senso-de-pertencimento

Senso de pertencimento: você é obrigado de estar sempre ‘conectado’? Isso pode destruir suas…

Ser quem você é pode vir de tudo isso!

publicidade

O sentimento de pertencimento é uma necessidade humana, assim como a necessidade de comida e abrigo. É o desejo de conexão com outras pessoas.

Também pode estar relacionado a um sentimento de pertencer a um lugar (uma cidade, um país) ou mesmo a um evento (como uma celebração).

A ausência de pertencimento tem efeitos negativos e devastadores nas pessoas.

publicidade

Pertencer é vital

Sentir que você pertence a um grupo é fundamental para que você possa ver valor na vida e lidar com emoções intensamente dolorosas.

Alguns se veem conectados apenas a uma ou duas pessoas. Outros sentem uma conexão com todas as pessoas do mundo, com a Humanidade.

Começamos a vida com uma grande necessidade: o apego a um cuidador, que geralmente é a mãe. Esse é o início de nossa necessidade básica de pertencer.

publicidade

“Isso faz parte da beleza da literatura. Você descobre que seus anseios são anseios universais, que você não está sozinho e isolado de ninguém. Você pertence.” (F. Scott Fitzgerald, escritor)

A base da nossa sociedade e nosso pertencimento

O senso de pertencimento é fundamental para a forma como a sociedade se organiza. Se ele não fosse importante, viveríamos vidas solitárias, apenas nos reunindo para a procriar.

Depois, expulsaríamos rapidamente as crianças de nossas vidas assim que elas pudessem andar. Não teríamos famílias, comunidades ou governo.

Depressão, ansiedade e suicídio são condições de saúde mental associadas à falta de senso de pertencimento.

“Abraçar nossas vulnerabilidades é arriscado, mas não tão perigoso quanto desistir do amor, do senso de pertencimento e da alegria – as experiências que nos tornam os mais vulneráveis.” (Brené Brown, no livro Braving the Wilderness: The Quest for True Belonging and the Courage to Stand Alone)

Quais os benefícios do senso de pertencimento?

O sentimento de pertencer a uma comunidade maior melhora sua motivação, saúde e, consequentemente, sua felicidade.

publicidade

Quando você se sente conectado aos outros, sabe que todas as pessoas lutam e passam momentos difíceis, não só você.

Os laços sociais que acompanham o sentimento de pertencimento são um fator de proteção que auxilia no controle do estresse.

Estudos têm demonstrado que crianças que não se sentiram inclusas em um grupo têm baixa autoestima, uma visão de mundo mais negativa, são desconfiadas e podem ter uma percepção de que são rejeitadas pelos outros.

“Um coração generoso está sempre aberto, sempre pronto para receber o nosso ir e vir. Em meio a esse amor, nunca devemos temer o abandono. Este é o presente mais precioso que o amor verdadeiro oferece – a experiência de saber que sempre pertencemos.” (Bell Hooks, em All About Love: New Visions)

Solidão em meio à multidão

“Não acho que haja nada mais solitário do que estar com as pessoas e se sentir sozinho.” (Brené Brown, no livro Braving the Wilderness: The Quest for True Belonging and the Courage to Stand Alone)

Estar cercado por pessoas e se sentir completamente sozinho é, sem dúvida, um dos piores sentimentos.

Seuos olhos veem todas aquelas pessoas, mas seu coração diz: “Não quero falar com ninguém. Ninguém me entende aqui. ”

Uma das únicas maneiras de me livrar dos dolorosos sentimentos de não pertencer é praticar o amor-próprio e a auto-aceitação incondicional.

Experiências como traumas, infância disfuncional e relacionamentos tóxicos ​​podem levar a um sentimento de não pertencimento.

Essas experiências fazem com que algumas pessoas experimentem cronicamente uma falta de autoaceitação incondicional. Elas passam a confiar em forças externas para sentir que são merecedoras.

Se você se sente assim, invista no seu próprio desenvolvimento e em sua própria cura.

Afinal, não podemos mudar comportamentos, relacionamentos ou pensamentos se não tivermos consciência de que eles precisam ser mudados.

Como sentir-se mais conectado com as pessoas

1- Esforce-se para pertencer.

  • A coisa mais importante que você pode fazer para melhorar o seu senso de pertencimento é se esforçar.
  • Você não pode pertencer se não escolher conscientemente compartilhar o mesmo ar que outras pessoas.
  • Faça um esforço para buscar atividades e grupos de pessoas com quem você compartilhe interesses comuns.
  • Diga “sim” às oportunidades de estar com outras pessoas.
  • Incentive e apoie as pessoas próximas a se conectarem mutuamente também. Isso criará a noção de grupo.

2- Tenha uma mente livre de preconceitos.

  • Experimente novas atividades e conheça novas pessoas.
  • Considere novas maneiras de pensar.
  • Dê o exemplo para que seus amigos e familiares vejam como funciona.
  • Você pode encontrar bons ensinamentos e experiências até mesmo nas pessoas mais difíceis de entender, mesmo que não concorde com elas.

3- Desenvolva a tolerância e a aceitação.

  • Reconheça que os outros têm maneiras diferentes de ser. Eles não precisam mudá-lo e você não precisa mudá-los.
  • Aprenda e ensine as pessoas próximas a reconhecerem os sentimentos dos outros sem julgá-los.
  • Concentre-se nas semelhanças em vez das diferenças!

4- Observe suas palavras e sua maneira de pensar.

  • Algumas palavras criam separação e outras promovem união.
  • Se você é emocionalmente sensível, lembre-se de que muitas outras pessoas emocionalmente sensíveis que lutam todos os dias para se sentirem aceitas, assim como você.
  • Os julgamentos constroem paredes. Pense no grupo e com aceitação.

“O verdadeiro senso de pertencimento só acontece quando apresentamos nosso eu autêntico e imperfeito ao mundo.” (Brené Brown, no livro Braving the Wilderness: The Quest for True Belonging and the Courage to Stand Alone)

5- Incentive o diálogo.

  • Busque compreender a outra pessoa – o que a motiva, quais são suas ambições, o que ela gosta e não gosta.
  • Pergunte sobre a vida profissional,doméstica, hobbies e interesses.
  • Compartilhe histórias e experiências.
  • Assim, as barreiras interpessoais começarão a se dissolver.

Uma última palavra: cuidado com as redes sociais

É difícil, especialmente em nosso mundo cada vez mais fragmentado, ter um senso de pertencimento.

As redes sociais tornaram ainda mais difícil o processo, pois transmitem uma imagem irreal de que todos têm muitos amigos e ninguém mais se sente solitário.

No entanto, é completamente normal se sentir só às vezes. Apenas você sabe o que se passa dentro de você, ninguém mais tem acesso a isso.

Portanto, ninguém poderá lhe compreender completamente a não ser você mesmo. Se essa onda de solidão tomar conta de você, lembre-se de que você é amado e é digno!