atitudes-que-toda-mulher-precisa-ter-se-pretende-ser-uma-ceo

8 atitudes que toda mulher precisa ter, se pretende ser uma CEO

Pronta para mudar sua história?

publicidade

Você é mulher e que ser uma CEO? A representação de mulheres em cargos de alta gerência aumentou ao longo dos anos. Mas os obstáculos ainda persistem.

Em Alice no País das Maravilhas, a Rainha de Copas diz a Alice: “Minha querida, aqui devemos correr o mais rápido que pudermos apenas para ficar no lugar. E se você deseja ir a qualquer lugar, você deve correr duas vezes mais rápido”.

Isso é especialmente verdadeiro no caso de mulheres que aspiram à posição de CEO.

publicidade

O caminho é árduo

As mulheres enfrentam barreiras à ascensão profissional. Principalmente, em setores que são tradicionalmente dominados por homens.

Porém, há um crescente conjunto de evidências que indicam que ter mulheres em posições de liderança é bom para os resultados financeiros.

É necessário que haja uma mudança significativa no mundo corporativo antes que os benefícios da diversidade de gênero sejam totalmente adotados.

Ainda assim, algumas atitudes suas podem ajudar a tornar isso realidade um pouco mais rapidamente.

publicidade

Atitudes que qualquer mulher que deseja ascender a CEO deve adotar

1. Pode soar brega, mas: acredite no seu potencial.

Concentre-se nas oportunidades, não nos obstáculos. Se você enfatizar as barreiras e se enxergar como uma vítima, estará fracassando logo no início.

Assuma a posição de quem está no comando da sua carreira. Seu chefe não promove você?

Em vez de achar que não é digna, comece a observar criticamente se há algo no seu comportamento ou na suas habilidades que precisa melhorar.

Talvez seja até o momento de sair da empresa onde trabalha e encontrar um ambiente que acredite mais no seu passe.

publicidade

Porém, você só conseguirá realizar esse salto se tiver plena fé de que pode chegar onde deseja chegar.

2. Priorize o autodesenvolvimento.

Prepare-se para as responsabilidades de ser uma grande líder. Você não vai conseguir isso se ficar sentada no sofá, esperando a oportunidade chegar.

Leia livros. Assista a filmes. Acompanhe as notícias diárias. Converse com mulheres que chegaram lá.

Absorva experiências que serão produtivas para alavancar sua carreira. Nunca devemos parar de aprender e de nos desenvolver como líderes.

3. Busque mais responsabilidades.

Um estudo descobriu que os homens geralmente se candidatam a um emprego quando atendem a 60% das qualificações, enquanto as mulheres se candidatam apenas se atenderem a 100% delas.

Você não precisa ser perfeita para assumir um cargo que exige muitas responsabilidades.

Acredite que é capaz de fazer o trabalho e não jogue a toalha muito cedo. Isso fará com que você se destaque na multidão.

4. Crie seu estilo de gestão.

Independentemente do seu histórico escolar, você pode se comprometer com uma empresa, trabalhar duro, provar seu valor em várias funções e, por fim, ascender à liderança.

Mas não conseguirá fazer isso sem ter um estilo de gestão. Quem são os líderes que você admira? Como eles se comportam? O que eles têm a ensinar?

Quais são as suas melhores habilidades? Como você pode usá-las para reunir times de alta performance?

Agregue suas experiências ao que aprendeu com pessoas de sucesso e você terá o seu próprio modelo de liderar. Esse será o seu diferencial.

5. Enfrente seus medos.

Encare o lado negativo de aprender a manobrar em situações difíceis. A melhor maneira de superar o medo é reconhecê-lo.

Se você for muito tímida e insegura, perderá oportunidades valiosas. Reconheça que o medo está lá, mas vá em frente mesmo assim.

Esteja sempre atenta ao momento presente e não tome nada como garantido.

As mulheres geralmente têm insights valiosos quando se trata de desenvolver produtos ou serviços de sucesso, porque tendem a ser mais criativas que os homens.

Injete criatividade e inovação na sua empresa. Perceba quando uma boa chance está diante de você e aproveite.

6. Faça networking.

Veja e seja vista.

Construa relacionamentos dentro de sua empresa, não apenas em seu setor.

Você precisa ser conhecida por uma ampla quantidade de pessoas para ter seu nome “ventilado” entre os líderes – e se tornar uma líder.

7. Adapte-se a diversos estilos de comunicação.

Homens e mulheres costumam se comunicar de maneira diferente.

Para transitar entre ambos os lados, você precisará ser flexível.

Aprenda um novo nível de assertividade, clareza e foco, geralmente associado aos homens. Entretanto, não deixe sua feminilidade de lado.

Você não está tentando ser outra pessoa, mas adaptando suas habilidades ao que a administração de um negócio exige.

8. Esteja em uma empresa que compreende e valoriza a contribuição feminina.

Infelizmente, ainda há empresas que não entendem o quanto uma mulher CEO pode ser benéfico para o negócio.

Nesses casos, tentar se enquadrar para agradar é uma batalha perdida. Você precisaria mudar a cultura da empresa como um todo para ser aceita.

Esse seria um processo muito desgastante não apenas profissionalmente, mas emocionalmente.

Certifique-se de que os membros do conselho diretivo e os principais investidores já trabalharam com mulheres poderosas antes, sem vê-las com escárnio ou como ameaça.

Bônus: a atitude mais importante – não desista

As mulheres entram em um local de trabalho geralmente projetado e administrado por homens

Mesmo em indústrias criadas por mulheres, a estrutura e as regras de gestão geralmente foram estabelecidas décadas antes pelos homens. 

As mulheres entram nesse ambiente esperando seguir as regras tradicionais de que o trabalho árduo será recompensado.

Entretanto, elas se frustram, porque não é bem assim que acontece. Há uma série de comportamentos que são esperados das mulheres que aspiram à liderança.

Descobrir isso depende muito da busca pessoal pelo conhecimento e também de uma postura de ferrenha perseverança. Ou seja: não desista.

Muitos homens que chegam à vaga de CEO o fazem por estarem há anos na mesma empresa, realizando as mesmas tarefas diligentemente. Apenas isso.

Já as mulheres costumam desistir e achar que “não é para elas” ou que “é muito difícil“.

Pesquisas acadêmicas mostram que características como impulsividade, resiliência e tolerância ao risco tornam os CEOs mais bem-sucedidos, sejam homens ou mulheres.

Cabe ao CEO definir a direção da empresa – ter um plano diante da incerteza. Você só conseguirá fazer isso se vencer suas próprias incertezas. O CEO é o tomador de decisão final.

Não há como fugir dessa realidade: você só poderá gerir grandes decisões se tomar a grande decisão pessoal de prosseguir lutando, não importa o que aconteça!