Idoso oferece jantar de Ação de Graças há 44 anos para sem tetos

Há 44 anos tocando corações.

Idoso oferece jantar de Ação de Graças há 44 anos para sem tetos
Idoso oferece jantar de Ação de Graças há 44 anos para sem tetos

Nos Estados Unidos, desde sua fundação, é cultivado o dia de agradecer a Deus pelas bênçãos recebidas. Esse ato acontece todos os anos no Dia de Ações de Graças. O dia é marcado pela família reunida, muita diversão e gratidão. 

A rotina desse feriado não é diferente para o senhor Marty Rogers, de 66 anos, ou Santo Marty, como é conhecido em sua comunidade. A diferença do dia dele para o dos demais cidadãos, é a quantidade de pessoas que sentam a sua mesa para render graças. 

Isso porque ele celebra este dia há 44 anos em uma paróquia próxima a sua casa, a Igreja da Imaculada Conceição, juntamente com todos aqueles da vizinhança que quiserem participar.

Te interessa?

“Em 1977, havia um centro para idosos no salão da igreja, e uma equipe nossa que estava envolvida na igreja disse por que não tentamos falar com o centro e dizer: ‘Será que algum dia poderíamos abri-lo no Dia de Ação de Graças Dia?'”, descreve ele como tudo começou.

 

E desde então a celebração não para. “Este é o nosso 44º ano consecutivo, nunca perdido, de um jantar de Ação de Graças”, destaca Rogers. Os participantes antes se restringiam aos idosos do bairro, mas com o tempo ele passou a convidar os sem tetos.

A celebração de todos

“Eles entram pela porta, são bem-vindos, recebem um crachá. E eu posso bancar o maitre. ‘Como está a comida?’ ‘Está tudo bem com vocês?’ E, no final, eles voltam com pedaços de tortas. Adoro ver as pessoas dizerem ‘Não consigo comer mais’.”, brinca o anfitrião do jantar. 

Idoso oferece jantar de Ação de Graças há 44 anos para sem tetos
Idoso oferece jantar de Ação de Graças há 44 anos para sem tetos

Hoje o evento é organizado não só pelo Marty, como por toda a sua família. Os filhos comentam como desde sua infância seu feriado era totalmente diferente dos das demais crianças. Os filhos desde de pequenos ajudam na ação como garçons, recepcionistas…

Eu provavelmente tinha uns 5 anos, então não sabia soletrar muito bem e era garçom, então andava até as mesas das pessoas e apenas desenhava o que elas pediam. Eu desenharia um pouco de peru … ou criaria um símbolo para o molho de cranberry.”, lembra com saudosismo Joe Rogers, filho do Marty.

Ação que aquece o coração

Para mim, o Dia de Ação de Graças sempre foi uma grande celebração com mais de 250 pessoas”, continuou ele. “Nunca foi nada além disso.”

Eu descreveria meu pai como alguém que realmente incorpora o espírito de doação, em todos os aspectos, e sabe a importância da comunidade, de tratar as pessoas com dignidade e respeito”, diz a filha do Santo Marty descrevendo a ação de seu pai.

As ações para ajudar os sem teto não se restringem ao Dia de Ação de Graças, mas são cotidianas. Durante a pandemia do COVID-19 enquanto as pessoas estavam confinadas, ele estava na rua, provendo as necessidades daqueles que não tinham casa.

Quando a pandemia veio, ninguém estava nas ruas, era uma cidade fantasma. Mas na rua estão todos os sem-teto. Não são apenas sem-teto. São pessoas sem-teto. Eles caíram nessa condição. Não sabemos por que e como.”, concluiu o herói das ruas do Bronx.

Fonte: Today

Veja mais ›
Fechar