Funcionários conseguem ‘rastrear’ 10 mil que foi jogado no lixo SEM QUERER

Ufa! Que grande alívio e que gratidão por empenho em algo que não foi nada fácil!

Funcionários conseguem 'rastrear' 10 mil que foi jogado no lixo SEM QUERER
Funcionários conseguem 'rastrear' 10 mil que foi jogado no lixo SEM QUERER

Duas mulheres de Recife acabaram passando por um susto bem grande essa semana. O que era para ser um dia comum de trabalho, uma mulher acabou tomando um susto só por estar fazendo a “limpeza” de sempre.

Uma mulher que trabalha cuidando de uma casa estava a fazer sua faxina. Como de rotina, o momento de limpeza lhe fez tirar todos os lixos que estavam por ali.

Quando entrou no quarto de sua patroa, ela viu mais um saquinho assim, jogado sobre um móvel. De forma automática, a moça acabou pegando o saco plástico e jogou no lixo. Mas acontece que havia R$10 mil ali dentro!

Te interessa?

Contando sobre o que aconteceu, seu Avelino Pontes, ogerente-geral de Fiscalização e Limpeza da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), disse:

“Quando a senhora sentiu falta do dinheiro, ligou para a Emlurb e falou com a secretária do diretor. Eu estava passando na hora e disse: ‘vamos ajudar’. Fomos à sala de controle operacional para localizar o carro”.

Ao procurar saber onde estava o caminhão responsável pela coleta da rua em que a patroa morava, os seus funcionários já haviam passado por lá havia um tempo.

“O caminhão já estava pela metade. Depois do lixo dessa residência, fez mais 15 ruas e tinha uma média de três toneladas. Descarregamos e os garis começaram a busca, foram quase três horas. Na primeira leva, catamos todo o lixo e não achamos”.

Foi quando então os chamou para contar o que de fato havia acontecido e que era preciso fazer uma busca para ajudar as mulheres. Aliás, estamos falando de uma grande quantia!

Funcionários conseguem 'rastrear' 10 mil que foi jogado no lixo SEM QUERER

Os funcionários acabaram fazendo uma busca pequena

Não, a verdade é que não foi nada fácil! Mas Avelino chegou a contar que os rapazes que estavam nessa “empreitada” se mostravam bastante compassivos e animados para ajudá-las. E disse mais:

“Para achar esse pacotinho vamos ter que abrir saco por saco. Foi quando começamos com a segunda busca. O esforço dos meninos foi enorme, ficaram o tempo todo abaixados, foi um trabalho muito bonito.”

Depois de passarem um bom tempo fazendo as buscas, quando eles já estavam perdendo as esperanças de encontrar o pacotinho, um dos amigos acabou encontrando.

Para eles, a grande dificuldade acabou sendo justamente por causa das cédulas, que mesmo sendo uma alta quantia, não formavam um pacote grande.

Ao devolverem os R$10 mil da moça, ela chegou a ficar que não só ficou muito feliz por ter encontrado, pois estamos passando por uma grande crise nesse momento.

Mas também se sentiu aliviada porque a quantia era o pagamento de um alguém e ela não poderia ficar sem pagar pelos serviços dessa pessoa. De fato acabou sendo um grande alívio e uma grande gratidão por todos os envolvidos!

Fonte: Folha PE

Veja mais ›
Fechar