Professor cria robô para ajudar crianças com autismo a se socializar

Um avanço tão importante!

Professor cria robô para ajudar crianças com autismos a socializar
Professor cria robô para ajudar crianças com autismos a socializar

A tecnologia está aí! E ficamos tão felizes quando ela é usado em prol daqueles que mais precisam, e ainda nesse caso, em minores que infelizmente sofrem bastante mesmo estando nós aparentemente tão mais avançados.

Um professor que atua em Hong Kong, pensou na grande problemática que ainda é para as crianças com autismo se socializar com as pessoas que estão ao seu redor.

Pensando em criar uma forma em que essa habilidade pudesse ser desenvolvida, ele criou um robô especialmente para isso. Funcionando desde 2015, o seu projeto vem se mostrando ter um grande sucesso.

O programa que se chama RABI, abreviação de Robot for Autism Behavioral Intervention (em português Robô para intervenção comportamental do autismo), já está em grande movimentação.

Até então, já foram mais de 1.200 crianças com idade entre 3 a 18 anos que puderam ser beneficiadas com o projeto que se mostra ter um grande efeito para a sua real função.

Infelizmente, isso não é algo que ocorre apenas em Hong Kong ou só em nosso país. Embora isso não faça sentido, ainda existe um grande preconceito com pessoas que possuem o transtorno autismo.

E é bem normal para uma pessoa autista ter uma dificuldade maior em querer se relacionar de forma mais aberta com pessoas que não estão no seu ciclo familiar ou de amigos mais próximos.

Pensando nisso, os robôs que fazem parte do programa não só ajudam no básico, que é a normalização de uma conversa. Mas também estimulam a resolução de problemas que podem surgir na rotina de qualquer pessoa.

Professor cria robô para ajudar crianças com autismos a socializarProfessor cria robô para ajudar crianças com autismos a socializar

Com eles, as crianças passam a receber mais estímulos para que tenha uma interação verbal ainda maior e sem dificuldades de querer trocar muitas palavras, aumentam o seu vocabulário e fazendo com que isso seja menos “tenso”.

O incentivo é algo que no final sempre faz uma grande diferença

Como já chegamos a falar mais acima, o projeto já atua com sucesso em mais de mil crianças que estão dentro dessa “novidade” que só tem vantagens.

Até então, em Hong Kong e em Macau, o projeto RABI já chegou a ser adotado por 20 ONGs e escolas públicas que possuem alunos que necessitam desenvolver suas habilidades sociais por causa do autismo.

Pai procura amigo para jogar com filho autista e reação da web é EMOCIONANTE

E isso deixa todos os envolvidos cheios de esperança! Como de fato vem funcionando e melhorando o relacionamento das crianças, é esperado que o avanço do projeto aconteça de forma exponencial.

Assim como no mundo inteiro – e como nos alegramos com isso! -, todas as ferramentas que são criadas para auxiliar na integração social de crianças autistas merecem mais que reconhecimento!

Esperamos que tudo continue dando certo e que esse o projeto RABI possa avançar e se espalhar cada vez mais!

Fonte: CNN