Cachorrinha que não ficava em pé e estava coberta por pulgas surpreende o resgate após a sua recuperação

Uma verdadeira guerreira!

publicidade

Quem trabalha com resgate de animais sabe que essa é uma tarefa complicada e nada fácil, mas extremamente recompensadora. Afinal, poder salvar um bichinho e encontrar um lar para ele dá aquele quentinho no coração que nenhuma palavra do dicionário é capaz de traduzir.

E o caso de Annie McHound é um bom exemplo de resgastes que acontecem todos os dias, mas nem sempre ficamos sabendo.

A cachorrinha, que foi encontrada por uma família no canto do quintal em um dia quente de verão, tinha pouco menos de 3 anos e uma chance de vida baixíssima. Ela estava extremamente magra e com uma quantidade absurda de carrapatos pelo seu corpo.

publicidade

Te interessa?

Sem pensar duas vezes, os seus salvadores a colocaram em um pote grande de Tupperware e a levaram imediatamente para um centro de resgate de animais da cidade de St. Louis, nos Estados Unidos.

De acordo com a chefe do Stray Rescue of St. Louis, Donna Lochmann, a cadela estava muito mal quando chegou a encontrou. “Eu realmente não acho que ela teria durado muito mais tempo”, disse Donna em entrevista ao The Dodo.

Felizmente, a família pediu ajuda a tempo

De maneira extremamente ágil e profissional, a chefe do abrigo para animais ligou para a equipe avisando que ela estava a caminho com um animal em estado crítico.

publicidade

O primeiro passo para salvar a cachorrinha foi dar um banho, limpando-a completamente. Após a higienização, a equipe percebeu que Annie não conseguia ficar de pé sozinha. Então eles a enrolaram em um cobertor e a deixaram o mais confortável possível em um dos canis.

publicidade

Depois, os profissionais tentaram dar fluidos para o animal, mas como Annie não estava melhorando, eles resolveram mandá-la para um centro de emergência para fazer uma transfusão de sangue.

AMOR E CARINHO

Apaixonados por Annie, os membros da equipe do centro de resgate não viam a hora do retorno da cadelinha.

Quando voltou, ela ainda teve que passar a maior parte do tempo em uma câmara de oxigênio para fortalecer seus pulmões, que foram severamente danificados pela anemia.

publicidade

Além de todo o tratamento intensivo, o que ajudou Annie a se recuperar foi, sem dúvidas, o amor de todo mundo que cuidou da sua saúde. Extremamente dedicados, os profissionais do Stray Rescue of St. Louis estavam com ela a cada passo do caminho. Quando a cachorrinha não estava em sua câmara de oxigênio, a equipe a levava para fora e se sentava com ela ao sol.

Queríamos que ela desfrutasse de um pouco de ar fresco. E ela realmente adorou passar o tempo com a gente lá fora”, explicou Donna.

UMA LINDA RECUPERAÇÃO

Lentamente, Annie começou a ficar cada vez mais forte e quando seus pulmões finalmente ficaram saudáveis o suficiente para respirar sem a ajuda de uma câmara de oxigênio, ela foi transferida da clínica para uma área do abrigo onde poderia estar com outros animais.

publicidade

Foi quando ela finalmente começou a agir como um cachorro. Ela começou a fazer amizade com outros cães e adorava brincar com eles”, informou a chefe do abrigo.

Completamente saudável e ativa, Annie agora aguarda uma família que possa levá-la para casa. Enquanto isso, a cadelinha está feliz e brincando bastante com os seus aumigos em um orfanato para cães.

publicidade

A história de resgate de Annie ainda não acabou, mas todos no Stray Rescue of St. Louis estão orgulhosos de quão longe ela chegou, apesar de todas as probabilidades.

Por aqui, a gente torce para que ela seja adotada o mais breve possível!

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Fonte: The Dodo

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar