in

Como aproveitar a vida (mesmo quando for tirar o lixo)

Eu não sei você, mas sempre que eu sou convidado para uma confraternização, quando o jantar termina e começamos a limpeza da bagunça, eu sempre fico aliviado por ter uma tarefa definida: coletar os copos, limpar a mesa, separar os recicláveis.

Mesmo que a minha tarefa fosse ter que esfregar uma assadeira, ela seria bem-vinda.

Prefiro isso a ficar sentando me sentindo um inútil enquanto o anfitrião faz tudo.

Mas mesmo deixando essa situação de lado, há um certo prazer em se encontrar realizando uma tarefa, a menos que você esteja determinado a odiá-la.

Em outros contextos, tarefas igualmente básicas podem parecer irritantes e desagradáveis.

Às vezes, por nada, deixo uma pilha de livros perdidos na escada por três dias, ou uma cesta de meias lavadas desdobradas até que minha gaveta de meias fique vazia.

Por que não ter o mesmo prazer nesses pequenos trabalhos rotineiros?

como aproveitar a vida
Você consegue aproveitar a vida enquanto espera seu café ficar pronto? Crédito: mentatdgt | Pexels.

É tudo questão de contexto, eu suponho — se as tarefas domésticas da vida pudessem, de alguma forma, fazer parte de um esforço de limpeza pós um jantar com os amigos, todos os dias seriam uma sequência de pequenos prazeres.

O hábito de ter um pequeno prazer, até mesmo em tais tarefas, seria uma mudança de vida, porque a maioria das atividades que fazemos durante um dia típico não é feito com prazer: lavar roupa, atividade física, trabalho de escritório, lavar louça, tirar pó.


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 passos para realizar sonhos aparentemente impossíveis

Um estilo de vida minimalista não é sobre suas posses