INCLUSÃO: Nubank cria programa de recrutamento para pessoas negras

Veja como se inscrever

Uma das preocupações muito atuais no mercado de trabalho é garantir a diversidade nas equipes. Isto é, ter pessoas de diferentes origens, raças, etnias, gêneros na empresa. O mais novo exemplo vem do Nubank, que abriu inscrições para a segunda edição do Nós Codamos, programa de contratação de pessoas negras.

A iniciativa é voltada para aqueles que trabalham na área de engenharia de software – um setor que está em alta e que demanda cada vez mais bons profissionais.

Nubank abre inscrições para a 2ª edição do Nós Codamos
Cartaz de divulgação do programa Nós Codamos (imagem: Blog do Nubank)

Segundo o blog do Nubank, as oportunidades estão abertas para pessoas negras que tenham qualquer nível de experiência de desenvolvimento de software em backend. Todo o processo de recrutamento e integração é 100% remoto e as vagas são para modelo híbrido. Ou seja, mesclando o trabalho a distância com o trabalho presencial.

Te interessa?

Se encaixa nos critérios e ficou interessado? Você pode se inscrever até 22 de maio (domingo) clicando aqui. Caso não seja do seu interesse, você ainda pode enviar para um amigo que possa se candidatar e, quem sabe, conseguir uma nova oportunidade no mercado de trabalho.

E olha que legal: para quem ficou com alguma dúvida, o Nubank fará um webinar hoje (17), às 19h, para explicar mais sobre o programa. Você pode participar se cadastrando neste link.

Não é a primeira vez que a empresa realiza um programa de inclusão e diversidade. Desde 2018, já promoveu oportunidades para grupos que ainda sofrem muito preconceito e encontram barreiras na sociedade. Um outro exemplo é o Yes She Codes, voltado para mulheres. A iniciativa segue a mesma lógica do Nós Codamos, recrutando profissionais para a área de engenharia de software.

Avanços positivos têm vindo nos últimos anos, mas ainda há muito a avançar (imagem: Unsplash/Christina Wocintechchat)

Desigualdade no mundo do trabalho

De acordo com o IGBE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as pessoas negras são as que mais sofrem com o desemprego. A taxa de desocupação, nos primeiros três meses de 2022, é de 8,9% entre as pessoas brancas. Agora, se considerarmos apenas os negros, esse número chega a 13,3%. Uma diferença gritante que mostra a desigualdade no nosso país.

É por isso que programas como o do Nubank são tão importantes. O que falta não é força de vontade e talento, mas, sim, oportunidades de assumir o posto e mostrar sua capacidade. Outras empresas também têm se destacado por programas voltados a pessoas negras. Recentemente, Uber, Itaú e o Banco BV também anunciaram iniciativas de contratação de profissionais negros.

E o bacana é ver que a população aprova. Segundo pesquisa da Mindsight com a consultoria Indique, 74,6% dos brasileiros são a favor das vagas afirmativas – como são chamadas as oportunidades direcionadas para públicos historicamente marginalizados.

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar