Japoneses criam padaria solidária para atender APENAS pessoas carentes

O próximo passo agora é expandir o projeto para toda a capital japonesa, fazendo parcerias com mais padarias.

publicidade

Um grupo de padarias japonesas criou uma inovadora campanha que visa ajudar a população em situação de rua de Tóquio ao passo que reduz drasticamente o desperdício de alimentos.

Batizada de ‘Big Issue’, o projeto abarca uma padaria comunitária que funciona apenas de madrugada, oferecendo os produtos não vendidos de dia pelas padarias participantes a um preço bem mais baixo e acessível para pessoas carentes ou em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com seus fundadores, a ideia é ajudar aqueles que enfrentam circunstâncias ainda mais adversas em meio à pandemia de Covid-19.

publicidade

Todos os dias, os produtos que não foram vendidos em horário comercial são estocados e colocados à venda a partir da meia-noite no bairro Kagurazaka, em Shinjuku, Tóquio.

O preço médio chega a ser 60% mais barato; de quebra, novas vagas de trabalho foram criadas para atender à demanda, preenchidas justamente por pessoas de baixa renda.

A iniciativa foi implementada na última quinta-feira (1), coincidindo com a aprovação da Lei de Promoção da Redução da Perda de Alimentos, promulgada pelo parlamento japonês após meses de discussões.

publicidade

Desde então, filas que atravessam o quarteirão se formam diariamente, a partir das 23h, com dezenas de clientes à espera de atendimento. No primeiro dia, os produtos de três padarias diferentes esgotaram em apenas uma hora.

A ideia veio da pesquisadora culinária Nahomi Edamoto, de 65 anos. Ela conta que queria criar um “ciclo generoso para ajudar a reduzir o desperdício de produtos alimentícios, distribuindo essa comida para as pessoas que precisam.”

 

O projeto não poderia ser mais bem-sucedido: o desperdício caiu para quase zero e centenas de pessoas vulneráveis agora têm o que comer. Não é legal?

Além disso, o faturamento das padarias participantes segue estável – os clientes do período diurno continuam consumindo normalmente, sem transferência para o período noturno.

publicidade

Prova de que apenas as pessoas que realmente necessitam estão participando da iniciativa comunitária. O próximo passo agora é expandir o projeto Big Issue para toda a capital japonesa, fazendo parcerias com mais padarias.

Se o número de padarias dispostas a cooperar conosco aumentar, poderemos ir mais longe na redução do desperdício de alimentos“, garantiu Miku Sano, dono de uma das padarias participantes.

Já Tsuyoshi Inaba, diretor representante do fundo de assistência Tsukuroi Tokyo, uma associação que luta contra a pobreza, disse:

“Em nossa estrutura social, o coronavírus está empurrando mais pessoas para o tipo de adversidade que as força a ir às ruas ou a viver de maneira precária. Mas antes que esses tipos de iniciativas de ‘assistência mútua’ em nível privado entrem em ação, é necessário que haja mudanças na tendência de defender uma ideologia de auto-responsabilidade, inclusive na política.

A padaria noturna segue funcionando normalmente no espaço Kamome Books, enquanto seus organizadores pensam em uma maneira de utilizar food trucks para fazer vendas móveis pelas periferias de Tóquio mantendo o padrão de baixo custo de modo a atender aqueles que mais precisam.

Fonte: Mainichi