Bebê de 3 meses engasga durante um voo para Orlando e é salva por enfermeira que estava a bordo

Um anjo a bordo!

publicidade

Tinha tudo para ser um voo tranquilo de Pittsburgh para Orlando se não fosse por um incidente que deixou a tripulação desesperada cerca de meia hora após o início da viagem: uma jovem mãe estava pedindo ajuda, pois seu bebê havia parado de respirar.

Os funcionários do voo 1691 da Spirit Airlines fizeram um anúncio pedindo que, caso alguém fosse médico ou da área da saúde se apresentasse na frente do avião para ajudar a salvar Anjelé, de apenas 3 meses. Longos minutos de agonia se seguiram sem nenhuma resposta e uma família sem saber o que fazer com o bebe.

Foi então que Tamara Panzino, enfermeira há mais de 20 anos, se levantou e foi ajudar. A profissional que prefere ficar longe de drama, esperava que houvesse algum médico ou outro enfermeiro a bordo. Mas quando ninguém mais se levantou, ela soube que precisava fazer a coisa certa.

publicidade

Te interessa?

Ágil e uma excelente profissional, Tamara deu oxigênio ao bebê e começou a massagear seu peitinho e pernas. Depois de alguns momentos tensos, Anjelé começou a respirar sozinha novamente.

Quando você tem que dar um passo à frente e fazer o que é certo, você faz. Foi apenas uma história feliz, e isso me fez sentir muito bem”, disse Tamara.

Com a criança a salvo, o voo continuou normalmente para Orlando e o pai da menina a segurou bem alto para que todos os passageiros pudessem ver que ela estava sorrindo e feliz antes de desembarcar. O avião inteiro aplaudiu e parabenizou Tamara por sua atitude nobre e que, literalmente, salvou uma vida.

publicidade

UM FINAL FELIZ

Quem também estava a bordo do voo 1691 da Spirit Airlines era Ian Cassette, que trabalho para a Fox 35 em Orlando, apresentando as notícias do tempo. No entanto, naquele dia, a previsão ficou de lado e o meteorologista aproveitou para divulgar o ocorrido durante a sua viagem.

Após o pouso, Ian conversou com os pais de Anjelé, que ainda estavam abalados com o incidente.

publicidade

Os pais de Anjelé ficaram apavorados e nunca haviam passado por isso antes. Eles elogiaram a energia positiva do avião e as ações heroicas de Tamara por salvá-la”, escreveu em sua conta oficial do Twitter. Além do trabalho da enfermeira, Ian aproveitou para elogiar os comissários de bordo por manter a calma em uma situação tão estressante e caótica.

Situações assim sempre nos fazem ver que alguns heróis se escondem entre cidadãos comuns, não é mesmo? Um desses exemplos de anjos sem asas são os policiais e bombeiro aposentado que salvaram um bebê que se afogou em balde.

O incidente aconteceu em Londrina (PR), quando uma criança de 10 meses caiu dentro de um balde que estava cheio de água e só não morreu porque a vizinha viu a cena e levou o pequeno até uma base da Polícia Militar.

Relembre essa história com um final feliz aqui!

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Fonte: Inspiremore.

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar