigo dado aos refugiados.

publicidade
Refugiados da Ucrânia chegam em campo na fronteira após fugirem da guerra em seu país em Przemysl, Polônia - Metrópoles
Número de refugiados cresce a cada dia que o conflito se prolonga (imagem: Getty Images)

Mais do que uma cama para dormir, os refugiados também ganham comida, roupas, água potável e, mais importante ainda, esperança. Esperança de um recomeço, de que podem sobreviver e passar pelo que é, muito provavelmente, o momento mais duro de suas vidas.

Você também pode ajudar

Não é difícil compreender  o sofrimento dos ucranianos. Imagine você ver sua cidade, sua casa reduzida a cinzas de uma hora para outra e tendo que fugir com sua família. Saber que existem pessoas como Navas e sua esposa mostram como a solidariedade pode fazer a diferença.

publicidade
Mais de 1 milhão de refugiados deixaram a Ucrânia em 1 semana, diz ONU - 02/03/2022 - Mundo - Folha
Uma corrente de solidariedade tem ajudado inúmeros ucranianos (imagem: AFP/Folha de São Paulo)

Saiba que você também pode ajudar! Já divulgamos mais de uma vez aqui no Awebic formas de apoiar pessoas que perderam tudo em guerras e crises – não só na Ucrânia, mas também no Afeganistão, Iraque, Síria, Iêmen, Venezuela, entre outros países.

Instituições como a Agência Para Refugiados da ONU (ACNUR), Unicef e Médicos Sem Fronteiras são algumas das que estão prestando assistência aos refugiados. Clicando nesse link aqui, você pode descobrir como apoiar esse importante trabalho.

Se cada um fizer a sua parte, podemos estender a mão a quem tanto precisa e criar um mundo melhor. Vamos manter a esperança viva pelo fim dessa guerra na Ucrânia que está causando tanta dor e sofrimento em milhões de pessoas. Que a paz, a humanidade e o diálogo falem mais alto.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Fonte: R7

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar