Categorias: Bem Estar

7 hábitos de monges budistas que podem mudar sua vida para sempre

Qual o segredo para se sentir calmo e focado?

Qual o segredo para se sentir calmo e focado?

Não é uma pergunta fácil de responder.

Então, por que os monges budistas parecem pacíficos e presentes o tempo todo?

Como eles fazem isso? Eles conhecem algum segredo escondido que você não conhece?

Na verdade, sim, eles conhecem!

Por milhares de anos, a filosofia budista tem se concentrado apenas em como reduzir o sofrimento humano e manter a mente focada no momento presente.

E hoje, vamos passar pelos princípios e hábitos mais importantes do budismo que todos podemos adotar diariamente em nossas vidas.

Embora possam parecer difíceis no começo, se você persistir, eles irão beneficiá-lo por toda a vida.

Hábito 1 – Desocupação exterior

Você sabia que Buda nasceu um príncipe? Sim, ele poderia ter passado a vida em um grande e belo palácio onde tudo é feito para ele.

Mas ele não fez isso.

Ele abandonou tudo quando percebeu a natureza frustrante do materialismo.

2.300 anos depois, os monges budistas fazem o mesmo.

Eles mantêm as posses materiais a um mínimo e apenas mantêm o que precisam para viverem suas vidas. Geralmente tudo cabe em uma mochila pequena.

Eles desocupam completamente sua vida.

Hábito 2 – Desocupação interna: cuidando dos outros

Em muitos círculos budistas, os monges aprendem a fazer coisas não para si mesmos, mas para o mundo inteiro.

Quando eles meditam, é para o bem de todos. Eles tentam alcançar a iluminação para alcançar todo o seu potencial e ajudar os necessitados.

Quando você consegue desenvolver esse tipo de atitude altruísta, se concentra menos em seus problemas pessoais.

Você fica menos emotivo com coisas pequenas e sua mente fica mais calma.

Isso é o que chamamos de desocupação interna: abrir espaço para outros e descartar hábitos egoístas.

Hábito 3 – Meditar MUITO

Uma das principais razões pelas quais você se torna um monge é ter mais tempo para meditar. A maioria dos monges acorda cedo e medita por 1 a 3 horas e faz o mesmo à noite.

Esse tipo de prática muda o cérebro. Se você já leu algum artigo sobre os benefícios da meditação, sabe o que quero dizer.

Você não precisa adotar esse tipo de cronograma rigoroso, mas e se você começasse o dia com 30 minutos de meditação?

Hábito 4 – Seguindo o sábio

Na sociedade ocidental, temos uma relação doentia com a velhice. Mas para os monges budistas, eles veem as pessoas idosas como sábias.

Eles buscam guias espirituais mais velhos, que possam ajudá-los em seu caminho.

Se você olhar ao redor, sempre há pessoas inteligentes para aprender com elas. Os idosos têm mais experiência, o que significa que eles podem oferecer inúmeras lições de vida.

Hábito 5 – Ouça atentamente e sem julgamento

Nosso cérebro naturalmente julga os outros. Mas, de acordo com os budistas, o ponto de comunicação é ajudar os outros e nós mesmos a sofrer menos.

Criticar e julgar, obviamente, não ajuda.

O que é maravilhoso sobre a plenitude é que ela é livre de julgamento.

O principal objetivo da comunicação plena é absorver tudo o que alguém está dizendo sem avaliá-lo.

Muitos de nós planejamos nossas respostas enquanto escutamos, mas o principal objetivo aqui é simplesmente absorver tudo o que eles estão dizendo.

Isso leva a mais respeito mútuo, compreensão e chances de progresso na conversa.

Hábito 6 – A mudança é a única lei do universo

Segundo o mestre budista Suzuki, um princípio crucial que todos nós precisamos aprender é aceitar a mudança:

Sem aceitar o fato de que tudo muda, não podemos encontrar compostura perfeita. Mas, infelizmente, embora seja verdade, é difícil para nós aceitar esse fato. Por não conseguirmos aceitar a verdade da transitoriedade, nós sofremos”.

Tudo muda, é a lei fundamental do universo. No entanto, achamos difícil aceitar isso.

Nós nos identificamos fortemente com nossa aparência fixa, com nosso corpo e nossa personalidade. E quando essas coisas mudam, sofremos.

No entanto, Suzuki diz que podemos superar isso reconhecendo que o conteúdo de nossas mentes está em fluxo perpétuo. Tudo sobre a consciência vem e vai.

Perceber isso no calor do momento pode difundir medo, ansiedade, raiva, apego, desespero.

Por exemplo, é difícil ficar com raiva quando você vê a raiva pelo que ela é. É por isso que o Zen ensina que o momento é tudo o que existe.

Suzuki diz: “O que quer que você faça, deve ser uma expressão da mesma atividade profunda. Nós devemos apreciar o que estamos fazendo. Não há preparação para outra coisa”.

Hábito 7 – Vivendo o momento

Como seres humanos, pode ser difícil simplesmente abraçar o momento presente. Nós tendemos a pensar em eventos passados ou nos preocupar com o que o futuro nos reserva.

Nossa mente pode naturalmente vaguear.

Mas a plenitude nos encoraja a reconcentrar. Praticar a plenitude nos permite melhorar o redirecionamento de nossos pensamentos para o que estamos realmente engajados.

Sem nos julgarmos por nos perdermos em nossos pensamentos, simplesmente reconhecemos que perdemos nossa atenção e direcionamos nosso foco para nossos sentidos ou para qualquer tarefa em que estamos envolvidos.

É preciso disciplina, mas é o que precisamos fazer se quisermos estar presentes para os milagres da vida.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Ideapod escrito por Lachlan Brown.

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Gostou do conteúdo? Comente e compartilhe com seus amigos!

Share
Publicado por:
Redação Awebic

Últimos artigos

40 frases para comemorar o Dia das Crianças com carinho

Veja aqui lindas frases de Dia das Crianças para você homenagear as crianças que você… Read More

29 de setembro de 2020

Concurso de fotografia animal anuncia as 40 fotos mais HILÁRIAS como finalistas

Tente escolher a sua favorita e falhe! Read More

29 de setembro de 2020

A primavera tem muita transformação para ESSES Signos do Horóscopo!

Saiba como essa estação afeta o seu signo! Read More

29 de setembro de 2020

Filha escondeu o doutorado por 3 anos para surpreender a mãe e sua reação em formatura emociona

A reação emocionante nos inspira ainda mais afeto para com nossos pais! Read More

29 de setembro de 2020

10 razões INDISPENSÁVEIS para sempre comemorar o Dia das Crianças

Razões para você comemorar o Dia das Crianças com os seus filhos e aproveitar esse… Read More

29 de setembro de 2020

Carteiro ‘Amigo dos Animais’ viraliza ao tirar selfies com os pets que encontra no trabalho

Os encontros de Cristiano se estendem também aos gatos, coelhos e outros pets! Read More

29 de setembro de 2020