Para vacinar comunidade, enfermeira sobe em tronco de árvore para atravessar riacho

Felizes por estar tendo nossos velhinhos vacinados, não importando a dificuldade!

Para vacinar comunidade, enfermeira sobe em tronco de árvore para atravessar riacho
Para vacinar comunidade, enfermeira sobe em tronco de árvore para atravessar riacho

Quando falamos que existem pessoas que se vestem de anjos para atender as necessidades de quem mais precisa, nos enchemos de orgulho ao saber o tamanho do amor que possuem.

Desde que começou a campanha de vacinação em nosso país, que estamos vendo profissionais de saúde enfrentarem diversos obstáculos para conseguirem chegar em localidades mais difíceis.

Eles pensam não só como médicos que possuem metas à cumprir, mas como filhos e parentes que se sentiriam aliviados em saber que seu vovô e sua vovó recebeu as vacinas com imunizantes conta a Covid-19.

Te interessa?

Dessa vez, foi uma enfermeira que estava fazendo parte da campanha de vacinação no município de Santana, que fica à cerca de 20 km de Macapá, o estado do Amapá, quem impressionou.

Quando estão na parte urbana, as coisas até chegam a ser mais práticas. Mas ao chegar na zona rural, as coisas podem não ser tão fáceis começando até mesmo pelo acesso em certos locais.

E foi esse o caso! Marquelhe Balieiro precisou atravessar um riacho que estava no caminho da sua rota para o local. Ele, junto com os companheiros, o atravessou sobre o um tronco de árvore que estava posto no meio do mato.

O vídeo que chegou a ser compartilhado pela página oficial da Prefeitura de Santana no Facebook mostra quando ela está passando bem de vagar, olhando para os seus pés sob a árvore e segurando uma corda posta como suporte.

Ainda que seja uma parte pequena, era necessário. Porém, ao mesmo tempo, existia um grande risco de acidente caso não fosse tomado muita cautela naquele momento.

Mesmo assim, Marquelhe não viu a dificuldade em si. Para a enfermeira, aquilo era preciso e ela iria fazer sim!

Mais uma pessoa com garra que nos inspira e nos traz gratidão

Assim como milhares de médicos, enfermeiros e profissionais de limpeza, a enfermeira acredita que é preciso acima de tudo levar saúde para o máximo de pessoas possíveis.

Quando questionada sobre o que fez, Marquelhe disse o seguinte:

“Nenhum obstáculo impedirá de levar saúde a essas pessoas que moram distante, têm dificuldades de deslocamento e precisam de atenção, tanto quanto quem reside na área urbana do município. A missão é cansativa, porém gratificantes demais”.

Essa não é a primeira vez que vemos profissionais precisando se arriscar em locais difíceis para continuar com as campanhas de vacinação de onde trabalham. 

Como agora a maioria das pessoas que são vacinadas nesse momento são os velhinhos, ficamos super gratos por saber que nossos velhinhos estão sendo acolhidos da melhor forma.

Daqui para frente, esperamos que o único sentimento que nós venhamos ter é o da gratidão. Mais uma vez, o nosso lindo agradecimento pelo altruísmo de cada um deles!

Fonte: UOL

Veja mais ›
Fechar