crianca-que-venceu-a-leucemia-vira-dama-de-honra-do-casamento-de-sua-doadora-de-medula

Criança que venceu a leucemia vira dama de honra do casamento de sua doadora de medula

“Não havia um olho seco na igreja”, disse a fotógrafa de casamentos Jeannie Broadway. “Você podia ouvir os soluções dos convidados.”

publicidade

Uma menininha de apenas 4 anos precisou desde a mais tenra idade lutar pela própria vida em uma batalha na qual os prognósticos médicos não poderiam ser piores.

Skye Savren-McCormick foi diagnosticada com um raro tipo de câncer, conhecido como Leucemia Mielomonocítica Crônica (LMMC). Tinha apenas 10% de chances de sobreviver. Apenas com um transplante de medula óssea ela conseguiria sobreviver.

Guerreira que só ela, a menina enfrentava a doença todos os dias, aguardando esperançosamente a chegada de um doador que pudesse aumentar sua probabilidade de sobrevida.

publicidade

E ele – na verdade, ela! – chegou! Hayden Hatfield Ryals, uma jovem estudante universitária, havia se disposto a se tornar uma doadora de medula óssea ainda no início do curso. Após meses, descobriu-se uma paciente 100% compatível com ela.

A doação de Hayden não apenas salvou Skye, como também criou um vínculo poderoso entre as duas, que hoje são amigas. Tanto que a jovem convidou a menina para ser a dama de honra de seu casamento!

No grande dia da cerimônia, ao entrarem juntas no altar, Skye e Hayden arrancaram lágrimas do público presente, emocionados com a trajetória de superação e força da criança.

Skye conheceu Hayden durante seu casamento, realizado na Califórnia (EUA).

Não havia um olho seco na igreja”, disse a fotógrafa de casamentos Jeannie Broadway. “Você podia ouvir os soluções dos convidados.

publicidade

Skye foi diagnosticada com leucemia quando tinha apenas um ano. Ela recebia transfusões de sangue e plaquetas quase que diariamente.

Para piorar, ficou 10 meses internada no hospital devido a complicações médicas durante o tratamento. Foi uma vida de luta e dores até o transplante de medula óssea bem-sucedido encerrar seu sofrimento.

Hayden, de 26 anos, conta que a decisão de virar doadora ocorreu sem muito planejamento: ela tinha acabado de mudar seu curso, e não tinha certeza do que queria fazer.

publicidade

Se sentia perdida; sempre pensou que doar sangue fosse uma atitude digna e importante – quando descobriu que poderia doar medula óssea, ela não tardou em registrar-se como doadora.

Para ela, essa atitude transformou sua vida para sempre. Sobre a sua pequena amiga, a noiva disse: “Skye é uma lutadora, cheia de coragem, esperança e vontade de viver… acho que todos nós temos algo a aprender com essa criança de 4 anos”.

A família de Skye concedeu uma entrevista para o portal Fox 43 e enfatizou como é fácil entrar no registro público para doar medula óssea. “Qualquer um pode ser alguém que salva uma vida. Você não tem que ser um super-herói.

O importante, no final das contas, é doar. Doar salva vidas!

Curiosamente, para Hayden, em suas palavras, quem salvou ela e transformou sua vida foi Skye. “Aos meus olhos, o crédito vai todo para ela“, concluiu a noiva.

Fonte: Fox43

Compartilhe o post com seus amigos! 😉