e-se-te-falarmos-que-a-bipolaridade-tem-aspectos-positivos

E se te falarmos que a bipolaridade tem aspectos positivos? Vamos te mostrar TODOS!

Vamos te acalentar um pouco mais, você merece!

publicidade

O transtorno bipolar é um transtorno de humor grave que dura a vida toda.

Pouco se conhece atualmente sobre os mecanismos genéticos que fazem com que ele se manifeste. É caracterizado por estados alternados de depressão e mania.

A mania é acompanhada por elevações patológicas na energia e no humor, pensamentos e fala acelerados, diminuição da necessidade de sono, grandiosidade e risco.

publicidade

A depressão está associada a baixa energia e motivação, insônia e sentimentos de extrema tristeza, fracasso, inutilidade e desesperança.

Infelizmente, a prática atual em psiquiatria é mais voltada para o controle dos sintomas do transtorno bipolar.

Ela “passa por cima” da compreensão das verdadeiras necessidades e dos potenciais do paciente.

Eu PRECISO ter uma visão do futuro que me mantenha vivo hoje.” (Tom Wootton, bipolar, autor do livro The Bipolar Advantage)

publicidade

A linha entre genialidade e loucura

“Nenhum grande gênio jamais existiu sem um toque de loucura.” (Aristóteles)

A criatividade tem uma conexão histórica com o espectro bipolar. Boa parte da literatura científica associa o transtorno bipolar à realização criativa.

Muito disso por conta de relatos biográficos de poetas, músicos e outros grupos de indivíduos altamente talentosos, e que frequentemente apresentam sinais de transtorno bipolar.

A associação entre criatividade e transtorno bipolar é bem documentada em personalidades da pintura, como Vincent van Gogh, autores como F. ​​Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway, poetas como Walt Whitman e Sylvia Plath, e compositores como Rachmaninoff e Tchaikovsky.

Pessoas com transtorno bipolar que experimentaram mania ou hipomania (o estado que leva à mania) descrevem períodos de intensidade emocional, criatividade, energia e produtividade como aspectos atraentes para ser bipolar.

Essas “vantagens” dos sintomas bipolares podem ser tão fortes que os pacientes param de tomar seus medicamentos porque sentem falta desse lado da doença.

publicidade

Diversos estudos científicos recentes também encontraram uma concentração desproporcional de indivíduos com transtorno bipolar em ocupações criativas.

Essas pesquisas sugerem que eles tendem a se esforçar mais para atingir esses objetivos e se recusam a desistir muito depois que as pessoas “normais” o fazem. São mais resilientes.

Isso quer dizer que alguns aspectos do espectro bipolar podem mesmo conferir vantagens, enquanto expressões mais graves dos sintomas influenciam negativamente a realização criativa.

O empreendedor bipolar

Os empreendedores estão sempre ativos, e é por isso que precisam ter muita energia, uma tendência inventiva e um apetite considerável pelo risco.

Porém, muitas vezes estão estressados, privados de sono, precisam responder a altos níveis de imprevisibilidade e costumam colocar o autocuidado no final da sua lista de prioridades.

Ou seja: muitas das características que fazem de alguém um bom empresário são características de pessoas com bipolaridade – incluindo a perseverança.

O empreendedorismo provavelmente fornece uma importante alternativa de carreira para pessoas com problemas de saúde mental.

Alguém que tem dificuldade em seguir um horário de trabalho tradicional, por exemplo, pode prosperar com horários flexíveis que podem acomodar as oscilações de humor.

Quais as vantagens em ser um bipolar?

  • Pessoas com transtorno bipolar dormem menos à medida que se tornam maníacas e têm mais energia. Como resultado, eles costumam ser mais produtivos do que seus colegas, pelo menos por um tempo.
  • Junto com mais energia e autoconfiança, as pessoas com transtorno bipolar podem ser mais extrovertidas e charmosas à medida que seu humor melhora.
  • Alegria intensa e prazer na vida, incluindo uma maior consciência dos detalhes, também podem ser experimentados por pacientes bipolares à medida que se aproximam da mania.
  • Muitas pessoas com transtorno bipolar experimentam uma sensação de maior capacidade intelectual e de percepção dos acontecimentos também.

O pioneiro no assunto da bipolaridade

“A premissa dominante nos círculos bipolares é ver apenas o bipolar como desordenado e defender a tentativa de desacelerá-lo ou sedá-lo como a única solução.” (Tom Wootton, autor do livro The Bipolar Advantage)

Tom Wootton, autor do livro The Bipolar Advantage, admite prontamente que “vantagem” não é a interpretação típica que se faz do transtorno bipolar.

Com base em seu curso “Bipolar in order” (“Bipolar em ordem”, um trocadilho com “Bipolar disorder”, “transtorno bipolar” em inglês), desenvolvido por ele, Wootton enfoca a abordagem positiva da condição bipolar.

É sobre chegar a uma aceitação de si mesmo enquanto se esforça para se tornar uma pessoa melhor.

Aprender a usar a introspecção para se tornar consciente de quem você realmente é e aprender a mudar seus hábitos para acentuar os aspectos positivos da condição bipolar, minimizando os negativos.

Foto: Tom Wootton

Lidando com o estigma

Transformar o transtorno bipolar em uma vantagem é o resultado de quando você cria uma visão de quem você quer ser e elabora um plano de ação que o levará até lá; como, aliás, é feito por todas as empresas de sucesso no mundo.

Como um profissional de sucesso e alguém que foi diagnosticado erroneamente por anos, Wootton experimentou pessoalmente o lado bom e o ruim de ser bipolar.

Liderar um grupo empresarial e construir e ministrar o seminário “Bipolar in order” colocou Wootton em contato com as histórias pessoais de muitos bipolares e suas famílias.

Ele constatou que essa abordagem positiva, com ferramentas e habilidades para melhorar a vida, é uma ajuda para todos, tanto aqueles que têm bipolarida quanto aqueles que os amam e apoiam.

“Muitas vezes, ao ter que aceitar sua condição, as pessoas acabam se sentindo patologizadas – reduzidas de uma pessoa plena a um rótulo. Mas Tom vai além do diagnóstico para ajudar as pessoas a abraçar – e aceitar – as melhores partes de quem elas são.” (Craig Malkin, PhD, Instrutor Clínico em Psicologia na Harvard Medical School)

Sua fraqueza é sua maior força

Ver a bipolaridade como uma vantagem é uma oportunidade para você abraçar suas vulnerabilidades e seus pontos fortes, tendo coragem para olhar para o quadro geral.

A instabilidade de humor faz parte da doença, mas pode ser administrada com o uso adequado de conhecimentos, medicamentos, habilidades comportamentais e adaptações de estilo de vida.

É necessário, contudo, haver um equilíbrio preciso entre permitir que os pacientes bipolares explorem tais estados e garantir que isso seja feito com segurança. Esta é uma mudança de paradigma, e muito desafiadora.

Toda esperança é bem-vinda

Se puder ser demonstrado que o transtorno bipolar é meramente uma extensão da variação normal da população em características benéficas, isso pode apagar parte do estigma ainda associado a essa doença mental grave.

Afinal, traços psicológicos positivos de espiritualidade, empatia, criatividade, realismo e resiliência são frequentemente observados em indivíduos bipolares.

“Se quisermos realmente prosperar, temos que aceitar que teremos períodos de mania e depressão e encontrar uma maneira de prosperar durante eles, em vez de apenas prosperar durante a remissão.” (Tom Wootton, autor do livro The Bipolar Advantage)