Testes em humanos para possível cura do HIV começará em breve!
Testes em humanos para possível cura do HIV começará em breve!

Testes em humanos para possível cura do HIV começará em breve!

Um avanço para a humanidade!

publicidade

O HIV já foi uma doença devastadora e acabou com a vida de milhões de pessoas. Hoje em dia já existe um tratamento de qualidade onde os infectados conseguem ter uma qualidade de vida praticamente normal, mesmo assim não é uma cura definitiva.

Acendendo a esperança de finalmente ser possível curar uma pessoa soropositiva, uma terapia genética com chances reais de ser a ‘cura do HIV’ começará a ser testada em humanos no mês que vem.

A FDA (Food and Drug Administration), que é uma espécie de Anvisa nos Estados Unidos, concedeu uma autorização para que a AGT (American Gene Technologies) comece a primeira fase dos testes em seres humanos.

publicidade

Esta é uma notícia importante de que temos a aprovação do FDA para lançar a fase I e conduzir nossos primeiros testes em humano”, divulgou David Pauza, diretor da AGT.

Todos estão bastante otimistas com essa possível cura, seria um avanço medicinal muito grande, além é claro do impacto na vida dos pacientes.

Estamos muito entusiasmados. Isso nos aproxima do nosso objetivo de transformar vidas com a medicina genética”, concluiu.

Essa droga se chama AGT103-T, e é administrada em dose única com base em vetores lentivirais. Em outras palavras, ela é um produto celular com modificações genéticas feito com as próprias células da pessoa infectada.

publicidade

Na prática, o AGT103-T age removendo as células infectadas do corpo, fazendo com que o tratamento antirretroviral seja reduzido ou até mesmo desnecessário.

Ainda segundo a AGT, a droga é feita a partir de células sanguíneas e leva 11 dias para que possa desenvolver as células T que combatem o vírus da Aids. Sendo assim, ela é capaz de combater as células humanas com o agente infeccioso.

Os testes em humanos deve começar já nas próximas semanas nas Universidades de Maryland, Washington e Georgetown. As pesquisas foram desenvolvidas com a ajuda do National Institutes of Health.

A estimativa da UNAIDS é de que aproximadamente 38 milhões de pessoas são portadoras do vírus HIV. Os resultados dos primeiros testes devem sair ainda nesse ano.

publicidade

Sobre a doença

O vírus HIV teve seu ápice nos anos 80, resumidamente, a doença afeta o sistema imunológico e deixa o portador em uma situação muito complicada, caso não seja tratada.

Felizmente, hoje em dia é possível ter tratamento gratuito no SUS, e as pessoas portadoras conseguem ter uma expectativa de vida praticamente igual a de quem não tem o vírus.

Foto: Sharon McCutcheon

Outra coisa que muita gente não sabe e causa preconceito nos portadores da doença, é que quando a pessoa está fazendo tratamento, ela não transmite o vírus.

Os anos 80 foram difíceis pois ninguém conhecia a doença e praticamente não havia tratamento. Muitas pessoas acabaram falecendo por conta dos problemas causados em decorrência do vírus. Renato Russo, Cazuza e Freddy Mercury são apenas alguns dos nomes mais famosos.

De qualquer forma, saber que existe uma possibilidade real de cura definitiva é uma notícia maravilhosa. Tudo dará certo e daqui há alguns anos poderemos dizer com orgulho que a humanidade se livrou do HIV.

Fonte: GlobeNewsWire