Mãe morre após dar à luz e pessoas criam corrente do bem para ajudar pai e filha órfãos
Mãe morre após dar à luz e pessoas criam corrente do bem para ajudar pai e filha órfãos

Mãe morre após dar à luz e pessoas criam corrente do bem para ajudar pai e filha órfãos

A corrente de solidariedade se fortalece a cada doação e mensagem de incentivo.

publicidade

Como disse uma vez o dramaturgo belga Maurice Maeterlinck (1862-1949), “o destino fecha às vezes os olhos, mas bem sabe que para ele voltaremos depois, e que é ele que terá a última palavra“.

A história que contaremos a seguir é daquelas que causam um aperto no coração, mas ao mesmo tempo um certo acalento, por ser um exemplo de generosidade e empatia entre as pessoas nos momentos mais difíceis.

Bruna sempre sonhou em ser mãe e por seis anos tentou diversas vezes, sem sucesso. Em duas ocasiões a gestação não foi adiante até que na terceira ela deu à luz Sophia Balbo Conagin, nascida há apenas três meses.

publicidade

Pouco depois do parto, Bruna teve diversas complicações que fragilizaram bruscamente seu quadro de saúde. Sem forças para resistir, ela infelizmente faleceu.

Uma pena ela não ter conseguido curtir por muito tempo a filha que a gente tanto sonhou ter“, disse Gabriel, marido de Bruna.

A perda trágica da esposa expôs o futuro incerto de Gabriel, que teria de criar a filha recém-nascida sozinho. Além disso, o pai dele luta contra um tumor raro na medula óssea e a mãe tem mal de Alzheimer, uma doença neurodegenerativa.

publicidade

Tantas sucessões de acontecimentos negativos e adversidades familiares desafiou o senso de esperança do pai de Sophia. Mas ele não esmoreceu! Com a ajuda dos padrinhos, o casal Fernanda Blanco e Felipe Diniz decidiu motivá-lo com uma campanha virtual.

Amigo de infância de Gabriel, Felipe é apresentador do Globo Esporte de São Paulo (SP). Já Fernanda era amiga de Bruna e também da Nati Vozza, uma digital influencer com mais de 1 milhão de seguidores nas redes sociais.

Juntos, eles começaram uma campanha para ajudar pai e filha órfãos.

Fernanda teve a ideia de criar essa vaquinha na internet. Os dois começaram a divulgar e criou-se essa comoção toda, essa corrente do bem de gente que se preocupou com a nossa situação. Uma dessas pessoas foi a Nati Vozza, que também é amiga do Felipe e da Fernanda e que deu outra turbinada na divulgação”, disse Gabriel.

publicidade

Foi criada uma campanha de financiamento coletivo (vaquinha virtual) para comprar uma casa para a família e garantir ajuda profissional para os pais de Gabriel, além de uma vida confortável para Sophia, que infelizmente amadurecerá sem a presença de sua mãe.

Tudo na vida tem um propósito e estou tentando me apegando nisso para continuar firme, tocando a minha vida e dando o melhor possível pra Sophia. Toda essa comoção serviu pra mostrar que ainda dá pra acreditar em um mundo um pouco melhor”, disse Gabriel.

Até aqui, cerca de 3 mil pessoas já fizeram alguma doação. “Serei eternamente grato! Espero que Deus possa retribuir tudo o que estão fazendo por mim e pela Sophia. Todo esse carinho que temos recebido tem me dado muita força. Espero, de alguma forma, poder ajudar quem precise no futuro, fazer algo parecido com o que estão fazendo com a gente agora”, falou Gabriel.

A corrente de solidariedade se fortalece a cada doação e mensagem de incentivo. Tudo isso tem se convertido a curto e longo prazo em uma vida mais estável para a pequena Sophia.

Tudo o que eu quero é que a Sophia tenha um futuro maravilhoso. Ela é uma menina especial e não merece nada menos que isso. E, com certeza, eu vou estar sempre ao lado dela, acompanhando, dando carinho e o suporte que ela precisa pra que se torne uma boa pessoa, assim como era a Bruna”, finalizou o papai coruja.

Fonte: Razões para Acreditar

Compartilhe o post com seus amigos!