Ex-diarista de 51 anos se torna advogada e não pretende parar por aí. Confira essa história incrível!

Uma verdadeira inspiração!

publicidade

A rotina puxada de diarista não impediu Janete Alves da Costa de ir atrás do seu maior sonho e iniciar a faculdade de direito aos 40 anos. Hoje, com 51, ela é oficialmente uma advogada com o certificado da OAB em mãos que ela exibe com orgulho e é um símbolo de toda a sua trajetória até aqui.

Moradora de Mirassol, estado de São Paulo, ela recebeu a carteirinha da OAB em meio a uma salva de palmas da banca e da plateia que assistia emocionada à cerimônia. Michele Dáfini de Freitas, filha da diarista, não esconde o orgulho da mãe e afirma que ela é a sua maior inspiração.

A perseverança dela é incrível, né? Eu tento, muitas vezes, persistir mais nas coisas e correr atrás das coisas, porque eu tenho um exemplo em casa!”, disse em entrevista ao Tem Notícias.

publicidade

Te interessa?

O sonho de estudar sempre foi algo que Janete teve, porém, a correria da vida adulta mais responsabilidades fizeram com que ele fosse adiado. Já em uma fase mais madura, ela finalmente conseguiu tirá-lo do fundo do armário.

Janete e a filha na cerimônia de ordenamento da nova advogada.
Créditos: Reprodução/TV TEM

A idade, que seria impedimento para muitas pessoas, não foi um problema para a agora, advogada! “Eu via pessoas com 60 anos fazendo sua primeira graduação, e eu achava aquilo maravilhoso. Hoje em dia, você vê cada vez mais pessoas experientes colando grau, conseguindo a carteirinha da OAB. Para estudar não tem idade“, afirma.

E não pense que Janete vai parar por aí não. Com planos para o futuro, ela pretende dar continuidade aos estudos e já está fazendo uma pós graduação na área de direito trabalhista. “A gente sempre tem que acreditar que vai conseguir. Tem vontade de estudar? Corre atrás, estuda, porque o saber não ocupa espaço, o constante estudo não tem idade“, enfatiza.

publicidade

O SEGREDO É NUNCA DESISTIR

Além da jornada dupla de trabalho de oito horas por dia mais estudos, Janete também precisou enfrentar o preconceito tanto de empregadores, quanto da família. Segundo a advogada, em alguns lugares onde trabalhou, após comentar que estava estudando, ela foi mandada embora. “As pessoas diziam ‘Como assim alguém que é diarista quer fazer uma faculdade?’”, recorda.

No entanto, não só de pessoas mal intencionadas o mundo é feito. Entre tantas palavras de desincentivo, a advogada encontrou em uma das patroas uma amiga e conselheira. A professora Paula Diniz diz estar orgulhosa e feliz por Janete. E ela tem todos os motivos!

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Histórias como a da diarista e agora advogada de Mirassol sempre dão aquele incentivo para quem precisa reascender a vontade de correr atrás dos sonhos, não importam quais sejam. Recentemente falamos aqui no Awebic sobre o ex catador de recicláveis, Walter Marinho dos Reis, que teve a maior nota da OAB de Pernambuco e sonha em ser juiz federal. Relembre clicando aqui!

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar