Destruindo a insônia causada pela pandemia com a receita INFALÍVEL da neurociência

Está com o sono afetado nessa pandemia? Saiba como combater a insônia e ter um sono reparador!

Destruindo a insônia causada pela pandemia com a receita INFALÍVEL da neurociência
Destruindo a insônia causada pela pandemia com a receita INFALÍVEL da neurociência

Nesta pandemia do novo coronavírus, permita que o seu sono seja a constante em um mundo em constante mudança. O Covid-19 afetou todos os aspectos de nossas vidas, especialmente nosso sono. 

Com isso, a insônia clínica teve um aumento significativo desde o início da pandemia e espera-se que continue. 

Embora nós estejamos bem cientes da importância de um sono reparador, geralmente é uma das primeiras coisas que negligenciamos, especialmente em tempos de incerteza como esses que estamos passando em 2020. 

Te interessa?

Mesmo que estejamos enfrentando apenas uma leve privação de sono, isso ainda pode causar alterações indesejadas na saúde do nosso corpo e mente.

O nosso cérebro é o centro de controle de tudo o que fazemos e é o órgão mais vital do corpo, ele controla o movimento, a circulação, a frequência cardíaca, a temperatura e muitas outras funções corporais. O cérebro também é responsável pela aprendizagem, memória , como você presta atenção e como recebe e processa as informações. 

Por isso, o sono é a base da saúde do cérebro e, sem ele, podemos comprometer todas as funções que ele desempenha diariamente.

como-combater-insônia

Como a pandemia vem afetando o sono das pessoas?

As grandes mudanças da pandemia em nossa vida diária podem afetar a capacidade de dormir melhor. Você pode não estar fazendo sua quantidade normal de exercícios porque as academias estão fechadas ou não são tão facilmente acessíveis. 

Mesmo que a academia não faça parte da sua rotina semanal, você pode estar se movendo menos por ficar em casa a maior parte do dia, senão todo o dia, não é mesmo?

Quando o nosso corpo está menos ativo fisicamente, pode não se sentir pronto para dormir na hora normal. Além disso, você também pode estar se movendo menos devido a menos interações e atividades sociais.

A falta de interações sociais significa que você pode não estar recebendo o estímulo mental e as conexões significativas que vêm com eles. A falta de estimulação mental e conectividade emocional pode levar à dificuldade de relaxar e acalmar o cérebro ao tentar ir para a cama.

como-combater-insônia

As dificuldades em manter rotinas na pandemia

As rotinas são cada vez mais difíceis de seguir com as regulamentações em constante mudança necessárias para atender às necessidades da nova pandemia. 

Muitas pessoas estão saindo da cama mais tarde, indo para a cama mais cedo, ou nem mesmo trocando totalmente o pijama, mesmo as videochamadas só podem ser vistas da cintura para cima. 

Essa interrupção de uma rotina afeta o horário de sono que é crucial para obtendo o seu melhor sono. O segredo é garantir que você tenha pelo menos seis a oito horas de sono por noite ou seis a oito horas consecutivas de sono.

A interrupção dos ciclos

Além disso, acordar durante a noite interrompe os ciclos vitais do sono que ajudam o cérebro a se restaurar e se recuperar do dia anterior.

Se você não está dormindo o suficiente, considere alterar seus comportamentos de sono, começando com as quatro dicas da neurociência apresentada a seguir. Confira! 

como-combater-insônia

4 dicas da neurociência para combater a insônia

Momentos difíceis esses em plena pandemia, muitas pessoas foram afetadas das mais variadas formas, ninguém saiu ileso dessa quarentena e isolamento social. 

Se o seu sono está sendo afetado com toda essa mudança de rotina, confira a seguir ótimas dicas da neurociência para combater a insônia e ter um sono reparador todos os dias. Aproveite!

1 – Ficar em sintonia com o ritmo natural do corpo

A melatonina, uma substância química liberada pela glândula pineal que fica nas profundezas do cérebro, ajuda a pessoa a se sentir relaxado e sonolento e a adormecer. 

Sua glândula pineal libera melatonina em seu ritmo durante um período de vinte e quatro horas. A melatonina é naturalmente baixa durante o dia e aumenta à noite. Por isso, esteja ciente de sua sonolência natural ao se preparar para dormir. 

Quantas vezes você ficou acordado até mais tarde do que o pretendido, exagerando no resto da temporada da série preferida ou respondendo mensagens nas redes sociais? 

Quando você fica acordado até tarde, pode perder os sinais naturais do seu corpo para dormir, assim desenvolvendo  problemas para adormecer mais tarde. 

como-combater-insônia

A falta de programação pode interromper significativamente os sinais biológicos do seu corpo. 

Se sua rotina de dormir é quase inexistente, como:

  • Voltar do trabalho;
  • Escovar os dentes;
  • Vestir um pijama.

Você pode perder completamente as dicas naturais para o sono, e essa sensação de sonolência pode nunca chegar.

2 – Ficar 1 hora longe de telas antes de dormir

Se você está tendo dificuldade para dormir a noite, o culpado pode ser seus hábitos de usar o tempo em tecnologias que possuem telas antes de ir para a cama. 

A maioria das pessoas passam a maior parte do dia na frente de uma tela. Essas telas podem emitir altos níveis de raios de luz azul que suprimem a glândula pineal, afetando a produção de melatonina. 

Já que a luz artificial tira a habilidade natural do nosso cérebro de adormecer, você vai querer desligar todas as telas 1 hora antes de dormir, isso inclui verificar até mesmo um tweet ou mensagem de texto.

Um dica é, antes de ir dormir, desligar totalmente as notificações, para que você não fique nem mesmo tentado a pegar e verificar seu smartphone.

como-combater-insônia

3 – Fazer alguma coisa relaxante antes de ir dormir

Muitas pessoas estão tendo dificuldade em se afastar do computador e do trabalho ou da escola, as fronteiras entre a vida doméstica e a vida profissional são quase inexistentes hoje, não é mesmo?

Se você está respondendo uma mensagem nas redes sociais ou um e-mail de trabalho, lendo ou até mesmo tendo conversas intensas, que geralmente reservamos para antes de dormir, a atividade cognitiva pode mantê-lo acordado. 

Certifique-se de ter um horário de término definido para o seu dia de trabalho ou escola e não deixe que isso se prolongue em sua rotina de hora de dormir. Em vez disso, mude as coisas. 

Durante a última parte da noite, faça algo que o ajude a relaxar e que seja reservado apenas para a hora de dormir. Prepare-se para pegar aquela onda de melatonina quando ela surgir e cavalgue para dormir.

4 – Atentar-se a respiração para pegar no sono

A causa final dos problemas de sono é a incapacidade de desligar o pensamento antes de dormir. 

Muitas pessoas vivem vidas mais solitárias devido à pandemia e não têm a oportunidade de se relacionar com outras pessoas, como reunir-se com amigos para uma conversar, o que ajuda a aliviar a tensão mental que muitas vezes sentimos antes de ir para a cama. 

Esteja atento ao momento em que você faz a transição de estar acordado para adormecido. 

como-combater-insônia

Antes de ir para a cama, diminua o ritmo sentando-se na beira da cama e preste atenção à sua respiração. Ao se deitar, continue prestando atenção em sua respiração até cair no sono

Se você ainda tiver dificuldade para adormecer, considere este exercício simples de aterramento: 

  • Pense lentamente em cinco coisas que você pode ver;
  • Depois quatro coisas que pode tocar;
  • Em seguida, três coisas que você pode ouvir;
  • Duas coisas que você pode cheirar;
  • Uma coisa que você pode saborear;
  • Por fim, volte sua atenção para sua respiração. 

Com isso, ao acordar, prepare-se para o dia levando cinco minutos antes de sair da cama todos os dias para simplesmente respirar e pensar sobre suas intenções para o dia.

como-combater-insônia

Você gostou das dicas de como combater a insônia desse período tão difícil que é a pandemia? Então compartilhe esse conteúdo com os seus amigos e familiares.

Permita que o sono seja a constante de que você pode precisar em sua vida. Mesmo que tudo no mundo esteja mudando diariamente, deixe seu horário de sono permanecer o mesmo, seu cérebro agradece! 

Fonte: PsychologyToday

Veja mais ›
Fechar