É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá

Conheça a história da região e planeje sua viagem!

É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)
É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)
publicidade

Assim como algumas outras cidades do interior paulista, Itapetininga se desenvolveu através do tropeirismo. A região serviu como ponto de descanso para os tropeiros, que aos poucos ergueram ranchos e arraiais, com o intuito de descansarem antes de avançarem para o Sul. 

Apesar do primeiro núcleo de tropeiros ter se instalado em meados de 1724, foi somente em 5 de novembro de 1770 que a Vila de Nossa Senhora dos Prazeres de Itapetininga foi fundada. E é obvio que não poderíamos deixar o aniversário da cidade passar em branco. 

Reunimos informações históricas essenciais para descrever a importância de Itapetininga para a construção cultural brasileira. Essa história se dá, principalmente, pelas ferrovias e é sobre isso que iremos falar hoje. 

publicidade

Te interessa?

Se está em busca de destinos diferenciados no brasil, desses que emergem os visitantes em história e conhecimento, vai se surpreender com a história por trás das ferrovias da cidade. Confira tudo nesse guia completo. 

Breve história de Itapetininga 

É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)
É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)

Quando os primeiros tropeiros se instalaram, logo perceberam que a área era composta por terra fértil e pasto abundante. Viram nessas características a possibilidade de “encurtar” o caminho até a vila de Sorocaba, produzindo o que fosse possível lá mesmo. 

Para se ter uma ideia, a vila que abastecia a região, ficava a aproximadamente 57 quilômetros de Itapetininga. Os tropeiros então, se estabeleceram ali e desenvolveram-se baseados no cultivo sustentável. 

publicidade

Em 1760, o grupo de tropeiros chefiados por Domingos José Vieira, deixou a região onde atualmente se localiza o bairro do Porto, e ergueu um novo núcleo.

Dessa vez, em um lugar elevado e com ribeirões ao redor

Durante essa época, os conflitos entre os núcleos que queriam se transformar em vilas começaram a surgir. Para solucionar, Simão Barbosa Franco foi nomeado com a responsabilidade de fundar e administrar um novo município. 

Cabia a ele escolher qual dos núcleos seria o principal. Os historiadores afirmam que uma mula marchadeira foi ofertada por Domingos José Vieira a Simão Barbosa. Ela garantiu a vitória de Domingos, que fundou oficialmente a vila de Nossa Senhora dos Prazeres de Itapetininga. 

publicidade

Você gosta de história do Brasil? Também vai amar conhecer as belezas de Ouro Preto – MG 

História das ferrovias de Itapetininga 

Estima-se que a memória ferroviária de Itapetininga esteja sendo construída ao longo de 252 anos. Apesar de poucos estudos e pesquisas terem sido produzidos sobre isso, pesquisadores se interessaram por preencher as lacunas que ficaram na história. 

Não dá para negar que, as ferrovias foram grandes responsáveis pela modernização das cidades do interior do Brasil.

Há uma imensa linha que cruza os municípios e pode ser observada nos antigos mapas. 

publicidade

As narrativas que foram construídas ao redor delas, contam a história de como a cultura local foi influenciada pela malha ferroviária do estado de São Paulo.

Relembrar como a construção das ferrovias estão conectadas com as memórias de Itapetininga é a melhor forma de celebrar o aniversário da cidade. 

É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)

Surgimento das linhas férreas 

As construções tomaram início em 1850, com a chegada da Família Real ao Brasil. A região que compõe o interior de São Paulo, era castigada por uma logística confusa e que dependia, majoritariamente, da atividade escravocrata. 

Em 1875, os fazendeiros e empresários do Brasil todo, estavam interessados em investir nesse meio de transporte, para sanar seus problemas com a logística. Mas foi só em 1890 que as ferrovias chegaram a Itapetininga. 

publicidade

Pensando em fazer uma viagem internacional? Confira os melhores roteiros para novembro 

Como as ferrovias ajudaram a região 

Quando a malha ferroviária se estabeleceu no interior paulista, a principal produção de Itapetininga era algodão. A facilidade oferecida pelo transporte, abriu portas e colaborou para o desenvolvimento em outras áreas. 

É a partir daí, que Itapetininga passa também a investir na pecuária e no transporte de madeira. E não é à toa que a cidade tenha recebido as ferrovias. Entenda a seguir qual era o interesse em modernizar a região. 

Representantes influentes 

Os historiadores apontam para a relevância de alguns personagens da cidade. Eles foram os principais incentivadores para que Itapetininga, fosse transformada em uma região de produção e transporte de mercadorias. Um grande exemplo disso é a família Prestes. 

publicidade

Confira aqui os melhores destinos no BRASIL para visitar no mês de novembro 

Os caminhos da malha ferroviária 

Até 1909, a ferrovia interligava as cidades de Boituva e Itapetininga. A partir daí, os investimentos possibilitaram que se estendesse até a região sul do país. Foram criados outros ramais, configurando uma rede importante para o deslocamento de pessoas e mercadorias. 

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Apesar disso, em 1970, o transporte de passageiros foi paralisado.

Os trens continuaram sendo utilizados como solução logística, mas dessa vez, em menor escala. Na época, as principais cargas eram óleo diesel e cereais. 

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade

E é claro que com a modernização constante dos meios de transporte, as ferrovias de Itapetininga tornaram-se irrelevantes para a população. Ainda assim, podemos destacar o legado deixado por elas. 

É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)

O legado das ferrovias em Itapetininga 

Os historiadores apontam para a importância da malha ferroviária na construção social, econômica, histórica e cultural de Itapetininga. Economicamente falando, as ferrovias deram destaque ao município. 

Itapetininga ficava em uma região isolada onde, estimasse que, o trajeto partindo do centro de São Paulo poderia durar até oito meses! As ferrovias diminuíram consideravelmente esse tempo. 

Os moradores da região também foram agraciados com mercadorias que antes sequer chegavam até a cidade. Além disso, as ferrovias ajudaram a traçar o molde urbano da região. 

As ferrovias vieram trazendo, não apenas o progresso, mas uma série de trabalhadores que precisaram se instalar na área. Itapetininga expandiu e se desenvolveu muito com a malha ferroviária. 

Os trens trouxeram oportunidades… 

Além dos operários contratados pela Empresa Ferroviária Sorocabana, a ferrovia trouxe oportunidade de empregos para os jovens da região. Antes disso, era quase impossível idealizar uma trajetória que não estivesse ligada ao cultivo. 

É aniversário de Itapetininga e a história das suas ferrovias te farão viajar para lá (Imagens: Pixabay)

Itapetininga conta orgulhosamente essa história 

Se você deseja mergulhar em um Brasil profundo e cheio de nuances, vale a pena conhecer a região de Itapetininga. Atualmente, a cidade conta com o Museu Ferroviário, além de uma série de estudos sobre o tema, que renderam até um documentário. 

Veja mais ›
Fechar