Mulher emociona fazendo homenagem impactante ao ser vacinada

Uma dor que jamais conseguiríamos medir!

Mulher emociona fazendo homenagem impactante ao ser vacinada
Mulher emociona fazendo homenagem impactante ao ser vacinada

Durante toda a nossa vida, passamos por momentos que nos afligem e que nos fazem sentir diversas dores. Mas uma das mais fortes, é a dor da perda de alguém a quem tanto amamos.

Tallyta Cerqueira, de 32 anos, resolveu fazer uma linda homenagem para os seus pais e sua avó, que acabaram falecendo em decorrência ao agramento da Covid-19.

Reconhecendo como essa dor é enorme, resolveu fazer algo impactante no dia que pode tomar a primeira dose da vacina em Ponta Grossa nos Campos Gerais do Paraná.

Te interessa?

Se recordando como tudo foi difícil, Tallyta reconhece que as coisas foram tristes demais ao ver toda a sua família pegando a doença e precisando ir ao hospital por causa do agravamento do quadro.

“Passamos por muita coisa desde o primeiro teste positivo, que foi o da minha avó. Eu nunca vou esquecer de ter que reconhecer os corpos de toda a minha família, nunca vou esquecer as cenas na UTI”, contou ela.

Ao lado do irmão, que também pegou Covid, ambos infectados conseguiram ficar em casa. Mas ela viu o seu marido, seus pais, sua avó e sua sogra em uma situação que nem mesmo nós poderíamos descrever.

E ao se lembrar dos cuidados, ela disse ainda: “Tivemos todos os cuidados pensando que um dia no futuro a vacina chegaria para todos, infelizmente eles não tiveram chance.”

Mulher emociona fazendo homenagem impactante ao ser vacinada

Uma dor que jamais poderemos descrever

Seu marido e sua sogra conseguiram se recuperar bem da doença e voltaram para casa. Mas infelizmente, Tallyta não teve a mesma alegria com o pais e com a avó, lamentando, disse mais:

“Muito revoltante saber que minha vó já estaria vacinada, e meus pais estariam vacinando por esses dias, mas não tiveram a chance, porque aqui ainda não estava ocorrendo a vacinação. Mesmo com todos os cuidados passamos por isso que nos devastou, e não pudemos fazer nada”.

Tudo aconteceu em pouco menos de um mês. Uma perda que sabemos, é de devastar o nosso coração e nos deixar sem chão por não aceitar que tudo aconteceu da forma que aconteceu.

Pensando em mostrar as pessoas que o luto é uma dor terrível, ela fez uma plaquinha para levar no momento da sua vacinação com o intuito de tocar as pessoas e as fazerem instigar um cuidado redobrado por quem amam:

“Com a placa, eu quis mais mostrar que a doença existe sim, e que se alguém ainda não se conscientizou por que não perdeu nenhum familiar, eu perdi praticamente toda a minha família. Então, se as pessoas ainda têm seus entes queridos vivos, ao seu lado, façam de tudo para que permaneça dessa maneira”.

Como ela mesma disse, precisamos mostrar amor por quem amamos. Se vacinar e redobrar o cuidado é o mínimo que podemos fazer por eles!

Fonte: G1

Veja mais ›
Fechar