Médicos salvam vida de recém-nascido com uma impressão 3D

Sabe quando falam que a cabeça foi feita para pensar? Algumas pessoas conseguem ir mais além disso e conseguem ser verdadeiros anjos em ação por quem precisava. Dessa vez, foram alguns médicos do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), no estado do Rio de Janeiro, que tiveram uma ideia simplesmente brilhante para ajudar um bebê recém-nascido […]

Médicos salvam vida de recém-nascido com uma impressão 3D
Médicos salvam vida de recém-nascido com uma impressão 3D

Sabe quando falam que a cabeça foi feita para pensar? Algumas pessoas conseguem ir mais além disso e conseguem ser verdadeiros anjos em ação por quem precisava.

Dessa vez, foram alguns médicos do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), no estado do Rio de Janeiro, que tiveram uma ideia simplesmente brilhante para ajudar um bebê recém-nascido cardiopata.

Ryann, que nasceu em fevereiro tinha uma cardiopatia grave que precisava ser estudada com muito afinco por ser um procedimento que ainda não tinha ocorrido.

Em palavras mais simples, o bebê nasceu com uma coarctação da aorta grave, que é quando uma das artérias principais tem um afunilamento e acaba forçando o bombear do coração por ser estreita demais.

Além de haver um grande risco do Ryann ter uma insuficiência cardíaca, muitos outros problemas existiam e estavam colocando a sua vida em risco.

Pensando em uma forma de estudar o seu pequeno coraçãozinho, os médicos de redobravam em muitas conversas atrás de uma solução que pudesse reverter esse problema.

Fizeram muitos exames e tinham muitas imagens do coração. Mas mesmo assim, o caso era complicado demais para ser solucionado apenas com algumas fotos.

Foi então que tiveram a incrível ideia de usar uma impressora 3D para criar uma réplica de como era o coração do pequeno Ryann. Teriam uma réplica do coração do garoto em mãos!

Uma tecnologia “simples” que acabou salvando sua vida

Com o exame em imagens, conseguiram detalhar cada parte daquele músculo que tinha o tamanho bem maior por causa da cardiopatia e usaram as cores para ajudar nas estratégias de uma cirurgia bem sucedida.

Aurea Grippa, cardiopediatra e gerente médica do Serviço de Cardiologia Pediátrica do CHN, chegou a detalhar mais, dizendo:

“O modelo tridimensional foi construído exatamente por não ser um caso comum dentro do espectro da doença. O calibre começa a se reduzir bem precoce, e isso traz uma complicação no manuseio para o cirurgião muito importante”.

“Nesse caso específico, a peça contribui muito para que possamos ter a visão anatômica em tamanho real do coração pediátrico para o planejamento correto da cirurgia proposta”, concluiu.

Médicos salvam vida de recém-nascido com uma impressão 3D
Infográfico elaborado pelo Hospital Niterói que detalha a réplica do coração do pequeno Ryann.

Como chegamos a falar mais acima, a cirurgia do pequeno Ryann aconteceu ainda no mês de fevereiro e acabou sendo um verdadeiro sucesso.

Depois de precisar ficar internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal do hospital, 14 dias após a cirurgia, o pequeno guerreiro recebeu alta e voltou para casa.

Ainda que possa ser uma “solução simples”, essa impressão 3D fez toda a diferença no problema do pequenino, pois ele seguirá tendo uma vida normal, como qualquer criança que nasce sem problemas no coração. Ele não teve nenhuma sequela!

Fonte: G1

publicidade