Uma pessoa que trai seu cônjuge tem muito a dizer sobre sua personalidade
Uma pessoa que trai seu cônjuge tem muito a dizer sobre sua personalidade

Uma pessoa que trai seu cônjuge tem muito a dizer sobre sua personalidade

Trair não é para os fortes, mas para os que não são íntegros.

publicidade

Existe uma história que corre pela internet há muitos anos. Em um trecho curto, ela nos trás uma mensagem impactante sobre as atitudes que temos em relação às pessoas que declaramos amar.

Ainda que seja uma pequena frase de efeito que não tenho sido comprovada ser real em relação à Máfia Italiana, existem histórias que comprovam alguns mandamentos e regras que podem fazer todo o sentido.

De acordo com o seu código de honra, preservar a sua família é uma das formas que eles encontravam para manter os seus segredos ainda mais seguros e longe de qualquer atenção que pudesse chamar por causa de certos escândalos.

publicidade

Ainda assim, a frase que tanto percorre as redes sociais e sempre volta à tona por pessoas que admiram essa relação com o óbvio, diz muito sobre as personalidades que percorrem no coração de muitas pessoas.

A frase diz assim:

“Um dos princípios da máfia italiana, é nunca trair a esposa, pois: se você é capaz de trair quem confia em fechar os olhos e dormir ao seu lado, você não é digno de confiança de ninguém!

Sendo de fato um mandamento comprovado ou não, de fato existe uma grande lógica em relação a quebra de postura que vem de uma pessoa que faz algo do tipo. Sabe por que?

publicidade

O casamento é uma das coisas mais sagradas, desde os tempos antigos

Até mesmo quem não é religioso sabe o quanto a Bíblia Sagrada preza pelo casamento. A união de duas pessoas não é algo que simplesmente existe em cerimônias e papéis.

Construir um casamento é está disposto a transformar todo o seu viver em prol de uma pessoa a quem você jurou depositar amor e dedicação durante toda a sua vida, literalmente:

“… até que a morte os separem.”

Isso não é nenhum exagero. Aliás, estamos falando de uma relação que nasce com base no sentimento mais puro que existe, que é o amor.

Uma pessoa não aceita se casar e viver com uma pessoa pela qual não sente sentimentos verdadeiros e intensos – ao menos essa é a premissa do casamento real. Como diz a Bíblia:

“Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Amós 3:3)

Ainda que possa haver qualquer forma de deturpação em seu sentido, quando duas pessoas decidem se casar, a principal intenção é essa: o amor e a devoção de uma vida inteira ao lado de quem ama.

publicidade

Trair uma pessoa que ama é um sinal sobre quem você é 

Quando temos uma pessoa que amamos em nossas vidas, somos de forma automática levados a trazer as melhores coisas para ela. Seja imaterial ou material, o amor nos muda a fazer o que podemos e buscarmos o que não podemos.

Porque é isso que o amor nos faz. Saber que uma pessoa confia em nosso amor, é uma das razões principais para que o casamento seja firmado como um contrato em certidão.

E ainda mais que isso! Essa união supera as palavras e se entregam de forma literal em vida, quando você se dispõe a viver ao lado daquela pessoa – que quando se ama, esse é o maior prazer, não formas de sacrifício.

Trair uma pessoa ao qual você resolveu casar, não só mostra que os sentimentos não são verdadeiros, como também esclarece uma certa falta de empatia para com quem confiou nos sentimentos que você dizia sentir.

Como diz no livro de 1 Coríntios: 

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”

Em uma traição, onde está a bondade do seu amor? Onde está a verdade? Onde está a força do sentimento que diz que tudo suporta?

Abrir mão do seu casamento é ir de desencontro com tudo aquilo que você jurou prometer a alguém por uma vida toda.

Como confiar em alguém que trai quem diz amar?

Quando levamos em conta a história da máfia italiana que citamos logo no início do texto, é mito pesado sobre a capacidade de uma pessoa trair dessa forma.

Se olharmos bem, duas pessoas quando se casam se prometem viver bem, e acima de tudo, como tanto já falamos, se doar uma à outra sem esperar ter algo em troca que não seja por puro prazer de fazer por quem você ama.

Imagine o que uma pessoa que é capaz de trair quebra:

  • a devoção de uma pessoa que jurou amar,
  • a confiança que ela depositou, 
  • o amor que esperava receber por completo,
  • a vida de quem pensou ter a melhor pessoa do mundo ao seu lado.

Quando levamos para esse sentido primário acerca das regras da máfia, de fato é difícil confiar em alguém que traí o próprio cônjuge, já que essa pessoa aparentemente lhe conhece e lhe ama melhor do que ninguém.

traicao-casamento

Então, como confiar?

Esse é o questionamento que levantamos. Se a pessoa mais próxima e que supostamente deveria ser a pessoa mais respeitada, foi traída, como confiar se não seremos apunhalados pelas costas de alguma outra forma?

A verdade é que a traição é mesmo algo que nos faz questionar sobre a integridade que uma pessoa possui. E essa característica é algo que nos faz pensar a cerca de alguém.

Ainda que seja preciso levar muitas outras questões em conta – até coisas íntimas que não sabemos e nos diz respeito -, o casamento é preciso ser mantido puro, e não manchado com traição.