10 hábitos perigosos que sugam sua RESILIÊNCIA e você nem percebe

A resiliência é um superpoder da nossa mente. Use-o!

10 hábitos perigosos que sugam sua RESILIÊNCIA e você nem percebe
10 hábitos perigosos que sugam sua RESILIÊNCIA e você nem percebe

O que você entende por resiliência? Você já viu aqueles palhacinhos com corpo de mola? Brinquedo que você pode pressionar e esticar a vontade que não sofrerá nenhum dano?

Assim é a resiliência na física: a capacidade que um material tem de voltar ao seu estado original depois de uma força ou pressão colocada sobre ele.

Mas para a psicologia, a resiliência significa outra coisa

O conceito define a capacidade de uma pessoa de enfrentar e superar dificuldades transformando a si mesma em alguém mais forte no processo.

Devemos tomar cuidado! Alguns hábitos que passam despercebidos no dia a dia podem enfraquecer a sua resiliência com o tempo. Confira:

hábitos que sugam a sua resiliência (1)

1. Evitar situações difíceis e confrontos

Se uma pessoa munida com resiliência é capaz de lidar com situações adversas, fugir de qualquer questão e evitar confrontos é caminhar no sentido contrário.

Você passa a sentir medo e insegurança e é só uma questão de tempo até recuar diante dos problemas. Quando se pegar hesitando demais, lembre-se: não adie, mesmo as menores questões.

Por mais difícil que seja, vencer cada desafio é o que torna você mais forte.

16 hábitos diários que só as pessoas ALTAMENTE bem-sucedidas têm

2. Manter pessoas tóxicas e negativas no seu convívio

Esse é um hábito delicado, afinal, você pode achar que precisa conviver com aquelas pessoas que só sugam a sua energia. Não precisa e não há nada de errado nisso.

Relações saudáveis trazem efeitos saudáveis para ambas as partes. Por isso pense com cuidado se as pessoas a sua volta te incentivam e acreditam em você.

As experiências da vida são combustível de aprendizado para potencializar a sua resiliência. Mas ao dar espaço para o negativismo dos outros, o desânimo e a descrença em si mesmo começam a brotar.

3. Remoer preocupações e não buscar incentivos que revitalizem você

É muito bom ser independente e resolver as questões por si só. Ainda assim, não deixe suas preocupações tomarem conta de você.

hábitos que sugam a sua resiliência (3)

Converse com alguém confiável e abra o coração. Buscar incentivos revitalizantes só empoderam ainda mais a sua capacidade de resiliência.

E nada como ver um outro ângulo dos problemas. Desabafar é tirar o peso das suas costas, receber incentivos e compartilhar experiências positivas.

15 flores que ATRAEM boas energias para dentro de CASA

4. Não desistir da zona de conforto

Uma coisa que minha mãe sempre diz é que a zona de conforto não tem nada de confortável.

E isso por um simples motivo: você não faz mudanças, não se desenvolve, não experimenta o novo e fica preso às mesmas rotinas e hábitos de sempre.

É como aquele seu vizinho que reclama dos preços do mercado do bairro e continua a comprar no mesmo lugar. Não mudar não vai adiantar. Reclamar também não.

A resiliência leva você para lugares nunca antes alcançados, sabe por que? Porque surge a coragem para avançar na direção dos seus objetivos.

Então já sabe, se deseja estudar, trabalhar, pedir ele ou ela em casamento, fazer um intercâmbio ou fazer algo completamente diferente, abandone sua zona de conforto.

5. Não agradecer com mais frequência pelas pequenas coisas

Você se lembra quando foi a última vez que agradeceu por alguma coisa ou alguém no seu dia a dia?

hábitos que sugam a sua resiliência (1)

Até parece que nada acontece ou que é preciso coisas mais grandiosas para chamar a nossa atenção. Mas não é preciso buscar por grandes feitos na memória.

No começo de fevereiro me peguei sorrindo por uma mensagem de aniversário. Nela, uma pessoa especial me falava sobre coisas que tínhamos aprendido mutuamente. Eu agradeci.

Não foi só uma mensagem, não para mim. E você pode analisar, é mais fácil se sentir grato por grandes acontecimentos. Por outro lado, não se esqueça das coisas que pareçam pequenas na aparência e são enormes no significado.

10 dicas práticas para SUPERAR pensamentos negativos começando hoje

6. Ser otimista ao decidir, mas não considerar os contras como o outro lado da moeda

O bom de ser otimista, é que você acredita que as coisas vão dar certo. Você hesita menos em tomar decisões. O hábito que pode atrapalhar a sua resiliência consiste em não considerar os contras com a mesma ênfase.

Quando apenas tentamos ver o melhor de tudo sem balancear os riscos e outras possibilidades, há grande chance de sofrer pelas expectativas criadas.

Se você analisar os prós e os contras na mesma medida, será capaz de lidar melhor caso o resultado não seja o esperado. E além disso, criará condições para pensar em soluções e novos caminhos para realizar o que deseja.

7. Mentir para si mesmo (a) sobre o comportamento de outras pessoas

hábitos que sugam a sua resiliência (1)

Quanta pressão emocional será que o seu coração aguenta?

Não somos de brinquedo como o palhacinho com corpo de mola. Se alguém pisar nos seus sentimentos, o tombo e o tempo de recuperação podem ser longos.

A questão é parar de mentir para si mesmo (a) sobre comportamentos que você não tem controle. Afirmações como: “Foi só dessa vez”, “Ele/ela vai mudar se eu ceder de novo”, “Se eu fizer isso vai ser melhor”…

Não coloque nas suas costas a responsabilidade de gerar mudanças que não cabem a você. As pessoas precisam ter o desejo de transformar positivamente a si mesmas. E mentir para desculpá-las não resolve o problema.

10 sinais de que você tem medo de ser abandonado – e como superar isso DE UMA VEZ

8. Ser ótimo conselheiro, mas na hora de aplicar…

Você não pode ver ninguém com problemas que já levanta a bandeira do apoio. E que ótimo ser alguém tão confiável. Só não se esqueça de fazer o mesmo pelas próprias questões.

Sei que, às vezes, é mais fácil olhar para o problema de fora, quando não se está no olho do furacão. Mas seus conselhos devem valer para você também.

hábitos que sugam a sua resiliência (2)

O bom de compartilhar experiências de vida é que podemos aprender e ensinar meios de transformar as dificuldades. E quanto mais você aplica aquilo que indica para outras pessoas, mais preparado se torna para enfrentar os desafios.

10 exemplos de empatia que todo mudo deveria COPIAR e praticar

9. Fugir da autoanálise

Da autoanálise surge o autoconhecimento e o autodomínio. Quando você se conhece bem, sabe quais defeitos precisa trabalhar e quais qualidades usar a seu favor.

A capacidade de superar as dificuldades que a resiliência proporciona é elevada com a autoanálise. Você passa a ter mais autoconsciência da sua responsabilidade sobre as causas e efeitos da sua vida.

Se você tem fugido da autoanálise, talvez por estar mentindo para si mesmo (a) por qualquer motivo que seja, mude de atitude.

Ao abandonar esse hábito, você passa a agir de forma mais concreta sobre as próprias questões pessoais. Sem contar que atua de forma mais flexível no dia a dia.

13 dicas para se recuperar por COMPLETO após um treino PESADO

10. Buscar respostas para tudo o que não dá certo o tempo todo

hábitos que sugam a sua resiliência

Vai por mim, eu já fui assim. Achava que tinha que ter respostas sobre tudo, principalmente quando as coisas não davam certo.

E então me pegava completamente frustrada por não ter respostas prontas. E quando tem a ver com relações humanas, os resultados são ainda mais imprevisíveis.

Independente de ter ou não uma explicação sobre tudo, prefira focar na reação que você vai ter diante das circunstâncias. E que seja a mais positiva possível e que coloque você em movimento, sempre em frente.

A resiliência é o seu superpoder, use sem moderação! Compartilhe com os seus amigos!

Você concorda que tais hábitos podem nos tornar menos resilientes? Comente e compartilhe suas experiências com a gente!