Técnico de enfermagem atravessa correnteza de rio para vacinar idosa

A alegria da senhorinha é mesmo o ponto ápice dessa história!

Técnico de enfermagem atravessa correnteza de rio para vacinar idosa
"Técnico de enfermagem atravessa correnteza de rio para vacinar idosa". Fotos: Arquivo Pessoal do João

Nessa batalha contra o coronavírus estamos todos juntos! E quem tanto está a trabalhar nessas últimas semanas são os responsáveis pela aplicação das vacinas.

Vezes ou outra nos deparamos com situações difíceis que poderiam ser “barreiras” para tudo isso. Mas os nossos profissionais de saúde estão se mostrando ser não só profissionais, mas ainda mais humanos.

Dessa vez foi o técnico em enfermagem João Bezerra da Silva, de 34 anos, que mostrou não só carinho pelos moradores da região e não poupou esforços.

Te interessa?

Participando da atual campanha de vacinação do município do Cariri, no estado da Paraíba, havia uma idosa de 78 anos que precisava ser vacinada e estava do outro lado de uma parte que o São Francisco passa pela região.

A espera do João, a senhorinha ainda aparece do outro lado do rio em um vídeo que um de seus parceiros chegou a fazer enquanto atravessavam com cuidado a correnteza do rio em meio as pedras.

“A gente faz o possível para levar uma dose de esperança pra essa população que mais é necessitada, principalmente da zona rural”, conta o João sobre o que fazem.

A aplicação do imunizante nessa senhorinha em específico aconteceu ainda no começo da semana. O que era para ser uma rotina normal como as outras, o trajeto acabou sendo um pouco mais difícil por causa do rio.

Embora seja uma parte rasa, é possível ver que há muitas pedras e que a correnteza não é bem tão fraquinha assim. Quando o João atravessa, ele tira até as sandálias para não atrapalhar. 

O mais inspirador de tudo, é o pensamento desse técnico em enfermagem quanto ao que chegou a fazer. Para ele, não é uma idosa a mais já imunizada, e sim uma família mais segura.

Além de ser inspirador, também é um gesto bastante acalentador

“Pra mim, foi recompensador. Tinha duas acompanhantes com ela. Elas [as três] ficaram pulando de alegria. Não acreditavam que a gente [ele e o agente de saúde] ia atravessar. E eu disse ‘a senhora não vai esperar o rio baixar’. A alegria dela, o sorriso não tem preço”,  conta o João sobre o momento.

Outra coisa que o técnico de enfermagem chega a falar, é que não olha para apenas a senhorinha. Mas também pela sua família, que sente mais uma dose de conforto acerca da proteção de quem tanto amam. 

Para ele, “cada dose aplicada, é uma família a menos preocupada”, relembra o João. E isso não deixa só os envolvidos felizes, como também nos anima a saber que mais pessoas estão sendo protegidas e abraçadas com tanto carinho.

Que possamos ser sempre assim, positivos, humanos e altruístas. Aliás, são pessoas que amamos e que precisam de nosso apoio mais que nunca.

Fonte: G1

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar