VIVA, MULHERADA!: 10 opções NATURAIS que eliminam a cólica menstrual

Nada de estresse nesse período!

VIVA, MULHERADA!: 10 opções NATURAIS que eliminam a cólica menstrual
VIVA, MULHERADA!: 10 opções NATURAIS que eliminam a cólica menstrual

A cólica menstrual é causada por um excesso de prostaglandinas – compostos que são liberados no revestimento uterino durante a preparação para a menstruação.

Elas são uma parte necessária do processo, mas, em excesso, causam dor.

Seu nível de prostaglandina é mais alto no primeiro dia de seu período menstrual, razão pela qual a dor menstrual geralmente é pior.

Para piorar, você também pode estar sofrendo, além das cólicas, de dores de cabeça, sensibilidade nos seios e outros sintomas relacionados ao período menstrual.

A dor menstrual existe há tanto tempo quanto os humanos e muito antes de termos ibuprofeno.

Conforme a menstruação progride e o revestimento do útero é eliminado, o nível de prostaglandina diminui e a dor melhora.

Clinicamente conhecida como dismenorreia, a cólica menstrual pode ser causada pela própria menstruação ou ter outra causa.

As causas secundárias da dor menstrual incluem endometriose, que ocorre quando o tecido ou células que revestem o útero se implantam em outro lugar.

Existem muitos remédios naturais por aí. Aqui estão dez remédios naturais que realmente funcionam!

Cólicas menstruais: o que evitar nesse período?

Evite alimentos refinados, incluindo açúcar, pão e macarrão.

Evite ainda os ácidos graxos trans, que são encontrados com mais frequência em alimentos industrializados, como batatas fritas, biscoitos, anéis de cebola, biscoitos e margarina.

Abandone o álcool, o tabaco e a cafeína. Eles são inflamatórios e podem estimular a dor menstrual.

Há algumas evidências científicas que mostram que a redução da ingestão de gordura prejudicial pode ajudar a aliviar os períodos dolorosos.

10 opções que eliminam a cólica menstrual naturalmente

1. Gengibre

Um estudo com mulheres jovens descobriu que as cápsulas de gengibre aliviaram os sintomas da dismenorreia primária, incluindo períodos dolorosos, bem como medicamentos como o ibuprofeno.

Nenhuma das mulheres no estudo relatou efeitos colaterais graves. Experimente um pouco de gengibre se desejar uma alternativa sem drogas para o alívio da dor menstrual.

2. Vitamina D

Dores associadas à dismenorreia podem ser incapacitantes.

Cólicas associadas à menstruação ocorrem devido ao aumento dos níveis de prostaglandinas, que fazem com que o útero se contraia. Essas contrações causam o descolamento do revestimento uterino.

A vitamina D reduz a produção de prostaglandinas.

Em um estudo com mulheres jovens que tiveram dismenorreia primária e baixos níveis de vitamina D, altas doses semanais de vitamina D suplementar diminuíram significativamente a intensidade da dor.

As mulheres que tomaram vitamina D também tomaram menos analgésicos para tratar a dor menstrual.

Você pode pedir ao seu médico para medir seus níveis de vitamina D com um simples exame de sangue.

3. Óleo de peixe

Os pesquisadores estudaram os efeitos da vitamina B1 e do óleo de peixe nos sintomas da dismenorreia em estudantes do ensino médio.

As jovens foram separadas em 4 grupos diferentes. Um grupo tomou 100 miligramas de vitamina B1 por dia. Outro consumiu 500 miligramas de óleo de peixe por dia.

O terceiro grupo tomou uma combinação de vitamina B1 e óleo de peixe diariamente. O último grupo recebeu um placebo.

As mulheres fizeram o tratamento no início do ciclo menstrual e continuaram por 2 meses.

Em comparação com aqueles no grupo de placebo, aqueles que tomaram vitamina B1, óleo de peixe ou ambos relataram significativamente menos dor.

As mulheres que tomaram óleo de peixe ou B1 também relataram que a dor não durou tanto em comparação com as do grupo do placebo.

4. Bolsa de água quente

Aplicar uma almofada térmica, um envoltório térmico ou uma bolsa de água quente no abdômen faz maravilhas para aliviar as cólicas menstruais.

Você pode encontrar esses itens na farmácia ou on-line.

A aplicação contínua de calor pode funcionar tão bem quanto o ibuprofeno no alívio da dor da dismenorreia. O calor ajuda os músculos a relaxarem.

Um estudo com mulheres entre 18 e 30 anos que tiveram dismenorreia primária descobriu que aquelas que aplicaram um dispositivo de calor que aqueceu a 40 ºC experimentaram benefícios de alívio da dor semelhantes àquelas mulheres que dependem do ibuprofeno.

Se você não tiver uma almofada térmica, qualquer envoltório térmico, uma bolsa de água quente, um banho quente ou uma toalha quente podem ser usados.

5. Exercícios físicos

Muitas mulheres percebem que os exercícios ajudam a aliviar as cólicas menstruais.

O exercício libera endorfinas, substâncias químicas do cérebro que promovem o bem-estar.

Se você gosta de caminhar, correr ou nadar, é seguro participar de todas essas atividades durante o período menstrual. Ioga e tai chi chuan são formas mais suaves de exercício que podem ser mais fáceis de fazer se você sentir fadiga.

Em um estudo, mulheres jovens que praticaram ioga por 60 minutos uma vez por semana durante 12 semanas sentiram menos dores menstruais em comparação com aquelas que não praticaram ioga.

Peça a um instrutor de ioga qualificado para mostrar as posições ideais para alívio da dor menstrual.

6. Melhor higiene do sono

A qualidade do sono afeta os sintomas menstruais e muitos problemas de saúde.

Em um estudo, mulheres que tiveram insônia relataram dismenorreia mais grave e mais interferência nas atividades diárias devido aos sintomas das cólicas.

Pratique uma boa higiene do sono para evitar os sintomas dolorosos da menstruação. Isso envolve ir para a cama mais ou menos na mesma hora todas as noites.

Estabeleça e mantenha uma rotina noturna para dar a seu corpo o sinal de que é hora de dormir.

A rotina pode envolver coisas como ouvir uma música suave, desfrutar de uma xícara de chá ou tomar um banho quente.

Dormir o suficiente para promover a saúde geral ajudará você a controlar os sintomas  associados ao seu ciclo menstrual.

7. Menos cafeína

A eliminação da cafeína ajuda muitas mulheres a aliviar a dor menstrual.

A cafeína está em vários alimentos, incluindo café, chá, refrigerante, chocolate e bebidas energéticas.

Se você consome cafeína diariamente, pode ser necessário diminuir a dose lentamente para evitar sintomas de abstinência.

Como substitutos, experimente sucos feitos com vegetais ricos em antioxidantes, frutas vermelhas e proteína em pó.

8. Chás de ervas

Certos chás podem ajudar a aliviar as cólicas menstruais.

Pesquisas sobre chás de ervas para o alívio da dor menstrual são escassas, mas os chás têm sido usados ​​pelas mulheres em várias culturas há séculos.

Os chás de camomila e de hortelã-pimenta costumam ser recomendados para dores menstruais, pois acalmam o corpo.

Outros chás associados à dismenorreia são aqueles feitos com gengibre ou erva-doce.

9. Dieta rica em magnésio

O magnésio na dieta parece ajudar a aliviar a dor das cólicas, segundo experimentos científicos.

O magnésio é encontrado em muitos alimentos, incluindo amêndoas, feijão preto, espinafre, iogurte e manteiga de amendoim.

Se você deseja tomar um suplemento de magnésio, converse com seu médico, uma vez que a dose necessária depende da gravidade de suas cólicas, assim como outros fatores.

10. Menos estresse

Pesquisas preliminares descobriram que pessoas com altos níveis de estresse têm duas vezes mais chances de relatar uma menstruação dolorosa.

O estresse durante a fase folicular (a primeira parte do ciclo) pode ter maior probabilidade de causar menstruação dolorosa do que o estresse no ciclo lúteo (a segunda parte do ciclo, após a ovulação).

  • Diminuir o estresse diário pode ajudar a aliviar as cólicas menstruais em algumas pessoas!
publicidade