Vídeo de garotinha com paralisia cerebral dançando balé é uma das coisas mais lindas do mundo!
Vídeo de garotinha com paralisia cerebral dançando balé é uma das coisas mais lindas do mundo!

Vídeo de garotinha com paralisia cerebral dançando balé é uma das coisas mais lindas do mundo!

Como Maria, não devemos desistir!

publicidade

Qual o verdadeiro limite para os seus sonhos? Essa garotinha mostrou, que quando um desejo é colocado no seu coração, ele precisa ser levado muito a sério. E acima de tudo, é preciso se doar para aquilo que tanto ama!

Em uma verdadeira história de inspiração, Maria chegou a conquistar todos os nossos corações, em uma apresentação de balé simplesmente maravilhosa. Com apenas cinco anos, sua história enche os nossos sentimentos de alegria e nos traz ainda mais amor nesses momentos tão delicados que estamos passando.

Filha de Renato e Carmem Mayrink, de Contagem, Minas Gerais, essa pequena guerreira acabou tendo um AVC intrauterino e com apenas dois meses, recebeu o diagnóstico de paralisia cerebral. Para depositar ainda mais amor e muito cuidado, os pais decidiram interromper suas carreiras, para poder ter ainda mais tempo com sua princesa.

publicidade

“Ela tem o lado direito comprometido, e faz acompanhamento com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, ortopedista e neurologista, e há 2 anos é acompanhada pelo Hospital Sarah Kubitscheck, referência em reabilitação. Maria evoluiu muito com a ajuda destes profissionais”, detalhou Carmem, sobre os cuidados que a pequena Maria vem recebendo.

Mas existe um detalhe dentro do coração dessa garota, que acabou também nos conquistando ainda mais. Adorando dançar balé, essa é uma das atividades que auxilia ainda mais no seu desenvolvimento. Maria é uma criança que já tem uma paixão enorme por esportes e ama o mundo da moda.

Contando mais sobre os seus sonhos, Carmem chegou a confessar que tinha muito receio quando a garota comentava sobre o desejo de se tornar no modelo. Mas atualmente, vendo como essa pequena tanto luta por seus desejos, hoje sabe bem que não existe limites para os seus sonhos.

publicidade

E decidiram trabalhar muito ao lado da filha! Além de ser uma ótima dançarina quando falamos do balé, não pense que suas atividades se resumem a isso. A garotinha com muita garra, ainda faz judô e natação, sempre com muita força de vontade para conquistar o mundo. Carmem contou mais:

“Eu quero que ela seja inspiração para outras famílias. Eu quero mais é que ela seja vista, seja notada, quebre tabus e mande embora o preconceito. A inclusão social deve ser falada em todos os meios de comunicações, deve ter sua devida atenção, respeito e oportunidade. Ter deficiência não é ser inferior. O normal é ser diferente.”

Após aparecer em um vídeo mostrando que dança balé muito bem, Maria com certeza vem conquistando o coração de todos os brasileiros que chegaram a saber da sua história. E o mais importante de tudo, é que seu esforço não se limita apenas a si mesma.

Maria é uma das histórias de inspiração para várias outras crianças que podem se enquadrar em situações parecidas. Acreditar em seus sonhos, é o primeiro passo para estimular outras milhares de pessoas a fazerem o mesmo!

View this post on Instagram

⁣ A menina Maria @maria.fmayrink adora dançar balé e talvez não compreenda direito como a dança tem contribuído para melhorar os movimentos dela… e também vem ajudando a desenhar a história de superação da garotinha de 5 anos. (vídeo abaixo)⁣ ⁣ Ela teve um AVC intrauterino e aos dois meses de vida foi diagnosticada com paralisia cerebral. Maria é filha dos bancários Renato e Carmem Mayrink @carmem_mayrink – que interrompeu a carreira para cuidar da filha.⁣ ⁣ Nascida em Contagem, Minas Gerais, a menina se realiza com a roupinha de bailarina, as sapatilhas e os cabelos cuidadosamente arrumados para as aulas. E quem olha pra ela agora nem imagina as dificuldades que Maria já superou.⁣ ⁣ “Ela tem o lado direito comprometido, e faz acompanhamento com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, ortopedista e neurologista, e há 2 anos é acompanhada pelo Hospital Sarah Kubitscheck, referência em reabilitação. Maria evoluiu muito com a ajuda destes profissionais! Ela usa uma órtese na perna direita, para acertar a marcha, e evitar que o pé fique tão para dentro, mas sabemos que sempre ficará a sequela”, contou a mãe, Carmem, em entrevista ao SóNotíciaBoa.⁣ ⁣ E o balé ajuda bastante. Antes Maria não conseguia se levantar e caía com frequência. “A cada tombo (o equilíbrio não é perfeito – mas já melhorou muito), tínhamos que levantá-la. Ou a cada atividade sentada, tínhamos que colocá-la de pé”. Lembra Carmem.⁣ ⁣ Hoje Maria faz tudo isso sozinha. ⁣ ⁣ •⁣ ⁣ ✅ Leia a matéria completa no SoNoticiaBoa.com.br⁣ ⁣ •⁣ ⁣ #sonoticiaboa #noticiaboa #boasnoticias #bale #ballet #menina #movimentos #paralisia #paralisiacerebral #dancar #danca #superação

A post shared by Só Notícia Boa (GoodNews)🇧🇷 (@sonoticiaboa) on

publicidade

Fonte: Só Notícia Boa