Entenda a diferença entre furacão, ciclone e tornado!
Entenda a diferença entre furacão, ciclone e tornado!

Entenda a diferença entre furacão, ciclone e tornado

Saiba de uma vez a diferença entre furacão, ciclone e tornado e entenda como eles se formam!

publicidade

Furacão, ciclone, tornado, são nomes que vez ou outra aparecem em noticiários e jornais. Todos esses nomes são uma coleção de nomenclaturas que aparentemente apresentam um mesmo fenômeno atmosférico, mas não bem assim!

Quando ouvimos falar de furacões, ciclones e tornados imaginamos uma forte onda de ventos que se apresenta em forma circular ou giratória e que por onde passa deixa um estrago enorme.

Porém, esses nomes se referem a tipos específicos de fenômenos e que em alguns casos, são bastante diferentes um do outro. E nas últimas semanas, essa dúvida só vem aumentando!

publicidade

Devido a isso, vamos aprender a diferença de cada um e como eles se comportam na natureza, além de conhecer também alguns exemplos.

furacão-ciclone-tornado

O que é um furacão? E como ele se forma?

Esse fenômeno da natureza chamado furacão é uma grande tempestade que gera fortes ventos extremamente rápidos e violentos.

Muitos desses furacões alcançam os continentes originando fortes chuvas torrenciais de grande intensidade, tudo isso em curto intervalo de tempo.

publicidade

Chuvas torrenciais são fortes pancadas de água e tempestades de vento que acontecem em uma pequena área, gerando assim impactos no local atingido.

O importante na hora de saber a diferença entre furacões e outros fenômenos atmosférico é como eles se formam.

Entenda como um furacão se forma

A formação do furacão acontece quando raios de sol caem durante vários dias sobre o oceano, acarretando assim o aquecimento da massa de ar localizada nas proximidades da superfície líquida.

Em seguida, com o aumento do ar úmido e quente, a temperatura diminui, assim, ajudando na condensação do vapor em gotas de chuva para a formação das nuvens.

E é nessa hora, quando a umidade e a evaporação aumenta, que é provocada várias tempestades e assim formando o que conhecemos como furacão.

publicidade

furacão-ciclone-tornado

Talvez você já tenha se deparado com o termo “olho do furacão”, bem, vou te explicar o que isso significa. 

Esse olho é o centro do furacão, onde a tempestade é mais calma, apresentando baixa pressão e vento menos forte.

Apesar dos ventos serem calmos no olho do furacão, pode acontecer também variações no eixo de rotação, produzindo assim intensos ventos na região.

Conheça os maiores furacões que já surgiram 

  • Furacão Florida Keys (1935);
  • Furacão Carla (1961);
  • Furacão Camille (1969);
  • Furacão Andrew (1992);
  • Furacão Mitch (1998);
  • Furacão Katrina (2005);
  • Furacão Rita (2005);
  • Furacão Wilma (2005);
  • Furacão Irma (2017);
  • Furacão Maria (2017).

Saiba o que é um ciclone e quais são seus tipos

Diferente do furacão, os ciclones são tempestades tropicais que se formam sobre oceanos. 

Esses ciclones apresentam grandes massas de ar que formam movimentos giratórios, podendo então se deslocar de uma região para outra.

furacão-ciclone-tornado

Classificação dos Ciclones

Apesar dos ciclones serem comuns se formarem em regiões de clima tropical, subtropical e equatorial, é importante deixar claro que dependendo da latitude e do clima do local, alguns ciclones são diferentes.

São eles:

  • Ciclone Tropical;
  • Ciclone Extratropical;
  • Ciclone Subtropical;
  • Ciclone Polar;
  • Anticiclone.

Veja alguns exemplos de ciclones que surgiram em algumas partes do mundo

  • Ciclone de Calcutá (1737);
  • Ciclone de Bhola (1970);
  • Ciclone Nargis (2008).

Ciclones no Brasil

Aqui no Brasil, dois ciclones subtropicais também causaram danos ao litoral brasileiro. Foram eles:

  • Ciclone Cari (2015);
  • Ciclone Eçai (2016).

Apesar desses dois ciclones não terem chegado no litoral, ambos produziram fortes ventos e chuvas, provocando estragos em algumas cidades, como Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

furacão-ciclone-tornado

Uma caso mais recente aconteceu aqui no Brasil ainda neste ano (2020). O Ciclone Bomba com ventos fortes chegando a rajadas de 116,6 km/h atingiu várias cidades deixando muitos estragos e alguns mortos.

As cidades atingidas pelo Ciclone Bomba foram: Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O que é um Tornado? E como ele se forma?

A origem da palavra tornado vem do espanhol tornada que significa tempestade. Em comparação ao furacão, o tornado apresenta dimensões e duração bem menores.

O fenômeno chamado tornado é capaz de gerar grandes destruições por onde passa. Os tornados são redemoinhos atmosféricos definido por um espiral, como se fosse um funil de vento.

Esse “funil de vento” gira em torno de um centro de pequena pressão atmosférica, onde são produzidos por uma única tempestade.

É normal a sua formação ocorrer no final da tarde, pois é nesse período que a atmosfera apresenta maior instabilidade e ao contrário dos furacões, sua duração é menor.

Como o Tornado se forma?

A formação de um tornado está ligado a tempestades muito grandes que geram violentos ventos, aumentando a precipitação pluviométrica e em seguida formando granizo em regiões muito planas.

furacão-ciclone-tornado

Por sorte, menos de 1% das células de tempestades desse tipo originam-se em um tornado. Porém, todas as grandes células devem ser monitoradas por sempre haver a chance destas juntarem as circunstâncias necessárias para a formação de um tornado.

Tipos de Tornados

  • Tornado de vórtice múltiplo;
  • Tornado satélite;
  • Tromba de água.

Classificação dos Tornados

  • F0 (Velocidade dos ventos:  65-115 km/h, Danos: Leves);
  • F1 (Velocidade dos ventos:  115-180 km/h, Danos: Moderados);
  • F2 (Velocidade dos ventos:  180-250 km/h, Danos: Fortes);
  • F3 (Velocidade dos ventos:  250-330 km/h, Danos: Severos);
  • F4 (Velocidade dos ventos:  330-420 km/h, Danos: Devastadores);
  • F5 (Velocidade dos ventos:  420-530 km/h, Danos: Incríveis).

Agora que você conhece cada um deles e sabe como agem, se estiver em um local próximo a qualquer movimentos similares, não tente analisar a sua diferença. Procure sempre um local mais distante para se manter seguro!