No mundo das taças, quais são e quando devem ser usadas? Saiba como valorizar seus vinhos
No mundo das taças, quais são e quando devem ser usadas? Saiba como valorizar seus vinhos

No mundo das taças, quais são e quando devem ser usadas? Saiba como valorizar seus vinhos

Saiba quais são os tipos de taças para vinhos e seus objetivos na hora da degustação!

publicidade

Se você é um novato no mundo dos vinhos, com certeza você já tenha se visto em frente a uma prateleira de taças e se perguntou: por que há tantos tipos de taças?

Por isso, para um iniciante, escolher uma taça é tão complicado quanto escolher qual tipo de vinho vai tomar. 

Mas até mesmo os estudantes de vinhos com alguma prática, podem hesitar diante da variedade do mercado. 

publicidade

Como começar a entender sobre tipos de taças?

A primeira coisa que você deve fazer é entender por que há tantos formatos de taças diferentes

Da mesma maneira que você determina qual tipo de roupa ajuda a valorizar seu corpo, para tirar o melhor proveito de uma garrafa de vinho, você precisará escolher a taça ideal. 

Isso porque, após muitos estudos, os recipientes das taças foram desenvolvidos para conduzir o vinho para a boca e para o nariz de maneira a realçar aromas, sabores e cores, assim influenciando no resultado. 

Por isso, quando uma pessoa tem um paladar aguçado, sentirá a diferença ao beber um mesmo vinho em taças diferentes. 

publicidade

tipos-de-taças-vinho

Existem taças para cada tipo de vinho?

Como cada tipo de vinho possui características únicas, isso dependendo da uva com que é produzido, alguns estudiosos de vinhos falam que é necessário ter um taça para cada tipo. 

Quer um exemplo disso? A marca austríaca Riedel é uma das que acredita nesse estudo, possuindo cerca de quatrocentos tipos e tamanhos de taças, uma para cada espécie de uva e região do mundo. 

É nessas horas que você se pergunta: eu preciso saber ou ter todos esses tipos de taças? 

Segundo o representante da fabricante de taças Spiegelau chamado André Wollny, o consumidor comum, em casa, pode ter uma menor variedade de taças sem perder o prazer de beber um bom vinho. 

Por isso, para você que é iniciante em apreciar vinhos, o caminho é simplificar. De acordo com André Wollny, o iniciante pode ter em sua casa apenas as taças adequadas para os vinhos que ele gosta de beber. 

publicidade

A primeira coisa que você pode fazer é ter uma taça “coringa”, uma taça desenvolvida para degustações técnicas e que serve para qualquer tipo de vinho. 

tipos-de-taças-vinho

Depois de comprar sua primeira taça, é aconselhável que você tenha quatro modelos básicos, são elas:

  • 1 taça para brancos;
  • 2 para os diferentes tipos tintos (Bordeaux e Borgonha);
  • 1 para espumantes. 

Se você quiser ir além, compre uma para rosados e uma para doces. 

Quais são os materiais de fabricação das taças?

Antes de adquirir as suas taças, você precisa prestar atenção a alguns detalhes.

O primeiro é em relação ao material das talas, por isso, deixe de lado qualquer uma que não seja completamente transparente. 

Parte do prazer de degustar um vinho, olhar para suas tonalidades, pois elas dão dicas sobre o tipo de uva e idade da bebida. 

Existem basicamente três opções, são elas:

  • Cristal;
  • Cristal de Vidro;
  • Vidro.

A diferença entre elas está na presença e no teor de chumbo, metal usado na fabricação das taças. 

tipos-de-taças-vinho

Por exemplo, a de cristal tem até 24 % de chumbo, enquanto a de cristal de vidro tem cerca de 10% e o de vidro não tem. 

O chumbo na fabricação dá mais leveza, delicadeza e sonoridade nas taças, além de fazer com que a espessura seja mais fina. Além disso, as taças de cristal também são mais porosas. 

Mas não se preocupe, pois esse fator é positivo, pois ao girar um vinho enquanto o degustamos, você forçará as moléculas contra a parede áspera, assim quebrando-as para obter grande concentração de aromas. 

Quais são os tipos básicos de taças para vinho?

Existem dois tipos comuns de recipientes para vinho tinto, o Bordeaux e o Borgonha. Essas taças são batizadas com esses nomes por causa das famosas regiões produtoras da França. 

1 – Bordeaux

As taças Bordeaux foram fabricadas para vinhos mais encorpados e ricos em tanino, feitos principalmente a partir da uva Cabernet Sauvignon. 

tipos-de-taças-vinho

Esse tipo de taça possui o bojo grande, mas tem a borda mais fechada para evitar a dispersão de aromas, assim concentrando-os. 

Já a aba é fina, direcionando o vinho para a ponta da língua, permitindo que a untuosidade e os sabores frutados dominem antes que os taninos sejam direcionados para a parte de trás da boca da pessoa. 

2 – Borgonha

Os vinhos da Borgonha são mais complexos e concentrados, pois são produzidos principalmente com a uva Pinot Noir

Portanto, essa taça tem um formato balão, ou seja, com bojo maior em comparação com a Bordeaux, assim o vinho terá mais contato com o ar, o que permite que o buquê se libere mais rápido. 

Esse tipo de taça foi feito para que o vinho chegue muito próximo  do nariz. O formato dela direciona o fluxo acima da ponta e do centro da língua, com isso, diminuindo a acidez e acentuando as qualidades mais arredondadas e maduras do vinho. 

3 – Taças para Vinhos Brancos

Esses tipos de taças têm um corpo menor do que as taças fabricadas para vinho tinto. O vinho branco precisa ser consumido em temperaturas mais baixas e em um recipiente menor, permitindo assim menos troca de calor com o ambiente. 

tipos-de-taças-vinho

4 – Taças para Vinhos Rosados

Os vinhos rosados possuem os taninos dos tintos, mais os aromas dos brancos. Por isso, a taça para esse tipo de vinho costuma ser menor que a dos brancos, mas com bojo maior. 

E taça tem o objetivo de acentuar a acidez do vinho, assim equilibrando sua doçura. Por tanto, se você não tiver uma taça específica para o vinho rosado, pode usar uma para vinho branco. 

5 – Taças para Vinhos Doces e Fortificados

Estas taças possuem bojo pequeno, justamente porque as pessoas consomem vinhos doces e fortificados em quantidades menores. 

Elas também são mais estreitas na parte superior, assim, seu design ajuda a conduzir o fluxo da bebida diretamente para a ponta da língua, região onde os sabores doces são mais percebidos.

6 – Taças ISO (International Standards Organization)

A taça ISO foi criada em na década de 70. Ela é uma espécie de taça coringa, pois serve para todos os tipos de vinho. 

É muito utilizada por pessoas que fazem degustações técnicas, para que possa ser mantida uma referência entre diversos tipos de fermentado. 

tipos-de-taças-vinho

Por isso, esse tipo de taça pode ser um dos melhores modelos para começar o seu acervo, pois ela é relativamente pequena e totalmente cristalina. 

7 – Taças para Espumantes e Champagnes

Para um espumante ou um champagne, a taça adequada é a que chamamos de flûte ou flauta. 

Esse tipo de taça serve para que as pessoas possam apreciem as borbulhas ou perlage. 

A taça fina direciona a efervescência e os aromas para o nariz, enquanto controla o fluxo acima da língua, assim sempre mantendo o equilíbrio entre a limpeza da acidez e a saborosa profundidade. 

Além disso, quanto mais bojo tiver a taça, melhor, pois se for reta demais no sentido longitudinal não irá realçar os aromas. 

***

Gostou de saber mais sobre os tipos de taças? Conte para nós o que achou desse primeiro contato com o mundo vinhosvinho.