CUIDADO! Esse hábito pode estar DESTRUINDO sua memória

Entenda como a tecnologia e excesso pode acabar com sua memória!

CUIDADO! Esse hábito pode estar DESTRUINDO sua memória
CUIDADO! Esse hábito pode estar DESTRUINDO sua memória

Existe uma pergunta que só fará sentido para as pessoas de uma certa idade:

qual era o seu primeiro número de telefone quando criança? 

Suponha que uma pessoa não teve nenhum problema em repetir um número de telefone, apesar de não ter discado ou recitado esses dígitos em anos. 

Se a tecnologia estivesse realmente destruindo nossa memória, certamente essa informação inútil (primeiro número de telefone) já teria desaparecido há muito tempo. 

Porém, é fácil afirmar que nós seres humanos modernos temos as mesmas capacidades de memória que tivemos sempre. A verdade é que a tecnologia está apenas redefinindo como escolhemos empregá-los.

O que está acontecendo com nossa memória?

Em meio à atual economia da captura de atenção de clientes, muitas tecnologias modernas foram projetadas para bombear continuamente informações de modo a manter nós usuários engajados por longos períodos. 

A empresa Netflix, por exemplo, nos incentiva a assistir a mais um episódio, os hiperlinks contidos em sites e redes sociais nos obrigam a abrir mais uma guia no navegador, recompensas intermitentes nos levam a jogar mais um jogo. Isso já aconteceu com você?

tecnologia-memória

Infelizmente, quando a grande exposição de informações é constante e incessante, nossa capacidade de reter essas informações diminui naturalmente.

E nossa memória, onde vai parar? 

Na verdade, muitas pessoas que foram solicitadas a assistir a todas as temporadas de uma determinada série de televisão se lembraram significativamente menos da trama e dos personagens do que as pessoas que assistiram à mesma série todas as noites ou semanais. 

O fato é que nós seres humanos sempre tivemos um limite para a quantidade de informações que poderiam codificar de forma significativa em um determinado dia. 

Portanto, as tecnologias modernas não mudaram isso, eles simplesmente nos empurram além desse limite com mais frequência do que a mídia do passado.

Perder peso pode trazer ESSE benefício para a sua MEMÓRIA

Nós estamos ficando com memória curta?

Em um estudo realizado em 2011, vários pesquisadores do estudo descobriram que as pessoas se lembram de um número significativamente menor de fatos quando são informados de que esses fatos serão armazenados externamente e facilmente acessíveis no futuro. 

Você já ouviu falar no chamado “Efeito Google”? Esse é o motivo pelo qual muitas vezes não as pessoas não lembram de:

  • Números de telefone;
  • Endereços de e-mail;
  • Programações de reuniões.

tecnologia-memória

A verdade é que a tecnologia nos permitiu terceirizar o armazenamento de memória, assim, desenvolvendo hábitos ruins que no futuro destruirão nossas memórias de longo.

Mas qual é o problema das tecnologias em nossa memória? Para interagir de forma significativa com as informações e dados descarregados, nós devemos lembrar onde essas informações estão localizadas.

Você já parou para pensar em quais teclas são necessárias para acessá-las, como filtrá-las de verdade, etc.?

Esses processos são todos memórias armazenadas internamente. Consequentemente, em vez de destruir nossa capacidade de criar memórias, a tecnologia está simplesmente mudando as informações que escolhemos lembrar. Você entendeu?

12 problemas SÉRIOS causados pelo uso excessivo do CELULAR

A tecnologia está influenciando nossa memória de longo prazo?

O pensamento e a cognição do ser humano vai depender em grande parte das memórias que nós armazenamos internamente. 

As habilidades de ordem superior pelas quais a maioria das várias pessoas ao redor do mundo clama – como o pensamento crítico e a criatividade – surgem e só podem ser aplicadas de forma significativa aos fatos guardados em nossa memória de longo prazo. 

A verdade é que tudo o que nós acabamos vendo, ouvimos e pensamos depende criticamente sendo influenciado por nossa memória de longo prazo.

tecnologia-memória

Realizados vários estudos nessa área, alguns pesquisadores levantaram a hipótese de que o segredo para formar memórias profundas e duradouras reside na fase de codificação primária. 

Se uma ideia ou evento desperta emoções fortes durante a codificação, as pessoas formarão uma memória mais profunda. Embora isso seja verdade, não pode ser toda a história. 

Você já parou para pensar porque todos nós nos lembramos de músicas de comerciais de televisão completamente sem emoção de nossa infância? 

Fazer exercício NESSE horário pode te fazer APRENDER mais!

Como recuperar memórias afetas pela tecnologia?

O segredo para formar memórias profundas e duradouras reside na fase de armazenamento, ou seja, se uma experiência for encontrada repetidamente, haverá várias oportunidades de armazenamento, levando a uma memória profunda.

Novamente, embora isso seja verdade, não pode ser toda a história. Se fosse, mais pessoas conseguiriam desenhar um logotipo preciso do Apple de memória. Tente você mesmo desenhar ele de cabeça.

Acontece que o segredo para formar memórias profundas e duradouras reside na fase final de recuperação. 

tecnologia-memória

Simplificando, a memória é construtiva quanto mais uma pessoa recupera uma memória, trazendo-a assim das profundezas usando suas próprias faculdades cognitivas, mais fácil se torna de relembrá-la no futuro. 

É provavelmente por isso que muitas pessoas acabam lembrando de tantas músicas de televisão.

A verdade é que nós recuperamos essas músicas cada vez que os cantamos, e porque não nos lembramos de tantos logotipos onipresentes – muito poucos de nós já recuperamos essas imagens.

NOMOFOBIA: o problema que o CELULAR vem trazendo e destruindo gerações

O excesso de informação está destruindo sua memória

Você sabia que a tecnologia moderna, em geral, é voltada para a difusão de informações? Essa nova forma de consumir informações é especializada em organizar e apresentar ideias às pessoas em um formato altamente envolvente.

Infelizmente, fora dos nomes de usuário e senhas, a tecnologia atual é muito ruim em nos forçar a recuperar informações, como lembrar de determinados acontecimentos e resgatar memória.

Esta é a razão final pela qual pode parecer que a tecnologia está destruindo nossas memórias, isso porque quando nunca precisamos lembrar de informações, as memórias relevantes tornam-se fracas e fugazes. 

tecnologia-memória

Em relação à esses acontecimentos, pode ficar tranquilo, pois não há razão para supor que nós seres humanos estejam perdendo a capacidade de formar memórias profundas. 

A verdade é que estamos simplesmente usando essa faculdade para acessar e criar memórias profundas para coisas como nomes de usuário, senhas e endereços de sites.

Embora a tecnologia moderna possa estar mudando as informações que codificamos, armazenamos e recuperamos a memória, ela não parece estar alterando nosso mecanismo de memória. 

Você gostou de saber mais sobre como a tecnologia pode estar afetando as nossas memórias de longo e curto prazo? Então não perca mais tempo e compartilhe com os seus amigos e familiares.