22 conselhos que todo mundo precisa ouvir antes de se casar
22 conselhos que todo mundo precisa ouvir antes de se casar

22 conselhos que todo mundo precisa ouvir antes de se casar

Você está realmente pronto?

publicidade

Casar é difícil. Manter o casamento, mais difícil ainda.

Porém, casais de sucesso têm suas fórmulas para manter o amor vivo e o respeito permeando  a relação.

O início de um casamento é o momento de estabelecer bons padrões que devem continuar pelo resto dos dias juntos.

publicidade

Dos pequenos gestos que mantêm o romance vivo até dicas sobre como superar os desafios que a maioria dos casais enfrenta…

Reunimos as melhores dicas para quem quer passar muitos anos sendo o amor da vida de alguém!

1. Mesmo nos piores momentos, presuma o melhor do seu parceiro.

Aconteça o que acontecer, é importante entender que seu parceiro provavelmente quer fazer o melhor.

publicidade

Mesmo se eles irritarem você com algo terrível, suas intenções provavelmente são puras.

É necessário manter a suposição de que seu parceiro, por mais imperfeito e irritante que pareça, tem os melhores resultados em mente, apesar do resultado.

Se você presumir que seu parceiro está fazendo o melhor que pode, é menos provável que haja culpa e decepção.

Haverá também um envolvimento ativo para resolver os problemas à medida que surgirem, pois vocês saberão que ambos têm os melhores interesses um do outro em mente.

2. Não burocratize a vida sexual.

Para qualquer pessoa que já pesquisou no Google quanto sexo deveria ter em seu relacionamento…

publicidade

É hora de se libertar dos números.

Pare de pensar se você fará sexo com seu parceiro várias vezes por semana.

Se a intimidade saudável acontece em metade do tempo em seu relacionamento, ou seja, carinho, flerte,  compartilhamento, apoio, desafio, exploração e há sexo…

Então, você está melhor do que metade dos casais do planeta.

3. Não fique em silêncio para punir seu parceiro.

Um dos traços que mais condenam um casamento, o silêncio é tão comum quanto incrivelmente corrosivo.

É o ato de desligar a mente durante uma discussão.

A pessoa que faz isso para de responder e mantém uma aparência calma, o que diz ao parceiro que ela não se importa nem um pouco com o que está ouvindo.

Sua tentativa é tentar acalmar as coisas, mas a maneira como faz isso é muito destrutiva.

O que fazer em vez disso? Peça uma pausa.

Diga a seu parceiro que você está se sentindo emocionalmente sobrecarregado e vá dar uma caminhada.

Então, volte à discussão, mais cedo ou mais tarde, e continue o discurso.

4. Só discuta se for produtivo.

Todos nós já ouvimos que discussões podem ser uma coisa boa em um relacionamento.

Mas, como você garante que elas sejam produtivas?

Desentendimentos saudáveis ​​são parte de um casamento em crescimento e evolução, desde que você o faça de forma justa.

Nada é pior para uma discussão do que um parceiro que se sente invisível.

5. Imprevistos vão acontecer. Prepare-se!

É importante que os parceiros entendam não têm bola de cristal.

Portanto, devem sempre reagir com flexibilidade.

Eventos, despesas e situações inesperadas surgem nos relacionamentos.

Se formos muito rígidos, o casal se desfaz.

A capacidade de um casal seguir o fluxo dá a ambos a oportunidade de aprender novas habilidades e de se conhecerem de maneiras inéditas. 

6. Gerencie os conflitos familiares com sabedoria.

Quando você se casa com alguém, também se compromete com toda a família.

Mantenha a educação, pelo menos. Nada separa uma parceria mais rápido do que se sentir que seu cônjuge odeia sua família.

Você deve, no entanto, manter uma distância saudável, se necessário.

Tenha um tempo determinado de convivência com eles e imponha limites, mas lembre-se de que eles são uma família, fizeram seu parceiro e não vão a lugar nenhum.

7. Esteja disposto a aprender com seus erros.

Alerta de spoiler: todos erram, dizem coisas estúpidas, entendem errado e se arrependem.

É como as pessoas reagem que define um relacionamento.

Se estivermos dispostos a aprender com nossos erros à medida que eles se relacionam com as necessidades e desejos de nosso parceiro, teremos sucesso.

A disposição de admitir erros e pedir desculpas sinceramente é uma chave importante para criar um vínculo mais profundo com nosso parceiro.

8. O dinheiro é importante, sim!

Todo mundo tem problemas de dinheiro. A melhor dica? Falar.

Sente-se e converse sobre quanto vocês ganham e para onde vai tudo a cada mês.

Quem gasta e quem poupa? Como poderão ser resolvidas grandes compras, férias, economias e planejamento futuro?

Fale muito sobre isso logo no início do processo de casamento.

Se você não está falando abertamente sobre dinheiro, não está construindo um futuro compartilhado.

Está deixando a janela aberta para que um monte de desconfiança se infiltre.

9. Esqueça o comportamento defensivo.

Muitos de nós ficamos na defensiva.

É um comportamento aprendido e que pode ser muito difícil de combater, mas é incrivelmente tóxico e leva a muitos ressentimentos e problemas de comunicação no casamento.

Como um casal pode remodelar seu pensamento?

Entenda que o casamento não é um jogo de tênis, em que você precisa rebater o tempo inteiro para fazer o outro errar.

10. Reserve tempo para o sexo.

Pode ser que sua vida sexual desapareça após ter filhos.

Felizmente, a solução é bastante simples: reserve um tempo para o sexo.

Estabeleça uma programação e cumpra-a, da mesma forma que outras atividades de autocuidado (por exemplo, ir à academia).

Os casais dizem que, quando programam o sexo, ficam um pouco excitados, pois se pegam fantasiando sobre seu parceiro e planejando maneiras divertidas de dar prazer um ao outro.

Não é tão pouco sexy quanto parece.

11. Você não pode mudar a outra pessoa.

Você está pronto para passar a vida inteira com todas aquelas manias que o deixam louco?

Porque elas não vão embora.

Sejam grandes falhas de personalidade ou pequenos hábitos irritantes, não é realista pensar que você será capaz de mudar essas características em seu cônjuge.

Esperar isso só fará com que seu relacionamento fracasse.

12. Marque encontros com seu parceiro.

Dissemos antes sobre reservar tempo para o sexo. Você pode fazer isso ao estabelecer encontros regulares também.

Certifique-se de marcar um encontro à noite pelo menos uma vez por mês com seu cônjuge.

É muito importante ter noites em que você não se preocupe com trocas de fraldas, pipoca derrubada ou acessos de raiva em público.

Não é preciso gastar muito para ter isso.

Você pode ter uma noite de Netflix no sofá ou uma caminhada planejada e intencionalmente aventureira.

O que importa é a intenção de passar um tempo divertido e tranquilo juntos.

13. Vocês devem ter a mesma opinião sobre ter (ou não ter) filhos.

Converse sobre ter (ou não ter) filhos, quantos ter e como você deseja criá-los.

Repare na família de seu futuro cônjuge antes de se casar.

Os pais são disciplinadores severos? Existem problemas de saúde mental? Uso de drogas? Alcoolismo?

Há tantas coisas que são transmitidas de geração para geração e que precisam ser consideradas.

14. O riso cura quase tudo.

Ficar de bom-humor requer um pouco de riso.

A melhor coisa que as pessoas podem fazer para manter um casamento feliz é rir juntos todos os dias.

Se o casal puder rir junto, mesmo quando quiser chorar de frustração, pode superar qualquer coisa.

15. Lembre-se de que o casamento é um contrato legal.

Mais do que uma mudança no status do relacionamento, casar é um contrato legal que muda os interesses financeiros e legais de cada cônjuge literalmente da noite para o dia.

A maioria das pessoas não celebraria um contrato que tem um impacto significativo em suas vidas diárias sem entender completamente o que está assinando.

Apesar disso, muitas pessoas ainda se casam sem perceber totalmente o impacto legal.

Quando você compra um imóvel após a data do casamento usando o dinheiro que economizou antes de se casar, por exemplo, a lei presume que você e seu cônjuge estão comprando o imóvel juntos.

16. Valide os sentimentos do seu parceiro.

Validação é uma das coisas mais importantes que os casais podem fazer um pelo outro.

Ouvir e ser ouvido com respeito atende a uma necessidade básica de conexão.

Não há problema em discordar, contanto que você respeite as emoções do outro.

Casais saudáveis ​​sabem que os sentimentos não são certos ou errados, verdadeiros ou falsos.

17. Assuma total responsabilidade por suas próprias emoções.

Não é função de seu cônjuge fazer você feliz.

Você é responsável por encontrar sua própria felicidade.

Por meio disso, sua alegria se espalhará em seu relacionamento e em seu amor.

18. Pare com a obsessão de estar certo sempre.

A necessidade compulsiva de estar certo pode ser incrivelmente destrutiva em um relacionamento.

Ela cria medo e ressentimento entre os casais e acaba desgastando o relacionamento com o tempo.

Quando os casais se respeitam, eles podem aceitar não estar certos em nome de manter um equilíbrio saudável.

Casais bem-sucedidos sabem escolher suas batalhas.

Eles entendem que a proximidade significa mais do que estar certo, às vezes.

19. O divórcio é lento e caro.

Os casamentos são conhecidos por seus preços absurdos, mas também custa uma quantia alta desfazer as núpcias.

Pense nos honorários dos advogados.

Claro, cada situação é diferente, mas raramente os divórcios são consensuais.

Pode demorar um ano ou mais para finalizar um divórcio.

20. Foco nos detalhes sinceros.

Pequenos gestos têm muito peso e, para casais que têm respeito mútuo, esses pequenos gestos são naturais.

Um simples bilhete de amor, um abraço um pouco mais longo ou um beijo de despedida podem fazer seu parceiro se sentir validado e apreciado.

Uma pequena mensagem ou e-mail por dia pode fazer o coração de seu amor disparar.

Certifique-se de incluir um detalhe íntimo e sincero em suas palavras, como uma forma fundamental de aumentar seu vínculo.

21. Reconquiste todos os dias.

Nunca tome seu parceiro como garantido.

Quando você se casar, você prometerá ser alguém de valor. Mantenha isso no dia a dia.

O amor da outra pessoa será o tesouro mais importante e sagrado que lhe foi confiado.

Você foi escolhido. Nunca se esqueça disso e nunca seja preguiçoso no seu amor.

22. Dê espaço para o seu parceiro.

É importante apoiar seu cônjuge, mas você também não pode pairar sobre eles com suas asas e tentar resolver todos os problemas deles.

Casais que têm respeito mútuo acreditam nos pontos fortes um do outro.

Eles têm fé suficiente um no outro para saber quando dar um passo atrás e deixar o outro cuidar de algo por conta própria.

Eles sabem quando precisam abrir mão do controle e deixar seu parceiro descobrir as coisas por si mesmos!